11 animais em perigo de extinção

· maio 21, 2018

Infelizmente, a mão do homem tem usado os recursos da Terra e dos animais de forma desordenada e com fins lucrativos, sem levar em conta o quanto isso pode atrapalhar seu caminho. Por isso, com o passar dos anos, muitas espécies tem se extinguido. Atualmente ainda há muitos animais em perigo de extinção. Vamos falar de alguns.

Apesar de tudo, parece que os grandes órgãos estão conscientes desse perigo. A ONU, por exemplo, proclamou o 4 de outubro como Dia da Natureza. Isso para comemorar a grande variedade de espécies. Mas, sobretudo, para conscientizar as pessoas sobre a importância da preservação animal.

No entanto, apesar dos esforços de muitos, ainda existem mais de 60 espécies de  animais em perigo de extinção. 

Alguns animais em perigo de extinção

Seja quais forem as causas que levam esses animais a estarem em perigo de extinção, o motivo sempre é a mão do homem, direta ou indiretamente. Pode ser as mudanças climáticas, a caça ou a destruição de seu habitat.

lobo cinza mexicano

Atum vermelho

É provável que todos se lembrem de anúncios com essa espécie. Pois bem, ao que parece, não estamos nos preocupando muito com eles. Hoje, esse peixe, o mais utilizado no sushi, está a ponto de desaparecer.

A ambição do homem por lucrar não dá tempo para que o animal se reproduza. Portanto, em poucos anos, eles deixarão de existir. 

Lobo cinza mexicano

Esse belo animal entrou em perigo de extinção há menos de 40 anos. Os esforços para preservá-lo têm sido vários e, atualmente, eles quase não são encontrados em seus habitats naturais. Uma pena!

Golfinho do rio Irauadi

Esse golfinho peculiar tem a parte da frente do rosto completamente arredondada, e diferente de outros golfinhos comuns, ele gosta de viver em águas doces. Seu lar é no sul e no sudeste da Ásia e, a causa de sua morte, que lhe faz estar na lista de animais em perigo de extinção, é a salinidade do rio Irauadi, que está subindo a nível exorbitantes.

Leopardo da Neve

Um belo exemplar que não podemos deixar de prestar atenção quando vemos uma fotografia. É uma pena que um animal tão belo esteja desaparecendo, porque o homem invadiu seu habitat nas regiões da China, Índia, Nepal e Paquistão.

Elefante Asiático

Esse animal que conhecemos desde sempre, que faz parte de nossas vidas e de nossa infância, está desaparecendo. A caça furtiva para obter o marfim de seus colmilhos é a razão.

Gorila da Montanha

Não faltam muitos anos para que esse conhecido gorila de cor negra e corpo enorme desapareça. Na verdade, estima-se que isso acontecerá aproximadamente em 2025.

Tigre

Não estamos falando de nenhuma espécie em particular, mas sim do tigre comum, um animal que conhecemos desde sempre. O número de animais desta espécie já diminuiu em 60%, em parte, pela invasão do homem ao seu habitat e, em parte, pela caça feita por conta do uso na medicina chinesa e, também, por sua pele.

Vaquinha Do Mar

Esse lindo animal, com a parte da frente do rosto arredondada e manchas na pele, com aspecto de golfinho, está a ponto de ser extinto. Em 2012, havia apenas 200 exemplares desse animal, e a pesca está fazendo com que haja cada vez menos.

ursos polares

Urso polar

As mudanças climáticas estão destruindo o habitat do urso polar, sem contar que os peixes dos quais eles se alimentam estão morrendo pelas altas temperaturas. Há muitos exemplares de ursos desnutridos por não terem o que por na boca.

Urso panda

Existem apenas 2500 exemplares em seu habitat. A caça ilegal tem grande culpa para que essa espécie esteja em um número tão reduzido.

Pinguim de Magalhães

Como acontece com o urso polar, as altas temperaturas estão acabando com esses belos pinguins que habitam o sul da Argentina.

Como você vê, nossos atos têm consequências que parecem impossíveis de serem freadas. Mas há muito que pode ser feito para melhorar essa situação. Cuide do meio ambiente. Mas, sobretudo, não compre nada que é feito com animais. Se cada um de nós pôr um grão de areia, é provável que possamos terminar com esse mal que coloca os animais em perigo de extinção.