A audição em cães e gatos, um sexto sentido

· fevereiro 4, 2018

Todo mundo sabe que a audição dos cães é muito desenvolvida. A verdade é que mais de uma vez seu peludo ouviu algo muito antes de você, quando alguém está vindo a sua casa ou quando a vizinha está fazendo algum barulho, por exemplo. Isso porque a audição em cães e gatos é, sem dúvida, um sexto sentido.

Apesar das similaridades com o nosso ouvido, a audição em cães e gatos é muitíssimo mais desenvolvida. Tanto é assim que ela é tida como um sexto sentido. Há quem diga que a união de seus três sentidos mais desenvolvidos, a audição, a visão e o olfato, fazem com que cães e gatos entrem em um mundo sensorial que nós não conseguimos entender.

Como é o processo da audição em cães e gatos

A capacidade de audição em cães e gatos começa em suas orelhas. Elas podem se mover de acordo com a vontade deles para se aproximar mais do som. São como antenas parabólicas que se movem quando necessário. Isso é algo que para nós é impossível.

Cachorro movendo as orelhas

Fonte: Gabriel Garcia Marengo

Graças a isso, cães e gatos são capazes de captar ondas sonoras com uma intensidade insignificante, ondas essas que para nós passariam desapercebidas.

Seu diminuto tímpano vibra ante qualquer mínimo som. Depois, esta vibração é transmitida de forma acelerada através dos outros ossos que compõem o sistema auditivo deles. Em uma questão de milésimos de segundo, o som chega ao cérebro, para ser entendido e interpretado.

O ouvido, um ponto muito delicado

Este sentido é importantíssimo para os animais. Inclusive, são conhecidos alguns casos de animais que nasceram surdos e que jamais conseguiram se integrar à sociedade, nem humana e nem canina.

Esses animais manifestam algumas atitudes estranhas e agressivas e são medrosos. Não têm a capacidade de se socializar com outros cães e gatos e é difícil para eles interagir também com as pessoas.

Porém, isto não ocorre com todos os animais que nasceram surdos, pois alguns conseguem levar uma vida digna, desde que seus donos se esforcem para isso. Com um pouco de perseverança e esforço por parte dos donos, esses animais poderão se socializar e ser feliz.

É vital cuidar da audição em cães e gatos

Devido à importância deste órgão para os nossos animais de estimação, é necessário que estejamos muito atentos a sua limpeza e diante de qualquer problema, por menor que nos pareça.

A otite é algo muito comum que os nossos animais de estimação podem vir a sofrer, mas que, se não for tratada de forma adequada, pode inclusive causar surdez.

A otite não é nada mais que uma infecção que entope os dutos auditivos e os impede de ouvir. O problema é que, se não for detectada a tempo, poderá se agravar e não ter mais solução. De fato, a infecção pode inclusive chegar a romper o tímpano, algo que, como se sabe, não tem cura.

O quanto antes o problema for identificado, mais fácil será tratar e maior sucesso terá.

Os ácaros, um problema para o ouvido dos gatos

Os ácaros são como pequenas aranhas que não gostam de luz, nem solar e nem artificial. É um mal que afeta aos bichanos e, ainda que estes escolham diferentes partes do corpo do felino para se esconder da luz, muitas vezes esta parte escolhida como esconderijo são os ouvidos.

Filhote de gato

Autor: sausyn

O problema deles é que têm a capacidade de se reproduzir dentro do ouvido e incapacitar o sistema auditivo do animal. Ainda que mais comumente ocorra em filhotes, também pode aparecer em felinos adultos.

Será fácil saber se seu gato sofre com ácaros, porque ele se coçará sem trégua, chegando inclusive a se machucar. Portanto, se você perceber que seu bichano se coça mais do que o habitual, leve-o ao veterinário. Este é um tipo de otite que, assim como dissemos anteriormente, poderá ser curada de forma simples se for detectada a tempo.

Não pense duas vezes para visitar o seu veterinário ante qualquer indício de que o seu animal de estimação está tendo algum problema em seus ouvidos, pois este sexto sentido, que é a audição, é de suma importância para eles.