Tráfico de tigres aflora na Europa

O tráfico de tigres também existe em solo europeu: uma investigação revela como esses animais são criados para serem esquartejados.
Tráfico de tigres aflora na Europa

Última atualização: 21 Fevereiro, 2021

O tráfico de tigres e partes de seus corpos é um problema bem conhecido na Ásia, mas uma nova investigação de mais de cinco anos trouxe à tona o que parece ser um esquema de tráfico de tigres na Europa.

Uma investigação em toda a Europa

A descoberta ocorreu na República Tcheca e parece revelar que os animais ameaçados pela medicina oriental não são criados apenas para o uso de seus ossos e peles na Ásia, mas também no centro da Europa.

Há cerca de cinco anos, as autoridades aduaneiras europeias começaram a encontrar evidências de tráfico de tigres na Europa: foram encontrados ossos no furgão de um cidadão vietnamita, esqueletos escondidos entre alto-falantes ou vinho fabricado com ossos. O destino eram cidades como a capital vietnamita de Hanói, e a origem apontava para o território tcheco.

Por isso, em 2015, foi realizada uma inspeção da população de tigres cativos que vivia na República Tcheca. Manter essa espécie fora de zoológicos ou santuários é legal em muitos lugares da Europa, mas no caso da República Tcheca são registrados os nascimentos, as mortes, o movimento e a venda de animais.

A inspeção levou as autoridades tchecas a conclusões estranhas: em muitos centros havia animais listados em várias exportações, e alguns até pareciam ter desaparecido. Um dos dados mais curiosos foi verificar que nesses centros onde os tigres eram criados, os animais atingiram uma expectativa de vida de apenas cinco anos, enquanto a expectativa de vida normal em um zoológico ou santuário é de mais de 20 anos.

Tigre de Sumatra: habitat

Tráfico de tigres na Europa: circos e selfies

A investigação levou a Ludvík Berousek, um conhecido criador e personagem circense do país, cuja atividade se baseia na criação de tigres para circos, shows e centros que utilizam esses animais para que as pessoas toquem e tirem fotos com eles.

Essa atividade é legal e, embora de moralidade duvidosa, é permitida em muitos países europeus. Os tigres são animais ameaçados de extinção, e mantê-los como mero entretenimento em más condições ou permitir que as pessoas interajam com eles é uma imprudência.

Assim, e após anos de investigação, foi descoberto o envolvimento de Berousek: ele estava vendendo seus tigres junto com um taxidermista tcheco e um traficante do Vietnã. Enquanto Berousek criava os tigres, o taxidermista os cortava depois de sacrificá-los.

Tráfico de tigres na Europa: por que eles valem tanto?

O que muitos se perguntam sobre o tráfico de tigres é o valor desses animais: os tigres foram baleados em uma área do corpo em que sua pele não fosse danificada, para poderem ser vendidos por até 4000 euros. O animal era esquartejado, e suas garras vendidas por 100 euros cada e o caldo feito de sua carne por 60 euros o grama.

Acredita-se que o caldo feito com tigre fortalece os ossos e alivia a artrite, o que obviamente não é sustentado por nenhuma base científica. Depois de todo esse processo, sobram os ossos: eles são macerados em vinho que pode chegar a custar 400 euros a garrafa. O animal todo é explorado.

Tigre: espécie ameaçada

O tráfico de tigres na Europa pode afetar outros países

Os responsáveis temem que a trama que cerca esses animais seja ainda maior e afete outros países da Europa. Enquanto os produtos relacionados ao tráfico de tigres surgiram, também surgiram os zoológicos e pequenos centros privados , conhecidos como “kontaktni zoos“, que podem ser traduzidos como “zoológicos de contato”.

Os investigadores suspeitam que filhotes de tigres, leões e outros animais que permitem certa aproximação humana e com os quais podemos tirar fotos alimentem esse tráfico quando se tornam adultos. Antes de atingir a maturidade podem ser usados em circos ou para que as pessoas tirem fotos com eles, mas depois disso se tornariam muito perigosos, valendo mais mortos do que vivos.

Os responsáveis pela investigação alertam para que o comércio e a posse de tigres e outros felinos tenha maior controle na Europa a fim de garantir o bem-estar dessa espécie e impedir seu comércio como medicamento falso. Isso é especialmente importante em países como a Espanha, a porta do tráfico ilegal de animais na Europa.

Na dúvida, os especialistas recomendam não participar de interações diretas com grandes felinos, mesmo que sejam filhotes. Essas atividades não promovem a conservação. Pelo contrário, encorajam o surgimento de possíveis fachadas para o comércio de tigres na Europa. Da mesma forma, circos com animais, cada vez mais proibidos, devem ser evitados se amamos os animais.

Pode interessar a você...
Milhares de esquilos-voadores vítimas do tráfico ilegal na Flórida
Mis AnimalesLeerlo en Mis Animales
Milhares de esquilos-voadores vítimas do tráfico ilegal na Flórida

Uma rede que traficava milhares de esquilos-voadores na Flórida pôde ser desmantelada. Como era o modus operandi? Vamos te contar tudo aqui.