Um felino por continente

· novembro 1, 2018
Em todos os continentes do planeta, exceto um, há um felino nativo em estado selvagem. Não contam aqueles que foram introduzidos artificialmente ou que escaparam ou foram abandonados.

Dos ecossistemas mais quentes aos mais frios, esta família se estende por todo o mundo. Para poder admirar sua diversidade, queremos compilar um felino por continente. Podemos encontrar felinos em quase todo o planeta, vamos a eles!

Ásia: tigre de bengala

Na Ásia podemos encontrar felinos muito diferentes, mas, inquestionavelmente, o rei é o tigre de Bengala. 

Esta é uma subespécie entre dos tigres asiáticos, e é considerado o animal nacional da Índia e de Bangladesh.

tigre de bengala

O tigre de Bengala é um dos maiores felinos que existem: os machos podem atingir três metros de comprimento, sem contar a cauda, ​​e pesam mais de 200 quilos.

Eles têm uma cor vermelho-alaranjada com manchas pretas, e há uma estranha mutação que às vezes os torna brancos, como o retratado neste artigo.

Como todos os felinos, é um animal carnívoro e caçador.

Este tipo de tigre caça tanto quanto pode e não se especializa em um tipo específico de presa: sua dieta varia de búfalos asiáticos a perus ou outras aves.

Em cativeiro, observou-se que eles podem comer até 30 quilos de carne por dia.

África: leopardo

Sabe-se que, durante séculos, o leopardo viveu em muito mais territórios do que os que ocupa hoje.

Ele se estendeu por toda a metade sul da Ásia e por quase toda a África, com exceção do Saara.

No entanto, hoje há menos espécimes e seu habitat é reduzido à margem central da África.

Leopardo

O leopardo é a quinta maior espécie de felino do planeta.

Eles são quase tão altos quanto os tigres, já que medem entre 60 e 90 centímetros em cruz e mais de dois metros sem contar a cauda.

No entanto, são muito mais estilizados e magros, e geralmente não pesam mais de 90 quilos.

Europa: gato comum europeu

O gato é a espécie felina por continente com a maior população e a mais conhecida. 

Este gato doméstico é um dos animais de estimação mais comuns, e o gato comum europeu é o mais abundante.

gato comum europeu

Esta raça é caracterizada por pelos curtos, macios e brilhantes. Possuem um focinho reto e orelhas triangulares bem separadas.

São ágeis e relativamente saudáveis, já que, exceto por serem propensos à obesidade, sofrem poucas doenças.

Podem apresentar várias cores: como malhado ou marmorizado, em variações de cor cinza com listras e manchas pretas.

Também podem ser de uma só cor, como branca, laranja ou preta; e bicolor, em combinações de laranja, branco e preto. As tricolores quase sempre são fêmeas.

América do Norte: lince canadense

Mais um integrante de nossa compilação de um felino por continente.

Como o nome sugere, esse lince vive nos territórios que pertencem ao Canadá; embora algumas pequenas populações desçam para o Sul, para Washington e alguns outros Estados.

Lince canadense

Este animal está preparado para viver na neve e sob temperaturas extremas, de modo que sua pelagem é mais longa do que a do resto dos felinos; também é mais abundante e lanosa. 

Tem as almofadas das patas cobertas de pelos, que não só ajudam a manter o calor, mas também o ajudam a não escorregar no gelo.

América do Sul: jaguatirica

jaguatirica é uma espécie de felino médio que vive na metade norte da América do Sul, até a Argentina e parte da América Central. 

Nesta área vivem muitos outros animais da mesma família (jaguar, puma, gato-do-mato, gato andino…), mas neste caso só coletamos um felino por continente.

jaguatirica

Mede entre 70 e 90 centímetros de comprimento, além da cauda, que pode somar outros 30 ou 40 centímetros.

Eles pesam em torno de 11 quilos, portanto estão longe de pertencer às espécies de grandes felinos, mas não são tão pequenos quanto os gatos domésticos.

A pele da jaguatirica é muito característica: é de uma cor entre o amarelo e o creme, sobre a qual se assentam faixas e pontos negros

Suas orelhas são grandes e arredondadas, e as feições do seu rosto parecem mais marcantes do que em outras espécies, devido às listras da pele.

Há alguns anos, este animal era muito caçado pela indústria de peles.

Oceania: nenhum

Não há felinos selvagens nativos na Oceania! Ou seja, todos os felinos que atualmente vivem em alguma das ilhas que compõem este continente foram introduzidos de forma artificial recentemente.

A Austrália é uma ilha tristemente conhecida pelas invasões de animais estrangeiros, que se tornam pragas ou perigosos para animais nativos, devido à falta de predadores.

Isso aconteceu, por exemplo, com o gato doméstico: os felinos domésticos escapavam ou eram abandonados e foram se reproduzindo naquele território.

Os felinos são uma grande família, mas aqui só listamos um felino por continente.

Alguns são maiores que outros, mas ainda têm coisas em comum: são carnívoros, caçadores e têm grandes olhos expressivos.