O andorinhão-preto é a ave do ano de 2021

A Sociedade Espanhola de Ornitologia, após um período de votação pública, classificou o andorinhão-preto como a ave do ano de 2021. Por que ele conquistou esse posto?
O andorinhão-preto é a ave do ano de 2021

Última atualização: 08 Maio, 2021

A cada 12 meses, a Sociedade Espanhola de Ornitologia (SEO/BirdLife) organiza o concurso “Ave do Ano”, no qual um pássaro porta-bandeira é eleito representante da organização, que volta sua atenção à conservação da espécie e às suas possíveis ameaças. Após o período de votação, concluiu-se que o andorinhão-preto é a ave do ano de 2021.

Esse posto é motivo de comemoração, mas não podemos esquecer as ameaças enfrentadas atualmente pelos andorinhões-pretos – e por praticamente todas as espécies de aves. Se você quiser saber tudo sobre a situação atual do andorinhão-preto e por que ele foi escolhido como a ave do ano de 2021, continue lendo.

O concurso

A Sociedade Espanhola de Ornitologia (SEO/BirdLife) é uma organização não governamental que trabalha, sem fins lucrativos, na conservação e no estudo das aves espanholas e seus habitats. Foi fundada em 1954 no Museu Nacional de Ciências Naturais (MNCN) de Madrid e hoje conta com mais de 12 000 membros e 5000 voluntários.

Até hoje, 31 espécies de aves foram eleitas por esta organização como “Ave do Ano”. Nessa ocasião, todos os cidadãos puderam participar e a votação foi encerrada no dia 11 de janeiro de 2021, às 12h00. Cada eleitor poderia repetir o seu voto quantas vezes quisesse, pois não se trata de uma competição, e sim de um trabalho de conscientização ambiental.

No dia 7 de janeiro, as parciais de votação só foram reveladas ao público quando os resultados foram oficialmente apresentados entre os 3 concorrentes do ano. A classificação final ficou da seguinte forma:

  • Terceiro lugar: essa posição foi ocupada pelo tartaranhão-caçador (Circus pygargus), uma espécie de ave falconiforme que vive no norte da região paleártica. Recebeu 23,27% do total de votos.
  • Segundo lugar: em seguida, veio o picanço-real (Lanius meridionalis), com 27,15% dos votos. O picanço-real empala presas grandes em galhos de árvores pontiagudas. Com esta estratégia de caça, ele ganhou a reputação de um carrasco alado.
  • Primeiro lugar: como já dissemos nas linhas anteriores, o andorinhão-preto (Apus apus) conquistou o primeiro lugar na votação, com 49,58% dos votos. Como você pode ver, sua vitória foi esmagadora.
O andorinhão-comum é a ave do ano 2021.

Por que o andorinhão-comum é o pássaro do ano de 2021?

O andorinhão-preto é popular por sua beleza, sua graça e suas características incomuns. Apus apus tem uma envergadura de cerca de 48 centímetros e uma plumagem cor de fuligem, o que lhe dá uma aparência de meia-lua veloz quando durante o voo. É um animal social que quase sempre é visto voando em grupos.

É uma espécie pouco preocupante de acordo com a União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN), pois suas populações parecem estar estáveis. Em todo caso, a história é diferente na Espanha: entre 1998 e 2020, foi detectado um declínio de 27,2% dos indivíduos na região.

Isso se deve principalmente à remoção intencional ou não intencional de seus ninhos. O andorinhão-preto é um animal que nidifica em centros urbanos, o que às vezes pode custar caro. Quando o ser humano restaura um prédio ou o derruba, esses pássaros perdem a prole que tanto custou para ser gerada.

A delicada situação dos pássaros

Como indica a UICN, 14% das aves do mundo estão em perigo de extinção. Estima-se que de 1500 até o presente, mais de 190 espécies de pássaros foram extintas, uma tendência que só parece estar aumentando. São identificados dois motivos principais que levam a esse evento:

  1. Invasão de ecossistemas isolados: muitas aves vivem em ilhas e terrenos remotos, pois sua capacidade de voar permitiu que colonizassem ambientes geograficamente isolados. Quando o ser humano chega a esses ecossistemas, costuma introduzir espécies estrangeiras que atacam e mutilam as nativas.
  2. Caça indiscriminada: felizmente, essa tendência está cada vez mais sob controle. Mesmo assim, historicamente, muitas aves desapareceram devido à caça e ao comércio ilegal.

Em todo caso, as aves são o grupo de animais que menos sofre os efeitos das alterações antrópicas do meio ambiente. De todos os táxons analisados, elas são o grupo que apresenta a menor porcentagem de espécies ameaçadas relatadas.

Por exemplo, 41% dos anfíbios estão em perigo de extinção.

Um vôo rápido.

Uma campanha necessária

O andorinhão-preto é a ave do ano de 2021, mas isso não é necessariamente uma boa notícia. Ele não conquistou esse pódio por sua beleza e graça, e sim pelo declínio significativo de suas populações nas últimas décadas. Embora não seja considerado em perigo de extinção, é claro que está a caminho de entrar nessa categoria.

Iniciativas como a promovida pela SEO/BirdLife são essenciais para conscientizar a população sobre os possíveis efeitos das atividades humanas na fauna nativa. Agora que o andorinhão-preto é o foco das atenções, é hora de considerar o que podemos fazer para reverter sua difícil situação.

Pode interessar a você...
Os filhotes de andorinhão-preto podem precisar da sua ajuda
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Os filhotes de andorinhão-preto podem precisar da sua ajuda

O andorinhão-preto é um pássaro que passa praticamente a vida toda voando. Por isso, um filhote caído do ninho pode ter problemas para viver.