Três receitas da dieta BARF

A alimentação natural é uma opção de dieta que cada vez tem mais adeptos. A alimentação com base em carne crua tem vantagens e inconvenientes, mas muitos proprietários estão preocupados com a qualidade da ração que dão a seus cães, por isso decidem cozinhar para eles. Se você está pensando nessa opção, vamos a três receitas segundo as diretrizes da dieta BARF.

Trata-se de uma alimentação natural composta por produtos crus que tanto cães quanto humanos podem ingerir. Não requer mais investimento do que uma ração de alta qualidade e o cão vai gostar muito mais.

O que é a dieta BARF

dietas BARF, ou dieta natural, se baseia em proporcionar alimentos crus adequados tanto para humanos quanto para cães. Muitos donos de animais decidem alimentar seu cão assim por não confiarem na qualidade da ração. Com essa alimentação natural, estarão completamente seguros do que o seu animal come.

Uma dieta natural não precisa custar mais dinheiro do que a ração, mas é preciso ter cuidado para que seja equilibrada. Além disso, a dieta vai oferecer ao paladar de nosso amigo peludo mais variedades do que porções de ração.

Em geral, as dietas naturais devem ser compostas por entre 60% e 80% de ossos com carne e carne magra e entre 20% e 40% de frutas, verduras, cereais e vísceras.

Receitas BARF

As necessidades de cada cão é o que determina as porcentagens. Melhor do que deixar se levar por um guia restrito é testar o que faz cada animal se sentir bem e o que cada um deles necessita.

  1. Receitas para dieta BARF: arroz com frango

Um dos pratos mais simples que podem ser incluídos em uma dieta natural é o arroz com frango. Adapte as quantidades de comida às necessidades de peso e atividade de seu cão, mas a base da receita é:

  • 75% do peso da ração é uma carcaça de frango cru.
  • 25% do peso da ração é arroz.
  1. Em uma panela, aqueça uma colherada de azeite de oliva.
  2. Coloque o arroz e espere empapar bem no azeite quente enquanto mexe.
  3. Coloque duas partes de água para cada parte de arroz e deixe ferver.
  4. Cozinhe com fogo baixo durante 10 minutos.
  5. Misture o arroz cozido com a carcaça crua do frango e sirva.

É importante que os ossos que você der a seu cão estejam crus e sejam adaptados ao tamanho da boca do animal. Se você cozinhar os ossos, eles podem soltar lascas e machucar alguma em qualquer parte do sistema digestivo do animal.

  1. Receitas da dieta BARF: peixe com verduras

Assim como os ossos ou as vísceras, sempre que possível dê peixe cru a seu cão. Se você se preocupa com parasitas ou bactérias, pode-se congelar os peixes durante um tempo para eliminá-los. Alguns donos também completam as receitas da dieta BARF com sardinha em lata. É claro que sem azeite e com a menor quantidade de sal possível.

Sardinha enlatada

Retire a pele e todas as espinhas do peixe. Você não quer que o cão engula uma e se engasgue. Os ossos são mais fáceis de roer, mas as espinhas podem ser perigosas.

Para complementar essa receita, é possível usar legumes da estação, as que você tiver em casa. Ao contrário da carne, é necessário cozinhá-los, já que há alguns que, crus, dificultam a digestão.

Os ingredientes que você precisa para essa receita são:

  • 50% do peso da ração em merluza
  • 50% do peso da ração dividido entre cenoura, batata, pimentão vermelho e espinafre.
  1. Limpe o peixe: tire as escamas, a pele e as espinhas. Corte e guarde.
  2. Descasque os legumes e corte-os em pedaços.
  3. Em uma panela com água fria, coloque a batata e a cenoura. Deixe ferver.
  4. Depois de cinco minutos fervendo, coloque o pimentão e o espinafre.
  5. Espere cinco minutos, desligue o fogo e escorra bem.
  6. Misture com o peixe cru e sirva para seu cão.
  1. Receitas da dieta BARF: um prato somente vegetal

As proporções 60%-40% de carne e vegetais nas receitas da dieta BARF se referem à ração diária. Esta normalmente se divide em várias refeições menores durante o dia, então, se fizermos um prato apenas com vegetais, podemos compensar com outro formado somente por carne ou ossos mais tarde.

Há várias vantagens de dar um prato só de vegetais duas ou três vezes por semana para seu cão. Por um lado, isso gera uma digestão mais rápida e alivia possíveis dores de barriga. Por outro, há vários benefícios nutricionais em ingerir carboidratos sem proteína, que seu cão agradecerá.

Para esse prato, você vai precisar de:

  • 25% do peso da ração em batata
  • 35% do peso da ração em grão de bico.
  • 50% do peso da ração dividido em cenoura, abobrinha, brócolis e acelga
  • Azeite de oliva
  1. Cozinhe o grão de bico separadamente.
  2. Descasque e corte em pedaços a batata e os outros vegetais.
  3. Em uma panela com água frita, coloque a batata e a cenoura e deixe ferver por cinco minutos.
  4. Adicione o resto dos vegetais e deixe ferver durante mais cinco minutos.
  5. Escorra e junte com o grão de bico.
  6. Coloque um pouquinho de azeite de oliva por cima da mistura e sirva a seu cão.

As dietas naturais são uma alternativa saudável, interessante e variada com relação às rações. Sabendo onde comprar os alimentos, não há porque custar mais do que uma boa ração. E há muitas vantagens para a saúde de seu amigo peludo. 

Recomendados para você