Você quer ser voluntário para ajudar os animais?

Se você lê nossos artigos, com certeza ama os animais. Provavelmente, também valoriza e admira muito as pessoas que colaboram de maneira voluntária para cuidar e zelar pelo bem deles. Talvez alguma vez você tenha se perguntado se poderia fazer o mesmo. Quais passos deve seguir para trabalhar com animais de estimação? Pois hoje falaremos tudo sobre esse assunto.

Saber quais passos você deve seguir para se unir a uma associação protetora de animais e ajudar trabalhando com pets é o primeiro passo para ser um voluntário desses grupos. Os voluntários são muito importantes e valorizados nessas associações. Lembre-se que, graças a eles, a maior parte do trabalho é realizada.

Colaborar e ajudar outras pessoas trabalhando com animais

Dizemos tudo que você deve saber em vários passos:

  1. Localizar a associação protetora. Certamente, em sua cidade ou região existem dezenas de associações protetoras, albergues ou outras entidades que se dedicam a cuidar, proteger e colocar animais para adoção. Pois bem, visite-as, examine-as, conheça o pessoal que trabalha lá e escolha a que você mais gostar. Cada uma delas pode se dedicar a coisas diferentes. Assim saberá qual você prefere e que melhor se adapta a sua personalidade e circunstâncias.
  2. Entrar em contato com a associação. Cada associação tem sua própria política de seleção de voluntários. Entre em contato com eles e pergunte de que forma o fazem. Você pode fazer isso através do telefone ou e-mail. Eles irão dizer pra você os próximos passos. Via de regra, perguntarão seus dados, incluirão seu nome numa lista e entrarão em contato quando necessitem. Talvez nesse exato momento já seja necessário, quem sabe?
  3. Formação. Se você for selecionado para trabalhar como voluntário em uma delas, deverá receber um treinamento em que você saberá qual será seu trabalho, fará um tour pelas instalações e providenciarão todo material que precise. É possível que esse treinamento dure vários dias, por isso, é melhor que você tenha certeza da sua programação para conciliá-lo com seu trabalho diário.
  4. Colaborar. Esse é o último passo. Você já está pronto para colaborar! Vá com muita vontade e energia e faça seu trabalho com alegria. Essa será a melhor receita para que você, seus colegas, os animais e as pessoas que os visitem, desfrutem de um trabalho tão nobre.

Motivos para ser voluntário

São muitos e variados os motivos pelos quais ser voluntário em uma associação protetora ou em uma entidade do tipo. Aqui enumeramos alguns pra você:

  • Ajuda pessoas de bom coração. Pessoas que prezam pelo bem dos animais são aquelas que decidem investir dinheiro e energia nesse tipo de associações. Às vezes se vêm obrigados a fechar, ou até mesmo não albergar tantos animais devido ao fato de não terem pessoal suficiente para ajudar a realizar as tarefas diárias.
  • Ajuda os animais. São muitos os animais abandonados, de rua e maltratados que precisam da ajuda de associações protetoras que cuidem deles, coloque-os novamente em um bom estado de saúde e ajude-os a encontrar um novo lar no qual eles possam ser amados e cuidados.
  • Ajuda outras pessoas. Existem muitas pessoas, crianças e idosas, que querem ter um animal de estimação. Às vezes, essas são crianças com transtornos ou doenças, e a única coisa que desejam é ter um animalzinho que os ame e que os faça se sentir melhor. Pois bem, colaborar como voluntário em uma associação desse tipo fará com que muitas pessoas consigam adotar um animal de estimação e sejam mais felizes.

Como pode ver, são muitos os benefícios para você e para as outras pessoas. Há trabalho mais bem que pago que dar aos outros sem pedir nada em troca? Sem dúvida, nenhum trabalho,  nem sendo remunerado, lhe dará mais satisfação que esse. O que mais você poderia pedir?

Recomendados para você