Quais tratamentos usar em cães com excesso de peso?

Entender o excesso de peso como a doença que ela é, pode ser difícil para muitos tutores de cães. Portanto, um dos primeiros passos para evitar a obesidade em animais de estimação é a conscientização do próprio tutor.
Quais tratamentos usar em cães com excesso de peso?

Última atualização: 02 Janeiro, 2021

Parece que o tratamento de cães com excesso de peso soa estranho, certo? Nada estaria mais longe da realidade, pois esses tipos de distúrbios são patologias que podem prejudicar gravemente a saúde geral do cão. Como qualquer outra doença, é necessário enfrentá-la com o tratamento adequado.

Porém, na prática isso não é tão fácil, já que o excesso de peso canino não costuma ser entendido como algo a ser tratado, apesar de ser uma das doenças mais frequentes na clínica veterinária.

Portanto, hoje vamos explicar como essa condição pode ser controlada e o método para garantir que cães com excesso de peso atinjam uma condição corporal ideal. Claro, isso vai melhorar a qualidade de vida do animal.

Quando um cachorro está acima do peso?

O sobrepeso é definido como um acúmulo de gordura corporal excessiva o suficiente para afetar a correta funcionalidade dos mecanismos fisiológicos, bem como predispor ao desenvolvimento de certas patologias. Infelizmente, os transtornos alimentares em animais de estimação são doenças muito comuns e normalizadas na sociedade.

A avaliação da condição corporal do cão às vezes é complexa. No entanto, de forma genérica, pode ser medida de duas maneiras:

  • Um excesso de peso em torno de 30-40% em relação ao estereótipo denota um transtorno alimentar.
  • A incapacidade de palpar e contar corretamente as costelas do cão indica que ele está acima do peso.
Quando um cachorro está acima do peso?

Manejo nutricional do excesso de peso

Um dos pilares básicos do manejo dessa condição consiste em uma premissa simples: a quantidade de calorias ingeridas deve ser menor do que as que são gastas. Quando o cão ingere mais calorias do que seu corpo consome ao longo do dia, o excesso de energia se acumula como gordura no tecido adiposo.

Após essa aula express sobre nutrição e metabolismo, podemos deduzir que é necessário modificar a quantidade e/ou a qualidade dos alimentos administrados ao animal. A seguir, mostraremos várias maneiras de lidar com esse problema.

1. Administrar ração com poucas calorias

Esse tipo de ração fornece ao animal uma ingestão calórica limitada, mas sem modificar o restante dos componentes. Em outras palavras, um alimento com poucas calorias constitui uma dieta completa e balanceada que pode ser consumida a longo prazo.

Além disso, o cão costuma sentir uma saciedade rápida com esse tipo de ração, por isso não é difícil realizar a perda de peso, já que o animal não fica com fome.

Do lado negativo, deve-se notar que, devido à sua composição menos gordurosa, esses alimentos tendem a ser menos palatáveis ​​para o animalIsso significa que podem ser pouco tolerados pelos cães.

2. Reduzir a quantidade de alimento

Essa medida pode ser eficaz, especialmente em cães que têm dificuldade para comer outros alimentos. No entanto, a longo prazo, geralmente não é recomendado, uma vez que deficiências nutricionais podem ser causadas no animal.

3. Reduzir a quantidade de prêmios ou snacks

Os alimentos entre as refeições, como guloseimas ou alimentos caseiros como biscoitos ou pão, são elementos muito calóricos que levam o cão rapidamente ao estado de obesidade. Por esse motivo, reduzir ou evitar esses hábitos é muito útil nos casos em que o abuso dessas recompensas é frequente.

Exercício como parte do tratamento contra o excesso de peso

Se você aumenta a atividade física, também aumenta a quantidade de calorias gastas, o que resulta em um emagrecimento progressivo do animal. Logicamente, essa terapia deve ser adaptada a cada animal e à sua situação, já que um cão com 12 quilos de excesso de peso não é capaz de correr 10 quilômetros por dia.

No início, a atividade física será moderada, por isso é aconselhável começar com caminhadas pequenas e curtas. Conforme o animal ganha resistência e perde peso, a frequência e a intensidade podem ser aumentadas.

Também não é necessário fazer o cão terminar uma maratona. Ser capaz de correr atrás de uma bola sem desmaiar é o suficiente durante os estágios iniciais do treinamento.

Educação do responsável sobre o excesso de peso

Talvez esse seja o tratamento mais complexo. Em muitas ocasiões, é difícil fazer o responsável do cão entender que o excesso de peso é uma doença.

Acabar com a ideia de que um cachorro gordinho é um cachorro feliz, com muita frequência, é a base da terapia. Para que o cão emagreça, a colaboração do tutor é imprescindível.

A partir daqui, ficamos cientes de como é complicado negar um snack a um cão te encarando com aquele olhar que só ele sabe fazer. No entanto, é preciso entender que não é adequado para a dieta do cão e que a sua obesidade requer um tratamento disciplinado.

Educação do proprietário

Em suma, esperamos ter transmitido a importância de considerar o excesso de peso como uma doença e que os conselhos aqui descritos sejam úteis para permitir ao cão conquistar sua condição corporal ideal.

Pode interessar a você...
Os perigos do sobrepeso em cães
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Os perigos do sobrepeso em cães

A obesidade causa diversos problemas nas pessoas, como doenças cardíacas, diabetes, danos nas articulações, entre outros. Nos cães, não é diferente...



  • ATLAS DE NUTRICIÓN Y ALIMENTACIÓN PRÁCTICA EN PERROS Y GATOS. VOL UMEN II