Animais ideais para apartamentos

Nem todos os animais têm as características certas para viver em um apartamento. O nível de bagunça, problemas com regras da vizinhança e a conduta do animal são sintomas claros de que algo não se encaixa. Certamente, há animais ideais para apartamentos e outros que, simplesmente, não deveriam nem entrar em um lugar assim.

O problema, nesse caso, é que muitas pessoas se omitem a essa realidade e cometem o erro de adotar um animal apenas por seus gostos pessoais, sem pensar primeiro no bem-estar do animal ou de sua comunidade.

Por isso, avaliaremos a seguir quais são os animais ideais para apartamentos e quais não tanto.

Há cachorros que não deveriam morar em apartamento

Na teoria, o melhor amigo do homem se adapta bem a qualquer lugar. No entanto, há cachorros que, por sua dinâmica, tamanho e natureza, não são compatíveis com os espaços reduzidos e controlados.

Os cães grandes precisam ocupar espaços maiores. Além disso, sua conduta está orientada com a proteção, a territorialidade e demonstrações de domínio.

Por isso, eles não são propícios para viver junto com outros cães, crianças e vizinhos em ambientes fechados e concorridos. Alguns países têm algumas restrições para algumas raças de cachorro, e muitos donos acabam optando por utilizar a focinheira.

Yorki, Maltês e outros cães de apartamento

Felizmente, existe uma grande quantidade de raças que se adaptam perfeitamente à dinâmica do edifício. Entre eles, destaca-se o Pinscher miniatura, um cão bem nervoso e controlável que precisa estar em espaços manejáveis.

Buldogue Inglês

Além dele, temos o maltês, o yorki, o poddle, pug e Shi Tzu. Todas essas raças têm um caráter muito dócil, não são ciumentos e se dão muito bem com as crianças. E o melhor: a maioria tem uma passada curta e fina.

Até mesmo um buldogue inglês poderia dar certo em um apartamento, porque é um cão de passos lentos, pequeno e pesado. Algo parecido acontece com o cão salsicha. Todos esses são animais ideais para apartamentos.

Os gatos: animais ideais para apartamentos

Algumas raças de cachorros se adaptam perfeitamente à lógica do apartamento. Mas qualquer gato combina totalmente com esta dinâmica. Seu movimentos são finos, são animais cuidadosos e, além disso, fazem suas necessidades em uma caixa de areia.

Diferentemente dos cães, os gatos não são levados para passear, e possivelmente eles, de vez em quando, saem por uma janela em busca de aventuras. Há pessoas que podem ter facilmente vários felinos em seu lar sem maiores complicações.

Por que animais como as tartarugas, hamsters e peixes também passam na prova?

A questão com esses animais em particular é que os três precisam de um ecossistema próprio para poder se desenvolver. Tal espaço artificial é pequeno e controlável no caso destas três alternativas de animais domésticos.

Um hamster ou um coelho fora de sua jaula não têm porque significarem um desastre. As tartarugas podem andar livre por toda a casa, que podem levar um dia para percorrer devido à lentidão de seus movimentos.

Mesmo assim, é importante ter muito cuidado ao caminhar para evitar de pisar nelas por descuido. O resto é simples: alimenta-los, limpar suas fezes e desfrutar de sua agradável companhia.

Cuidado! Estes cachorros não devem viver em apartamentos

Não só pelo tamanho, mas também pela natureza. Raças como o pitbull ou o doberman podem ser agressivas. Se chegam a atacar, o dano pode ser irreparável para todas as partes afetadas. O ambiente fechado pode gerar temperamentos perigosos.

Doberman

Neste grupo, também entram os Terrier e o Staffordshire Americano. Eles podem ser ciumentos com seus donos, e ao estarem em ambientes fechados, podem reagir repentinamente contra uma criança, adulto ou outro cão.

Na maioria dos países ocidentais os donos são responsáveis pelos atos violentos cometidos por seus cães. Multas, sacrifício do animal e até penas curtas de prisão podem ser as consequências de uma tragédia deste tipo.

Nem todos os animais estão preparados para viver em espaços fechado, por mais que cada bichinho tenha seu próprio caráter. O adestramento ajuda, mas as mudanças de temperamento podem ocorrer em segundos. Por isso, o melhor é escolher animais ideais para apartamentos e cria-los com saúde.

Fonte da imagem principal: torne

Recomendados para você