As melhores rações para o seu cão: relação qualidade-preço

· agosto 20, 2018
É verdade que o custo influencia na hora de escolher a comida em casa, não só para as pessoas, mas também para os animais de estimação. No entanto, é importante seguir recomendações nutricionais básicas para que os cães se mantenham saudáveis. A seguir, vamos mostrar uma lista sobre o assunto...

As diversas ofertas disponíveis no mercado podem chegar a resultados arrasadores para um dono de primeira viagem ou que está procurando mudar o tipo de dieta do seu bicho de estimação. Neste artigo, diremos quais são os tipos de ração que sairão mais em conta sem comprometer a saúde do seu cão. 

Fatores que devem ser levados em consideração na hora de escolher uma ração para o seu cachorro

Esta pequena lista poderá te ajudar a lembrar de quais fatores devem ser levados em consideração na hora de comprar uma ração nova.

  • idade do seu animal. O cachorro é considerado filhote até alcançar um ano de vida. A faixa etária seguinte é a dos adultos (de um aos sete anos) e a dos idosos (a partir dos oito anos de idade).
  • A raça ou, caso não seja possível identificá-la, o tamanho. Um fator que determina algumas coisas importantes é o peso do seu animal de estimação. Os cães de pequeno porte costumam pesar em torno de 10 quilos, em média, enquanto que os de tamanho mediano podem chegar aos 25 quilos, e os de grande porte atingem até 40 quilos.
  • O nível de atividade física a que o cão é submetido diariamente. Isso influencia o seu metabolismo e a quantidade de nutrientes necessários de base suplementar para sobreviver.
  • O entorno. As necessidades de um Husky Siberiano que vive na Noruega não são as mesmas de Galgo que vive no México. O gasto calórico também é influenciado pelas temperaturas e pelo terreno com que o animal entra em contato. 
comportamento animal

Devido a esses fatores e pelo fato de os cães serem animais onívoros, recomenda-se apostar em uma variedade de ração que tenha uma quantidade de nutrientes equilibrada e adaptada às necessidades básicas do nosso bichinho de estimação. 

Como saber com certeza qual ração é a mais recomendada?

A associação de defesa do consumidor espanhola, a Organização de Consumidores e Usuários (mais conhecida como OCU), publicou um relatório em meados de 2017 no qual detalhava a importância que diferentes ingredientes têm sobre a saúde do nosso animal. Para avaliar se a ração cobre ou não as necessidades básicas de um cão saudável, a OCU determinou que precisamos levar em consideração:

  • A densidade energética ou a quantidade de calorias que a ração possui. É importante para saber a quantidade de ração que devemos dar ao nosso cão.
  • Os carboidratos, muito comuns nas rações extrusadas (secas). Esse tipo de ração é submetida a um processo químico, de pressão e umidade, para homogeneizar os seus diversos nutrientes e melhorar a sua futura digestão. Os carboidratos contêm uma fibra necessária para o funcionamento do intestino. No entanto, certas marcas podem abusar desse componente, e acabam substituindo a maior parte da carne presente na ração por ele.
  • As proteínas. Mais especificamente, a sua quantidade e sua qualidade. Uma ração com baixa qualidade costuma utilizar farinhas que misturam vísceras e ossos pulverizados, proteínas de origem animal ou colágeno. O ideal é escolher rações que utilizem carne fresca ou desidratada.
  • A gordura. Os ácidos graxos Ômega 3 e Ômega 6 ajudam a manter o pH da pele e o brilho da pelagem do seu cão. A qualidade das gorduras da ração é importante para prevenir uma futura obesidade. 
  • As vitaminas e os minerais. É importante conter uma proporção equilibrada e uma combinação que facilite a assimilação das vitaminas. Por exemplo, o cálcio e o fósforo devem estar combinados.
  • A qualidade das matérias-primas (se a ração utiliza ou não carne e, se usa, qual é a sua proporção); também é importante na hora de escolher a ração.
ração e ingredientes

Marcas: relação qualidade-preço

O custo diário de alimentar um animal, proporcionando-lhe a quantidade de nutrientes mínima para a sua sobrevivência, também influencia na sua decisão. A OCU publicou uma lista de rações que cumprem com esses requisitos e que são acessíveis para os seus donos. Algumas das rações indicadas são:

  • PURINA® PRO PLAN® PUPPY RAÇAS PEQUENAS COM OPTISTART® (para cães com peso inferior a dez quilos). Custa a partir de 40 reais o quilo.
  • Ração Hills Science Diet Canine para Cães Adultos de Estômago Sensível. Custa a partir de trinta reais 2,5 quilos.
  • Ração Royal Canin Medium Adulto. Custa a partir de 87 reais 2,5 quilos.

Para saber mais informações, recomendamos que você consulte o seu veterinário e que dê uma olhada na lista de rações indicadas por especialistas.