Velociraptor: características e curiosidades

Foram descobertas duas espécies desse animal: V. mongoliensis e V. osmolskae. Ambos eram muito parecidos e viveram na Mongólia atual durante o final do Cretáceo.
Velociraptor: características e curiosidades

Última atualização: 19 Março, 2021

Filmes como Jurassic Park são responsáveis pela grande popularidade dos dinossauros. Graças a eles, nomes como Velociraptor ou Tiranossauro ficaram gravados na mente de milhões de pessoas. No entanto, as representações dos animais que aparecem nesses filmes estão bem longe da realidade.

A seguir, vamos falar do Velociraptor, um dos dinossauros mais famosos e, por sua vez, o que foi pior representado na cultura popular. Se você quiser saber mais sobre suas características e curiosidades, continue lendo.

Que tipo de dinossauro era o Velociraptor?

O famoso Velociraptor era um terópode, ou seja, pertencia ao grupo dos dinossauros bípedes que se alimentavam principalmente de carne. Dentro dos terópodes também existem outros dinossauros, como o Tiranossauro e o Espinossauro.

Mais especificamente, o Velociraptor era um dromeossaurídeo. Esses animais eram predadores ativos de médio ou pequeno porte, bastante aparentados com as aves atuais. Dessa forma, esses animais mostravam muitas semelhanças com elas.

Uma das características mais marcantes é que os dromeossaurídeos eram completamente cobertos por penas, que formavam estruturas semelhantes a proto-asas nos braços, embora ainda não se saiba se muitos deles podiam voar ou planar.

As semelhanças são tantas que alguns autores sugeriram que os dromeossaurídeos seriam descendentes das primeiras aves, que teriam perdido a capacidade de voar. Semelhante aos avestruzes, eles teriam se readaptado para correr e caçar em terra.

Mesmo assim, a hipótese mais robusta até agora não é essa, mas a de que o Velociraptor e semelhantes seriam primos das aves. Eles provavelmente coincidiram no tempo com as primeiras aves, mas seguiram caminhos evolutivos diferentes.

Um velociraptor em um fundo branco.

O surgimento do ladrão veloz

O verdadeiro Velociraptor está muito longe do animal grande, robusto e escamoso que costuma ser mostrado no cinema. Era um dinossauro pequeno e gracioso, que media 2 metros de comprimento e 0,5 metros de altura, e pesava cerca de 15 quilos. Além disso, sua cauda longa e rígida representava cerca de metade do seu comprimento.

O Velociraptor era completamente coberto por penas, que formavam as típicas asas nos braços e um leque ao longo da cauda. Os braços eram muito curtos, então provavelmente ele não era capaz de voar nem de planar.

No entanto, as penas cumpriam outras funções. Dentre elas, destacavam-se a termorregulação, a manobrabilidade durante o movimento ou a comunicação com outros membros da espécie, como ocorre nas aves atuais.

Por outro lado, as mãos desse animal não pendiam para baixo com as palmas voltadas para dentro como mostrado em Jurassic Park, pois eles não são mamíferos. Em vez disso, essas estruturas eram mantidas paralelas umas às outras, com as palmas apontando uma para a outra. Seus 3 dedos eram longos e permitiam manipular objetos e presas.

As patas traseiras eram longas e permitiam atingir velocidades de quase 40 quilômetros por hora. Além disso, um dedo do pé de cada perna tinha uma gigantesca garra em forma de gancho, conhecida como garra assassina.

A ecologia do Velociraptor

Esse terópode vivia em ambientes áridos ou desérticos, com fluxos temporários de água, presença de dunas e frequentes tempestades de areia, que soterraram muitos dos fósseis de animais encontrados.

O Velociraptor era um predador voraz, mas não há evidências convincentes de que caçava em grupos. Na verdade, os fósseis encontrados são solitários. Além disso, alguns estudos baseados em seus anéis escleróticos indicam que ele provavelmente era um animal noturno.

Na hora de se alimentar, esse animal utilizava uma estratégia semelhante à das aves de rapina atuais: pulava sobre sobre suas presas e as imobilizava contra o solo com suas enormes garras assassinas, que serviriam tanto para se fixar na vítima quanto para perfurar órgãos vitais.

Acredita-se que o Velociraptor consumia principalmente mamíferos e répteis menores, mas graças ao fóssil dos dinossauros lutadores sabe-se que nem sempre era assim.

Esse magnífico fóssil mostra a luta até a morte entre um Velociraptor e um Protoceratops, um herbívoro maior. Uma tempestade de areia interrompeu a luta e enterrou ambos os dinossauros, que ficaram imortalizados em combate para o resto da história.

Ao contrário dos répteis modernos, o Velociraptor e outros dinossauros não eram de sangue frio. Acredita-se que eles eram animais mesotérmicos, com metabolismo menos acelerado que o de aves e mamíferos, mas mais independente da temperatura externa do que o de lagartos e cobras.

Graças a isso, eles podiam manter um estilo de vida mais ativo do que os animais ectotérmicos, sem a necessidade de consumir quantidades de alimentos tão altas quanto os endotérmicos.

Uma garra em um fundo branco.

Esse dinossauro é um dos mais conhecidos pela ciência, já que foram encontrados mais de 12 esqueletos fósseis bastante completos, um recorde entre os dromeossaurídeos. No entanto, sempre há curiosidades para descobrir sobre esses incríveis animais.

Pode interessar a você...
Estegossauro: tudo que você precisa saber
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Estegossauro: tudo que você precisa saber

O estegossauro é um dinossauro reconhecível por sua cauda mortal e seu dorso espinhoso. De qualquer forma, ele se destaca por outras coisas.