Seguro para animais: dicas para escolher corretamente

· março 18, 2018

A maioria das empresas de seguro para animais geralmente atende espécimes com idade entre três meses e oito anos e que estejam identificados com um microchip. Hoje, vamos lhe dar alguns conselhos sobre como escolher uma apólice de seguro para animais de estimação.

Como qualquer dono, devemos ser responsáveis quando o assunto é a segurança de nossos pets. E se protegemos nossos bens pessoais, como nosso carro e nossa casa, por que não proteger também nossos companheiros fiéis?

Como funciona o seguro para animais de estimação?

Os seguros para animais de estimação funcionam de forma similar aos de saúde. Seu objetivo é proteger donos e animais de estimação diante de alguma eventualidade, como doenças ou acidentes. Esses seguros são pensados para qualquer tipo de animal doméstico, mas quase sempre ficam restritos a cães e gatos.

As empresas que trabalham com seguros para animais de estimação contam com um amplo conjunto de serviços disponíveis.

O cliente deve escolher a opção que mais atende às necessidades de seu animal. Então, você deve analisar os custos, benefícios e limitações de cada cobertura para escolher a apólice correta.

Para calcular o valor do seguro para animais de estimação, as seguradoras exigem uma série de informações. Entre elas, estão: espécie, raça, certificado de idade e comprovante de saúde assinado por um veterinário.

Pitbull sorridente

Além disso, a maioria das empresas de seguro para animais atende espécimes com idade entre três meses e oito anos e que estejam identificados com um microchip.

Escolha da apólice de seguro para seu animal de estimação: coberturas e serviços

Devemos enfatizar que os serviços incluídos em cada cobertura variam de acordo com a companhia de seguros. No entanto, de acordo com os consultores e especialistas neste tópico, uma boa cobertura básica deve incluir:

  • Responsabilidade civil em caso de danos a terceiros.
  • Animal de estimação perdido ou roubado: algumas empresas incluem o serviço de busca do animal em caso de perda.
  • Morte por acidente.
  • Sacrifício em caso de doença terminal ou acidente com danos graves.
  • Assistência telefônica 24 horas.

Uma cobertura integral de qualidade deve abranger os serviços básicos que acabamos de mencionar, com os seguintes itens adicionais:

  • Assistência veterinária completa. Esse ponto deve incluir medicina preventiva: consultas, vacinação, análises de laboratório e testes diagnósticos, intervenções cirúrgicas, hospitalização e atendimento a domicílio.
  • A maioria das empresas trabalha de forma semelhante a um plano médico. Possuem profissionais, clínicas e hospitais colaboradores. Algumas delas também oferecem reembolso para consultas e tratamentos realizados com profissionais não participantes do seguro.
  • Internação e repouso assistido em caso de intervenção cirúrgica ou doenças.
  • Assistência em despesas com enterro. Muitas empresas cobrem totalmente os custos da cremação dos restos do animal.

Economicamente, é aconselhável contratar um seguro para animais de estimação?

Não existe uma única resposta para esta questão. Cada dono deve fazer suas contas do quanto investe mensal ou anualmente na saúde de seu animal de estimação.

Cachorro ao lado de porquinho com dinheiro

O investimento em seguros para animais dependerá da cobertura escolhida. Como os donos geralmente optam por uma cobertura integral, recomendamos considerar esse valor em suas contas.

Vale a pena? Isso depende do resultado dos cálculos e do orçamento de cada um. A grande vantagem dos seguros com cobertura integral é que evitam gastos imprevistos. Além disso, dão segurança ao dono e ao cão diante da responsabilidade civil de terceiros.

5 dicas para escolher uma apólice de seguro para seu animal de estimação

Se escolhermos de forma inconsciente o seguro de nosso animal de estimação, podemos ficar desamparados diante da necessidade de utilizar os serviços. Com as dicas a seguir, é possível escolher uma apólice de forma simples e eficaz:

  • Comparar as coberturas e serviços oferecidos por cada seguradora. Nem sempre os serviços são os mesmos, por isso é necessário analisar com cuidado.
  • Garantir que terá apoio em caso de responsabilidade civil por danos a terceiros e em caso de acidentes.
  • Cumprir os requisitos para contratar e manter a apólice ativa: faixa etária aceita, identificação com microchip, vacinação e desparasitação em dia e comprovante de pedigree.
  • Verificar o alcance da cobertura escolhida: é válido apenas no país em que vive? Pode ser ampliado para outros países? Será possível ter seguro em caso de viagem em outro continente?