Tramadol para cães: usos e efeitos secundários

O campo da farmacologia veterinária é muito amplo, tanto que atualmente existem vários medicamentos indicados para preservar a saúde dos cães. Um dos mais utilizados por sua poderosa ação é o tramadol. Acompanhe essa leitura com a gente descubra por quê.
Tramadol para cães: usos e efeitos secundários

Última atualização: 01 Julho, 2021

Entre as características buscadas para se manter em um estado geral de bem-estar, está a ausência de dor. Às vezes, o próprio organismo não é capaz de permanecer por conta própria com esse equilíbrio sensorial e precisa de suporte extra que a farmacologia pode fornecer. O tramadol para cães será um excelente aliado nesses momentos.

Você já ouviu falar desse fármaco? Neste artigo, discutiremos muitos dos usos do tramadol para cães, bem como as dosagens recomendadas e os principais efeitos secundários que sua administração pode causar ao animal de estimação. Continue a leitura para descobrir.

Para que serve o tramadol em cães?

Também conhecido como cloridrato de tramadol e Tralieve® na indústria farmacêutica veterinária, esse medicamento faz parte da família dos opioides, cuja principal função é a analgesia. Quando o tramadol é administrado a cães, a transmissão e a percepção da dor no organismo do animal são modificadas.

Com um efeito de bem-estar e uma sensação de euforia, semelhante ao estado produzido pela morfina, o seu animal não só ficará livre de incômodos, como também poderá ficar mais calmo e relaxado. Embora esse estado de alívio permita notar seu cão com mais ânimo, seu uso apenas altera a forma como o corpo percebe a dor, não soluciona a doença em si.

Além de ser um poderoso analgésico, esse fármaco demonstrou ter um efeito antitussígeno nos pacientes. No entanto, o tramadol para cães não tem propriedades anti-inflamatórias, por isso é muito comum que seja administrado em conjunto com outros medicamentos.

 

Tramadol em cães é usado por várias razões.

Usos do Tramadol para cães

Embora a dor possa ocorrer por diversas etiologias, aqui estão as principais situações em que o uso de tramadol é recomendado.

Dor no pós-operatório

Os cães submetidos a uma intervenção cirúrgica certamente terão dores decorrentes da manipulação dos tecidos. A administração controlada e dosada de tramadol ajudará a aliviar o desconforto geral do paciente, permitindo um descanso sem incômodos e favorecendo sua recuperação.

Osteoartrite

O uso de tramadol em cães com osteoartrite é muito comum, pois é a condição mais frequentemente tratada com esse poderoso opioide. É comum encontrar pacientes geriátricos com desgaste ósseo e articular avançado decorrente da idade, e a dor gerada nessas situações pode ser bastante elevada.

Se o seu animal de estimação tem osteoartrite, você pode notá-lo deprimido, letárgico e relutante em se mover. Depois de uma avaliação veterinária, o profissional pode indicar um tratamento à base de tramadol para diminuir a presença de dor.

Cães com câncer

O uso do tramadol para cães com essa doença, independente do tipo de câncer, irá favorecer o alívio dos sintomas que causam dor. Além disso, o cloridrato de tramadol tem a capacidade de aumentar os níveis de serotonina, o que ajuda a reduzir o sofrimento.

Problemas nos discos intervertebrais

Tanto a doença do disco intervertebral quanto qualquer patologia ou situação na qual a medula espinhal seja afetada trará consigo muita dor. A administração de tramadol em cães será uma excelente medida analgésica para reduzir o desconforto nessas condições.

Tramadol para cães com claudicação

Existem algumas raças com predisposição genética para sofrer de problemas ósseos, bem como alguns distúrbios nas articulações. Embora o uso de tramadol para cães com esses distúrbios não resolva o problema como tal, reduzirá o desconforto e melhorará sua qualidade de vida.

Dosagem de tramadol para cães

Existem vários fatores a serem considerados ao administrar tramadol para cães. O estado em que se encontra o animal de estimação, o seu peso, a razão pela qual necessita desse analgésico e a via pela qual deve ser administrado serão levados em consideração para indicar a dose farmacológica exata.

Como já recomendamos em ocasiões anteriores, sempre que o seu amigo de quatro patas necessitar de tratamento, procure um centro que ofereça atendimento profissional. O veterinário fará uma avaliação geral da saúde do animal e determinará a dosagem ideal. Nunca automedique o seu cão, pois doses de uso humano podem ser letais para outros animais.

Apresentações do tramadol para cães

A demanda do mercado por medicamentos gerou grande variabilidade em suas apresentações. No caso do tramadol para cães, podemos encontrar comprimidos, que são excelentes para administrar a cães de grande porte, devido à facilidade de ingestão. O tramadol também está disponível em gotas, ideal para cães de pequeno porte.

Haverá circunstâncias que justificam a administração de tramadol por injeção. A via apropriada será determinada pelo veterinário. Por último, evite administrar tramadol para uso humano ao seu animal de estimação. As concentrações podem não ser adequadas, o que pode trazer consequência à sua saúde.

Efeitos secundários e contraindicações

Como todos os fármacos, o uso de tramadol para cães pode trazer vários efeitos secundários aos quais você deve prestar muita atenção. Alguns deles são os seguintes:

  • Sonolência.
  • Vômito
  • Diarreia.
  • Perda de apetite.
  • Prisão de ventre.
  • Agitação e modificação do humor.

Embora não seja muito comum, pode ocorrer hipersensibilidade a esse medicamento. Assim que aparecerem os primeiros sinais de uma reação alérgica, é aconselhável suspender o tratamento. Em doses muito altas de tramadol, seu animal pode sofrer uma intoxicação e apresentar convulsões, problemas respiratórios e até mesmo insuficiência cardíaca, o que colocaria sua vida em risco.

O uso de tramadol em cães é contraindicado em pacientes geriátricos, epilépticos, cadelas gestantes e lactantes, bem como em cães com problemas respiratórios graves. Se seu animal de estimação tem doença renal ou hepática, é melhor procurar diferentes alternativas de tratamento.

 

Uma mulher dá um petisco a um cachorro.

Embora o tramadol para cães seja um medicamento excelente, não arrisque administrá-lo por conta própria. Uma opinião médica profissional é indispensável ao iniciar um novo tratamento. Ouça os especialistas e você verá seu animal de estimação apresentará melhorias rapidamente.

Pode interessar a você...
Toxicidade dos medicamentos em cães
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Toxicidade dos medicamentos em cães

A toxicidade dos medicamentos humanos em cães pode ser muito grave e acabar custando muito mais caro do que uma consulta com o veterinário.