6 conselhos sobre como preparar o seu cachorro para a chegada de um bebê

Em muitos lugares, os animais de estimação são tratados como se fosse pessoas. Milhares de casais consideram seu bichinho como um filho. Então, como preparar o cachorro para a chegada de um bebê? Neste artigo, vamos dar a você alguns conselhos que podem ajudar nisso.

Mudanças para todos: a chegada de um bebê

Os pais sabem que, desde antes do nascimento da criança, toda a família já sofreu uma revolução. Isso pode alterar o comportamento dos animais de estimação, sobretudo se eles se sentirem deslocados e deixarem de ser o centro das atenções da casa.

Isso não tem que gerar nenhum transtorno para o animal, fazendo com que seja dado para adoção (como muitos casais fazem). Portanto, para ir preparando o cachorro para a chegada de um bebê, preste atenção a estes conselhos:

1.Não altere a rotina do seu cachorro

É verdade que um bebê recém-nascido em casa muda todos os esquemas e horários. No entanto, o cão deve continuar comendo, passeando e dormindo na mesma hora de sempre. Você pode variar esse horário um pouco, mas não é bom que haja muitas mudanças repentinas. Se, por exemplo, você o leva ao parque às 8 da manhã, não se pode mudar de horário e levá-lo à tarde.

2.Faça o cachorro se familiarizar com os sons e cheiros do bebê

Embora pareça estranho, os cães não conhecem qual barulho “faz” um bebê. Você pode colocá-lo para ouvir alguma gravação ou vídeo de choros de bebês, risadas e balbucio emitidos pelo bebê para que, quando o bebê agir assim, o cão não se sinta desorientado.

Quanto aos cheiros, também devemos saber que os cães não sabem quais são os específicos de um recém-nascido. Seria bom o deixarmos farejar o cheirinho de colônia, os cremes e todos os produtos que serão aplicados no bebê.

3.Faça o cachorro conhecer os objetos do pequeno

Os animais são bastante curiosos e, logo que chega uma novidade em casa, já querem farejá-la. Se no momento de trazermos o berço, trocador, a roupinha, etc., não deixarmos que o cão os fareje, talvez ele pense que se comportou mal ou até pode tentar roubar alguma coisa como “castigo” por não lhe permitirem participar da vida da casa.

É importante que, se os pais estiverem arrumando um quartinho para o bebê, que eles saibam que o cachorro não pode entrar nele. Mesmo que o bebê já tenha nascido, com antecedência, o cachorro deve saber que é proibido entrar no quartinho do bebê.

4.Dê ao animal a mesma atenção que você dá ao bebê

Se até o momento o bichinho é o centro da casa, não podemos, do dia para a noite, retirar esse tratamento especial. Os cães se dão conta quando não lhes damos mais atenção. Não se esqueça de fazer carinho nele, brincar com ele e de falar com ele. São apenas 5 minutos por dia, se possível, aproveite para fazer isso quando o bebê estiver dormindo.

5.Apresente o cachorro ao bebê

Quando chegarem do hospital, a primeira coisa que devem fazer é saudar o animal de estimação como se nada tivesse mudado. Logo, pouco a pouco e para evitar que alguém se assuste, vocês terão que apresentá-lo ao bebê. Aproxime-o devagar e deixe que o cão fareje o bebê. Isso não fará mal à criança (você pode consultar o pediatra a respeito disso).

6.Imponha limites ao cachorro

A chegada do “irmãozinho humano” não é desculpa para que o cão faça o que quiser. Se você não quiser que o cachorro entre no quartinho do bebê quando ele estiver dormindo ou não quiser que ele faça barulho ou fique latindo, terá que ser muito firme nas ordens dadas a ele. Lembre-se de que, até o momento, o animal obedecia às ordens, e agora também deve continuar assim. Trate de não confundir o seu cachorro, desafiando-o ou gritando com ele, caso contrário, o pobrezinho vai pensar que você está excluindo-o da matilha (família) por causa do surgimento de um novo membro.

Já passados os primeiros três meses de vida do bebê, agora ele poderá ter mais contato com o cachorro, inclusive, se tornarão companheiros de aventuras e irão para todos os lados juntos. Não tenha medo de estarem acompanhados um do outro ou que brinquem juntos… Aproveite, pois você terá uma babá a mais em casa.

Recomendados para você