A origem dos molossos

· dezembro 11, 2017

A origem dos molossos… Você pode estar se perguntando que tipo de animal é esse? Bem, neste artigo vamos explicar quem são e de onde eles vêm. Ficou curioso? Então, não perca o que está vindo!

Quem são os molossos?

São cães que se caracterizam pelo crânio arredondado, orelhas caídas, mandíbula curta, corpo forte e poderoso.

Eles podem ser divididos em 3 grupos:

  • Molossos tipo dogue
  • Molossos tipo montanha
  • Molossos pequenos

Vamos dar uma olhada em cada um deles:

Cão molosso preto e branco

Fonte: sunnygirl

A origem dos molossos tipo dogue

Eles são uma evolução dos molossos da montanha e têm uma aparência muito marcante, com características bem definidas: cabeça grande, musculatura robusta, rugas faciais e pelo curto.

Embora, no início, fossem usados como cães de guarda ou até mesmo de guerra, eles evoluíram para se tornar cães de caça ou até mesmo de luta. Algumas raças que são consideradas molossos tipo dogue, são: o dogue de bordeaux, o mastim napolitano, o tosa e o dogue canário, entre outros.

A origem dos molossos da montanha

Eles têm pelos longos e são o tipo mais antigo dos molossos. São altos e utilizados principalmente como cães pastores.

São Bernardo, leonberger, mastim tibetano, pastor-do-cáucaso, entre outros. Todos eles têm algo em comum, são cães de resgate em terra. Também está entre esse tipo de molossos o cão terra-nova, muito associado aos salvamentos na água.

A origem dos molossos tipo pequeno ou bulldog

Esse tipo de molosso foi o que mais sofreu transformação física. Eles atingiram o mais alto grau de braquicefalia, e têm as mandibulas menores. Além disso, a força muscular deles é imensa, mesmo que seu tamanho seja menor do que os tipos comentados anteriormente.

Esse tipo de animal foi usado para rinhas de cães. É por isso que eles são conhecidos hoje como raças agressivas, embora não fiquem assim se receberem uma boa educação.

De onde vêm os molossos

O nome vem da Molósia, uma cidade da Grécia em que cães de grande porte eram usados para guardar o gado e lutar em guerras. Por isso, cães que têm características adequadas para esse tipo de trabalho são conhecidos como molossos ou molossoides.

A história remonta à época fenícia no antigo Oriente. Acredita-se que eles foram responsáveis por introduzi-los na Europa. Embora alguns acreditem que o próprio Alexandre Magno foi responsável por levá-los para a Grécia após a conquista da Pérsia.

De qualquer forma, na Molósia, eles foram muito bem recebidos e apreciados. Alcançaram grande fama além de suas fronteiras. Na verdade, durante a expansão do Império Romano, vários foram levados para territórios diferentes e foram usados em arenas e campos de batalha.

E graças a Marco Polo, esses cães chegaram ao Tibete. Por isso, o famoso Mastim Tibetano é conhecido.

“Eu amo cachorros porque eles nunca fazem você sentir que os tratou mal”

-Otto Von Bismark-

Embora os molossos incluam diferentes raças de cães, como vimos, há alguns que não são registrados nessa categoria. É o exemplo do Pit Bull ou Boerboel.

Cão molossoide

Autor: Pleple2000

Além disso, considera-se que existem algumas raças híbridas, como o American Bully, que não é completamente um molosso.

E, ao longo do tempo, também houve alguns que desapareceram, como o mastim alpino e cão lutador da Córdoba.

Esses cães são especiais, com características físicas notáveis, mas apesar de seu passado, eles não são marcados por ele. Ou seja, o caráter de cada cão, seja da raça que for, é definido pela educação e tratamento recebidos. Então lembre-se, um animal de estimação precisa de amor e disciplina na medida certa.

Independentemente da raça que seja, ele será um cão amoroso e feliz se você souber como educá-lo.

Fonte de imagens: Kumarrrr, sunnygirl e Pleple2000.