Tartarugas: criação e cuidados

dezembro 27, 2017

Os cuidados com tartarugas são essenciais para preservar a saúde do animal e todos a sua volta. Saber cuidar de um animal de estimação significa entender seu organismo e respeitar suas necessidades específicas.

As tartarugas são os répteis mais amigáveis para conviver com humanos, famosas por sua longa expectativa de vida. São uma excelente opção de primeiro pet para crianças. Além disso, muitas vezes nos ensinam muito sobre a responsabilidade de cuidar e respeitar o animal.

Adaptam-se facilmente a pequenos espaços e não requerem muito tempo de seus donos. São independentes, tranquilas e não oferecem risco para o lar. No entanto, também precisam de atenção para se desenvolver de forma saudável. Conheça os cuidados com as tartarugas.

Quais são os principais cuidados com tartarugas?

As tartarugas domésticas são divididas em dois grandes grupos: aquáticas e terrestres. Cada uma precisa de atenção específica para preservar sua boa saúde.

Construindo a “casa” perfeita

A vida de uma tartaruga aquática doméstica se desenvolve dentro do aquário. Essa é a sua casa e por isso é muito importante escolhê-la conscientemente.

tartaruga terrestre

A tartaruga precisa de espaço para nadar e se mover livremente. Portanto, o tamanho do aquário (ou terrário) deve ser 4 ou 5 vezes o tamanho do animal.

As tartarugas aquáticas podem crescer bastante até a idade adulta. Recomenda-se optar antecipadamente por um aquário maior e evitar despesas desnecessárias. Quanto maior o espaço, melhor será a sua qualidade de vida.

O tanque deve ter basicamente 2 ambientes: uma piscina (a “parte molhada”) para nadar, e uma parte seca acima da água, onde a tartaruga pode tomar banho de sol, secar e descansar.

As tartarugas se hidratam, respiram e se alimentam debaixo d’água. Portanto, para garantir sua saúde, é necessário fornecer água limpa e fresca. Idealmente, o aquário deve ter um sistema de filtro. Faça também uma limpeza semanal do seu interior (inclusive troca de água).

Muitos especialistas defendem que é necessário recriar o habitat natural da tartaruga para melhorar sua qualidade de vida. Para isso, você pode colocar plantas  ou palmeiras artificiais, castelos ou outros elementos do meio marinho.

Ambiente e temperatura

Tão importante como comprar um bom aquário é pensar estrategicamente sobre sua localização. O ambiente deve ser ventilado e receber luz solar ou iluminação direta. Precisam de ambientes quentes para se desenvolver bem. A temperatura ideal da água varia entre 26º e 30ºC.

As tartarugas terrestres precisam de menos condicionamento do meio ambiente. Muitas pessoas optam por deixá-las soltas em casa. É uma decisão mais arriscada, mas não é errada.

No entanto, o mais seguro é comprar um terrário para a tartaruga terrestre doméstica. A lógica do tamanho é a mesma que a da tartaruga marinha. O espaço deve ser 4 a 5 vezes maior do que o animal. Também precisam de um ambiente quente com incidência de luz solar ou iluminação artificial.

Alimentação equilibrada

A alimentação é o aspecto fundamental do cuidado das tartarugas. A dieta diária deve fornecer os nutrientes necessários para o desenvolvimento saudável de sua espécie.

Os répteis geralmente precisam de uma hidratação mais modesta do que a dos mamíferos para preservar o bem-estar de seu organismo. As tartarugas marinhas se hidratam em seu próprio habitat. E para as terrestres é essencial fornecer água fresca e limpa com frequência.

Os dois tipos de tartarugas alimentam-se de forma diferente. Enquanto o terrestre é predominantemente vegetariano, a marinha deve ingerir mais proteínas e gorduras animais.

Existem alimentos comerciais para tartarugas marinhas e terrestres. É a maneira mais prática de garantir uma dieta adequada para o seu animal de estimação. No entanto, você pode escolher fazer um alimento caseiro e natural para uma tartaruga. É melhor consultar um veterinário para equilibrar os nutrientes.

tartaruga doméstica

Autor: Leandro Martinez

O que podem comer?

Quando se trata de uma tartaruga marinha, o ideal é misturar o alimento comercial com pequenas quantidades de peixe cru (com baixo teor de gordura), pequenos crustáceos, legumes permitidos, larvas, grilos e pequenos insetos.

Uma tartaruga terrestre deve ter oferta abundante de vegetais, frutas (exceto cítricos), flores, ervas, pequenos pedaços de carne crua e minhocas. Precisam de uma alta ingestão de cálcio e fósforo para manter sua carapaça forte e resistente. É a sua principal proteção contra ameaças externas.

A quantidade de alimento depende do tamanho e da idade do animal. Uma tartaruga pequena e jovem deve ser alimentada apenas uma vez por dia. Uma de grande porte pode comer 3 a 4 vezes por dia.

As tartarugas marinhas e terrestres podem apresentar sintomas como lesões de pele e carapaça, além de sofrerem infecções oculares e problemas digestivos. É por isso que os cuidados com tartarugas devem incluir visitas periódicas ao veterinário.

Fonte da imagem principal: neusitas