Argali: características gerais e habitat

abril 21, 2019
Argali é um mamífero que pertence ao grupo de carneiros ou ovelhas selvagens. De tamanho grande e habitat asiático, este muflão está em perigo de extinção.

Dentro da família dos muflões, o argali (Ovis Ammon pelo seu nome científico) é aquele que vive no Tibete, nos Himalaias e em outras cadeias de montanhas asiáticas. Neste artigo vamos falar mais sobre esse carneiro tão comum das regiões montanhosas.

O Argali: características gerais

A palavra “argali” é usada para se referir a qualquer ovelha selvagem na língua mongol. No entanto, se nos referirmos à família Ovis, são os maiores carneiros não domesticados do mundo (mais do que os carneiros selvagens da América do Norte).

O argali é um animal grande, que tem entre 85 e 135 centímetros de altura e até dois metros de comprimento, com um peso que gira em torno de 100 quilos nos machos. Outra diferença entre os sexos é que os animais machos têm chifres mais longos do que as fêmeas, que eles usam para competir uns com os outros durante a época de acasalamento.

A coloração destas ovelhas selvagens varia de acordo com cada animal, embora a lã possa ser amarela clara, castanha avermelhada, acinzentada ou até mesmo preta.

O argali de Marco Polo

Até agora, nove subespécies de Ovis Amon foram reconhecidas, de acordo com sua localização (norte da China, Tibete, Deserto de Gobi, etc.). No entanto, o mais “famoso” é o carneiro de Marco Polo. Por que ele é chamado assim? Porque foi este explorador veneziano o primeiro ocidental a descrevê-lo.

Argalis

Seu nome científico é Ovis ammon polii, e vive principalmente nas montanhas do Pamir. Pode ser encontrado na China, Tajiquistão e Quirguistão, embora alguns espécimes também sejam encontrados no Afeganistão.

O argali prefere áreas íngremes entre 3700 e 4800 metros acima do nível do mar. Durante o verão, migra para áreas com mais vegetação e perto das margens dos rios, mas no inverno se “move” para as montanhas orientadas para o sul.

O carneiro de Marco Polo é conhecido por seus longos chifres espirais, que podem medir até 140 centímetros, o maior de toda a família de ovelhas do mundo. Os chifres começam a crescer logo após o nascimento e eles não o perdem ao longo da vida.

Quanto à sua coloração, o argali de Marco Polo é castanho escuro com partes internas brancas. À medida que as temperaturas caem, o pelo da barriga alonga-se e torna-se uma espécie de ‘saia’. Também tem uma cauda longa que o protege do frio.

O comportamento desta subespécie é semelhante ao de qualquer outro membro da família OvisVivem em pequenos rebanhos e durante o verão se dividem por sexo. No inverno, eles podem se separar em grupos maiores para conservar energia, aquecer um ao outro e se proteger de predadores.

Ovelha Argali

Os machos dominantes escolhem um “harém” para cada estação reprodutiva depois de lutarem entre si. Além de usarem seus chifres para o confronto, eles também sobem nas patas traseiras e permanecem “mais altos” para assustar seus oponentes.

Após a cópula, o macho separa-se de suas “concubinas”, que são responsáveis ​​pela prole. As fêmeas podem ter um ou dois filhotes após 180 dias de gestação.

Situação atual

O argali é considerado uma espécie em perigo de extinção em todas as suas subespécies, principalmente devido à perda de habitat pelo sobrepastoreio de ovinos domésticos e pela ação humana.

Além disso, a caça ilegal dos chifres – valorizados na medicina tradicional chinesa e como um troféu pelos caçadores – e da carne o colocaram nessa situação. Os predadores naturais do carneiro selvagem são o leopardo das neves e o lobo cinzento, que foram afetados pela escassez de sua comida.

O argali é um animal típico da região do Tibete, com seus chifres curvos e sua bela figura. Esperamos que as tentativas humanas voltadas para que ele não desapareça tenham bons resultados.

  • Fedosenko, A. K., & Blank, D. A. (2006). Ovis ammon. Mammalian Species. https://doi.org/10.1644/1545-1410(2005)773[0001:oa]2.0.co;2