Vigie seu cão no parque

· agosto 22, 2018
Quando você leva seu animal de estimação para um lugar público, deve ficar atento à atitude de outros cães para evitar brigas ou problemas com outros donos. O treinamento e prévio do nosso amigo é fundamental antes de visitar um parque.

A domesticação do cão termina onde suas necessidades básicas começam; os animais de estimação precisam viver momentos de recreação diária ao ar livre. Esses momentos de diversão em espaços abertos também oferecem oportunidades de socialização, satisfação de necessidades fisiológicas e exercício físico. Mas lembre-se de vigiar seu cão no parque.

Existem parques especialmente projetados para cães, onde eles podem correr e brincar sem coleira. No entanto, esses lugares não estão livres de perigo. Isso porque eles dividem espaço com outros cães, que podem ser agressivos ou portadores de doenças.

Há também a possibilidade de que o animal em si represente um perigo para os outros. Mas como devemos agir nesses casos?

A seguir, veremos algumas precauções que devem ser tomadas durante a permanência do cão no parque antes, durante e após a visita.

Cachorro perdido em parque

Antes de levá-lo para passear

A escolha do parque mais apropriado é importante. O parque escolhido deve ter condições mínimas de limpeza e segurança. Deve ser cercado, ter água potável e sacos para excrementos. O acesso e a porta de saída devem ser duplas e deve haver muitas cestas de lixo espalhadas pelo local.

Você tem que considerar o tamanho dos cães. Sejam eles de pequeno ou grande porte, é melhor compartilhar o local com os cães de seu tamanho. Se for pequeno, estará em risco na presença do maior. Nestes casos, é necessário escolher um parque que tenha uma área para cães pequenos.

Finalmente, é desejável que haja um regulamento para o uso do playground, com regras claras. Caso não haja indicação visível, é melhor informar-se sobre isso.

Observação da dinâmica do cão no parque

Deve ser observado se há muitos cães no local e as atitudes deles deverão ser estudadas. Se há muitos, ou há alguns com uma atitude hostil, é preferível esperar até que o local esteja desocupado. Também é necessário verificar o comportamento dos proprietários, verifique a atenção que eles estão dando aos seus cães.

cães no parque

Caderneta de vacinação atualizada

Tanto pela proteção do seu próprio pet, quanto pela dos outros e das pessoas, nosso amigo deve estar com todas as suas vacinas em dia. O cartão de vacinação deve estar sempre atualizado.

Equipamento básico

Um comportamento responsável envolve usar uma coleira, focinheira (dependendo do cão) e o que for necessário para impedir uma possível briga. Você nunca sabe o que pode acontecer em uma tarde de caminhada.

Treinamento em ordens básicas

É importante que o cão seja treinado para obedecer aos comandos básicos e que você seja capaz de controlá-lo em um ambiente novo e instável. Nós não poderemos dominar os outros animais do parque, mas o nosso sim.

Exercício anterior

Recomenda-se um breve aquecimento do animal antes de submetê-lo a atividades recreativas. Isso diminuirá seu nível de excitação e ele ficará mais relaxado e menos ansioso.

Durante a visita do cão ao parque

Atenção contínua

O animal de estimação não deve ser perdido de vista: um hábito que protegerá ele e o dono de problemas. Isso permitirá, entre outras coisas, determinar oportunamente se o cão pode atacar outras pessoas e detectar cães agressivos.

Situações e técnicas perigosas

Você tem que saber reconhecer uma ameaça ou perigo, e diferenciar uma agressão do excesso de empolgação. Finalmente, aprenda sobre técnicas para parar brigas ou separar cães em conflito.

A socialização do cão no parque

O cão não é obrigado a se socializar, e isso é especialmente verdadeiro para animais adultos. Então, se o cachorro se sente desconfortável e incomodado, é melhor não levá-lo. Por outro lado, cães muito agressivos ou passivos terão problemas nesses espaços. O etologista é quem determinará se o animal pode ser classificado nesses extremos e as medidas a serem tomadas.

Evite conflitos entre proprietários

Sempre que possível, os conflitos devem ser evitados. Se ocorrer uma situação indesejada entre os animais de estimação, o ideal é encontrar uma solução; portanto, não se exalte. O importante é resolver a situação da melhor maneira possível.

Observe o estado de saúde dos outros animais

Isso é necessário, uma vez que muitas doenças caninas são contagiosas pelo simples contato e nem todos os donos mantêm seus cães saudáveis. Devemos estar sempre vigilantes.

Brinquedos para o seu cão no parque

Os brinquedos em parques caninos devem ser evitados, para evitar a competição e conflitos pela posse deles. O foco do animal deve ser correr, explorar e conviver, em vez de brincar com objetos.

Depois da visita

Examine o seu animal de estimação

Uma revisão exaustiva em busca de feridas, arranhões ou parasitas permitirá evitar grandes problemas de saúde. Se as condições do parque não são ideais, os proprietários podem se organizar e exigir as melhorias necessárias.