5 raças de cães rastreadores

· julho 22, 2018
Estes cães de caça apresentam um olfato muito mais desenvolvido que os demais. E é graças a essa característica que identificam suas presas com grande precisão.

Dentro da categoria de cães de caça, podemos encontrar os sabujos, cujo olfato é mais desenvolvido que nos demais. Os cães rastreadores podem ser de diferentes tamanhos e também são bastante utilizados em resgates. Quer saber mais sobre eles? Então continue lendo, pois contaremos tudo para você!

Conheça os cães rastreadores

Como o nome indica, os cães rastreadores têm como principal “atividade” farejar tudo. Embora isso aconteça com todas as raças, já que os cachorros utilizam o olfato para identificar comida ou perigo, é fato que os sabujos contam com características próprias. Entre elas está a presença de um focinho extremamente largo:

1. Beagle

Quando pensamos em um cão sabujo, a primeira coisa que imaginamos é um beagle. Essa raça de porte pequeno ou médio é utilizada para rastrear lebres e coelhos, graças à sua grande capacidade olfativa e instinto rastreador.

Apesar de o beagle – foto que abre este artigo – existir há milhares de anos, ele foi criado e desenvolvido na Inglaterra como cão de companhia nos campos, desde o século 16. O beagle é bastante relacionado a época isabelina, já que a rainha era uma verdadeira fanática pela raça.

2. Basset hound

É outra das raças de cães rastreadores mais famosas do mundo. É reconhecido pelas patas curtas, orelhas longas, corpo alongado e olfato bastante potente. Foi criada na França no final do século 19, através do cruzamento de um cão inglês com um bloodhound. Em pouco tempo se transformou na raça preferida entre as classes nobres.

5 raças de cães rastreadores

O basset hound é um animal muito tranquilo e amigável, embora também seja um pouco teimoso. Trata-se de uma raça leal, carinhosa e brincalhona, principalmente quando há crianças em casa. Ele adora passar horas dormindo e comendo e pode ter um pouco de preguiça de praticar exercícios. Pode desenvolver sobrepeso se não passear o suficiente.

3. Cão de Santo Humberto

O bloodhound – seu nome em inglês – é um dos maiores cães rastreadores e com o olfato mais desenvolvido. São conhecidos os casos em que um desses animais seguiu rastros com mais de 15 dias. É uma das raças mais escolhidas para rastreamento pela polícia de diversos países.

5 raças de cães rastreadores

O cão de Santo Humberto – por causa do monastério de mesmo nome na Bélgica – surgiu do cruzamento de diversas raças de caça e foi logo levado para a Inglaterra pelo Rei Guillermo. Entre as principais características da raça podemos destacar que possui uma cabeça grande e enrugada, orelhas largas, pelos curtos e de coloração marrom ou preta e patas fortes, assim como o corpo.

4. Foxhound inglês

Bastante parecido com o beagle, embora um pouco mais alto, o foxhound inglês descende do cão de Santo Humberto. Sua principal função é acompanhar os caçadores montados a cavalo. Esse cão se caracteriza por ser muito resistente: pode andar muitos quilômetros sem ficar cansado.

5 raças de cães rastreadores

Não é comum que um cão dessa raça seja escolhido como animal de estimação. Ele prefere a companhia de outros cachorros. Entre suas características físicas, podemos destacar que sua pelagem é curta e tricolor (branca, preta e marrom), tem orelhas caídas, como todos os sabujos, e pesa em média 40 quilos.

5. Basset azul da Gasconha

O último dos cães rastreadores da nossa lista é de origem francesa e em raríssimas situações é visto fora desse país. É um dos seis tipos de basset hound reconhecidos a nível internacional.

5 raças de cães rastreadores

O basset azul da Gasconha apresenta patas curtas, corpo alongado, cauda comprida e orelhas medianas que caem sobre os ombros. Seu nome contém “azul” graças ao tom característico de sua pelagem. Uma raça muito parecida com está é o pequeno sabujo azul da Gasconha, que é mais alto que o basset e com patas maiores.