Se seu cão tem problemas de estômago, siga estas dicas simples

· julho 3, 2017

É bastante comum que os cães sofram de problemas relacionados ao sistema digestivo ao longo das suas vidas. E, embora na maioria dos casos sejam problemas leves e passageiros, é sempre bom recorrer ao veterinário se o problema persiste ou se repete. De qualquer forma, se seu cão tem problemas de estômago, aqui lhe deixamos algumas dicas simples.

Sinais e causas de problemas digestivos nos cães

Os sinais mais comuns que indicam que um cão tem problemas de estômago podem ser:

Geralmente, estes sintomas frequentemente são provocados ​​por:

  • Alimentos estragados
  • Ingerir muita quantidade de comida
  • Alergias
  • Vírus ou bactérias
  • Estresse
  • Ansiedade

Se seu cão tem problemas de estômago, deixaremos algumas dicas para tentar resolvê-los. No entanto, sempre consulte o veterinário.

Uma dieta adequada para cães com estômagos sensíveis

Neste contexto, há muitas coisas que você pode fazer para evitar que seu peludo sofra com essas doenças digestivas.

Por exemplo, dar-lhe uma dieta adequada às suas necessidades e respeitando sempre as porções diárias recomendadas. Você tem que levar em conta fatores como:

  • Idade
  • Tamanho
  • Nível de atividade física que o animal desenvolve

Qual é a alimentação mais adequada para um cão com um estômago sensível?

Mas você também deve considerar outras características particulares de seu animal de estimação na hora de pensar sobre a sua comida, como no caso dos problemas de estômago. O mais apropriado nesta situação é que não falte uma boa dose de fibras em sua dieta. Desta forma, você garante um bom funcionamento intestinal.

Então, para saber qual alimentação seu amigo de quatro patas precisa em cada etapa da sua vida, recorra a um veterinário de confiança. Ou lhe peça para encaminhá-lo para um especialista em nutrição animal.

E, embora haja alimentos especialmente desenvolvidos para animais com digestão sensível, antes de comprar, sempre consulte um profissional para que ele determine se é a melhor opção para o seu cão.

Mais questões para considerar se seu cão tem problemas de estômago

Outras coisas que você deve levar em conta perante um cão que apresenta problemas digestivos são:

  • Certifique-se de ter sempre disponível uma boa quantidade de água limpa e fresca. Lembre-se de que, se a água está suja, ou com restos de comida, pode ser uma fonte de várias infecções. Além disso, a água não deve estar muito fria, porque pode causar desconforto em seu estômago.
  • Evitar que coma demais. É que, talvez por ansiedade ou estresse, alguns peludos comem muito rápido e muita quantidade de comida. A melhor forma de evitar esse comportamento é repartir sua comida em várias porções por dia. Normalmente, o recomendado é que você lhe dê em três doses diárias. Se o motivo da compulsão alimentar é porque ele convive com outros cães e comem todos juntos (e ele tem medo de ficar sem comida), o ideal é alimentá-lo separadamente.
  • Não introduzir mudanças bruscas em sua dieta, a menos que seja por estrita recomendação do veterinário ou nutricionista. É que os cães são especialmente sensíveis às alterações em sua alimentação habitual.

Outros conselhos para evitar distúrbios digestivos nos cães

Também leve em conta estes conselhos para evitar problemas gastrointestinais em seu cão:

  • Não deixe que coma lixo ou outros resíduos, e inclusive diferentes tipos de objetos. Há animais que geralmente devoram tudo o que encontram em seu caminho na rua, parque ou cestas. Preste especial atenção se o seu cão tem esse hábito e você irá evitar muitos de seus problemas de estômago.
  • Mantenha-o afastado de substâncias que podem lhe provocar intoxicação. Este é o caso dos pesticidas, venenos para rato, anticongelantes e até mesmo algumas plantas e medicamentos. Se o animal apresenta vômitos e diarreia e você suspeita que ele se intoxicou, tente identificar o que ele ingeriu e o leve até a emergência do veterinário.