A chegada de um gatinho em casa: do que você precisa?

Abril 23, 2018

Preparar-se para a chegada de um gatinho em casa é indispensável para oferecer-lhe um lar confortável e os cuidados apropriados para sua saúde. A seguir, vamos resumir tudo o que você precisa saber para receber seu novo melhor amigo.

Um gatinho não é capaz de regular sua temperatura corporal durante as primeiras semanas de vida. Seu organismo é muito vulnerável a sofrer de hipotermia ou doenças pulmonares.

Preparando o lar para a chegada do gatinho: climatização

Um gatinho não é capaz de regular sua temperatura corporal durante suas primeiras semanas de vida. Seu organismo é muito vulnerável a sofrer com hipotermia ou doenças pulmonares.

Por isso, é indispensável climatizar devidamente o lar para a chegada do filhote. O ideal é manter a temperatura do ambiente entre 21ºC e 24ºC.

Filhote de gato

Uma excelente alternativa para dar calor a seu gatinho é comprar para ele uma almofadinha elétrica com temperatura regulável.

Preparando o lugar ideal para seu gatinho

A chegada do gatinho ao lar requer também a preparação de seu próprio habitat. Aquele lugar onde seu novo companheiro poderá se sentir seguro para recuperar suas energias e crescer saudavelmente.

Um gatinho pode dormir mais de 12 horas por dia. É fundamental oferecer a ele um lugar cômodo para seus momentos de descanso. O espaço reservado para seu pet deve estar limpo, seco e quente.

Gato laranja dormindo em sua cama

Seu novo amigo também vai precisar de um lugar para se alimentar e outro para sua caixinha de areia. Os felinos são muito exigentes em relação a sua higiene e alimentação. Por isso, essas áreas jamais devem estar muito próximas.

É importante que o comedouro e o bebedouro tenham um tamanho apropriado para o animal. Recomenda-se preferir materiais fáceis de limpar ou com propriedades antibacterianas.

Sobre a caixa para fazer necessidades, o mais importante é a qualidade da areia absorvente. Existem muitas opções no mercado e recomendamos aquelas feitas à base de bentonite.

A chegada do gatinho: cuidados com sua higiene

Os felinos são muito independentes e cuidadosos com sua higiene. Mas também precisam de alguns cuidados para preservar o equilíbrio de seu organismo.

Estímulo e limpeza das vias urinárias e excretórias

Um gatinho recém-nascido não sabe controlar suas próprias vias urinárias e de excreção. Naturalmente, a “mamãe gata” deveria lamber seus órgãos íntimos para estimulá-los.

Se seu gatinho tem menos de 12 semanas, será necessário higienizá-lo antes e depois de cada alimentação. Pode-se utilizar um algodão ou uma gaze molhada em água morna. Depois dessa etapa, os gatos aprendem facilmente a fazer suas necessidades na caixinha de areia.

caixas de areia para gatos

Escovação periódica

A escovação é fundamental para preservar a beleza e a saúde da pelagem de seu novo amigo. É importante ensiná-lo desde filhote a associar a escovação como um momento divertido.

Existem pentes projetados especialmente para gatos de pelos curtos e longos. A escovação deve ser suave, gentil e passar por toda a extensão do corpo do animal.

A frequência da escovação pode ser de uma a duas vezes por semana em felinos de pelo curto. E de três a quatro vezes por semana para aqueles de pelo comprido.

Higiene oral de seu gatinho

A higiene oral de seu gatinho é parte fundamental de sua medicina preventiva. Escovar seus dentes e gengivas é a única forma de evitar a formação de placas bacterianas, tártaro e cáries.

É importante utilizar escovas e pastas dentais específicas para animais. Os produtos de uso humano podem intoxicá-los ou causar danos ao esmalte de seus dentes.

A chegada do gatinho: conselhos para sua nutrição

Os gatinhos com menos de sete semanas de vida precisam ser amamentados ou alimentar-se integralmente com leite materno artificial. Essa etapa nutritiva é fundamental para a formação de seu sistema imunológico.

gato comendo patê

A partir de seus 50 dias de vida, os gatinhos podem começar a provar patês e alimentos sólidos. A transição alimentar, em função de sua idade, deve ser gradual, para permitir uma boa adaptação e evitar problemas digestivos.

Vale ressaltar que é indispensável contar com a orientação de um veterinário especializado antes de oferecer qualquer dieta a seu gato.

Por sua vez, os gatos de pelo comprido ou médio geralmente sofrem muito com a formação de bolas de pelo em seu intestino. Para evitá-las, pode-se oferecer pequenas doses de malte a seu felino.

Acessórios e brincadeiras para uma vida mais ativa

Muitos gatos desenvolvem condutas agressivas quando são sedentários ou não são devidamente estimulados. Para prevenir esses transtornos, é fundamental contar com acessórios e brinquedos para o gatinho.

Existem muitas opções de brinquedos nos pet shops: bolas, penas, bonecos, varinhas, etc. É interessante dar-lhe um arranhador para evitar que ele afie suas unhas nos demais móveis e objetos do lar.

Para complementar os preparativos com a chegada do gatinho, é importante escolher uma caixa de transporte adequada a seu tamanho e peso. Esse utensílio será indispensável para levar seu pequeno amigo ao veterinário, a um pequeno passeio ou a uma viagem.

Recomendados para você