A importância das proteínas para os cães

· outubro 7, 2018
Além da incidência direta na musculatura, as proteínas também beneficiam a estrutura óssea e o sistema imunológico.

A comida é essencial na vida do seu animal de estimação. Não é suficiente que ele esteja bem alimentado, mas também que esteja bem nutrido. Portanto, hoje falaremos sobre a importância das proteínas para os cães.

Qual o papel das proteínas para os cães?

Nós já sabemos que os cães são carnívoros, e a carne é uma das maiores fontes de proteína que existem. São muito necessárias para o organismo deles, porque cumprem duas funções básicas:

Estrutural

Isso significa que as proteínas para os cães têm uma participação direta na estrutura do corpo, que tem a ver com tecidos ósseos e musculares, pelos, unhas e muito mais. Elas também influenciam a pele, porque um excesso ou baixa deste nutriente essencial piora a aparência do seu animal de estimação.

Metabólica

Neste caso, existem certos tipos de proteínas que afetam diretamente a fisionomia do corpo, ou seja, com as enzimas e hormônios, atuam como catalisadores do metabolismo.

As proteínas também são essenciais para a massa muscular, já que se os músculos do nosso animal de estimação forem fortes, ele poderá envelhecer melhor e continuar a ter suas funções motoras em bom estado.

A proteína é importante para cães de todas as idades. Nos filhotes, é necessária para o desenvolvimento dos músculos. Nos adultos, permite a manutenção da massa muscular. Nos cães idosos, evita que eles percam mais massa muscular, o que prejudicaria suas funções vitais.

Filhotes de cachorro comendo carne

Por outro lado, as proteínas também beneficiam o sistema imunológico. Isso porque os anticorpos, que protegem o organismo de doenças, vírus e bactérias, também são proteínas.

Diante disso, é claro que as proteínas para os cães são muito importantes, mas resta saber como fornecer ao nosso animal de estimação a quantidade necessária delas.

Dê ao seu cão proteínas

A ração especializada para cães deve conter a percentagem de proteínas que ele requer todos os dias. É por isso que é sempre aconselhável comprar rações de boa qualidade e, além disso, recomendadas para a idade do seu cão.

Não é o mesmo alimentar um filhote e um cão idoso. As necessidades nutricionais mudam, e esses alimentos secos são cuidadosamente preparados para isso.

Muitas rações de baixa qualidade podem conter o nível de proteína necessário, mas de difícil digestão.

A melhor coisa é sempre optar por produtos premium que, embora sejam mais caros, irão beneficiar muito a saúde do seu animal de estimação a longo prazo. Eles contêm proteínas ricas em aminoácidos essenciais que cuidarão do organismo do seu cão, serão facilmente digeridas e metabolizadas.

Carne para cães

Tenha em mente que você não deve alimentar seu cão em excesso, só porque ele deve consumir mais proteína. Já que proteínas demais poderão se acumular em forma de gordura e gerar obesidade.

E os cães com a dieta BARF?

Quando nosso cão é alimentado com uma dieta crua, ou a dieta conhecida como BARF, a coisa se torna mais complicada, porque precisamos fazer com que as porções sejam equilibradas. Verifique com seu veterinário quantos gramas você deve incluir em cada uma das suas refeições e não exagere.

Lembre-se de dizer ao veterinário que seu cão se alimenta com a dieta BARF, e fale também sobre o ritmo de vida do seu pet. Pense que ele não tem que comer o mesmo que um cão que realiza atividades como caça ou pastoreio, mas que vive confortavelmente em casa.

Da mesma forma, você deve tomar cuidado com as porções se você tiver uma cadela prenha ou em período de amamentação, ou se você tiver um cão doente ou se recuperando de uma doença grave.

Além disso, em todos os casos acima, informar-se com um veterinário sobre como proceder para dar ao seu animal de estimação tudo o que ele precisa é essencial.

Portanto, se você mantiver essas dicas em mente e colocá-las em prática, poderá contribuir para a boa saúde e bem-estar de seu animal de estimação, agora e no futuro.