Aves como bicho de estimação: o melhor é ter casal de aves

dezembro 31, 2017

Ter uma ave em casa é uma excelente opção. Os cuidados relativamente pequenos que exige, além do seu canto, fazem desses animais a alternativa favorita de muitos como bicho de estimação.

Podem chegar a ser animais muito sociáveis e curtem viver em par. Pois bem, quais são as aves mais leais e o que levar em consideração na hora de escolher uma ave como bicho de estimação?

O reino animal de dois em dois

Muitos animais do entorno se caracterizam por serem leais a um só parceiro durante toda a vida. Entre eles, há espécies tão diferentes quanto os cisnes, os lobos, os pinguins, as corujas, o condor ou os castores.

Todos eles compartilham a particularidade de escolher um par e viver com ele até a morte. Eles se unem na idade adulta, formam um casal, têm filhotes e permanecem fiéis um ao outro por toda a vida.

Às vezes, não se dão conta de que, da mesma forma que muitos animais não domésticos, as aves também curtem companhia. A seguir, mostramos uma lista com as espécies de aves mais fiéis um ao outro:

Casal de periquitos azuis e brancos

Periquito

O periquito é ideal para ter em casa, porque não exige tantos cuidados, por isso, são as aves mais domesticadas. Ele tem uma particularidade de que gosta de companhia, principalmente, quando se trata de um casal, o par é fiel ao outro por toda a vida.

Cuidados

É recomendável ter uma gaiola ampla para adquirir pelo menos dois periquitos. No entanto, devemos evitar colocar duas fêmeas juntas, já que, na época de cio, elas podem brigar.

Alimentação e higiene

Sua alimentação é à base de sementes e vegetais, como alface e maçãs. 

É importante, além disso, limpar sua gaiola diariamente, mais motivo ainda se houver mais de um periquito nela. E é preciso levar em consideração que defecam a cada 15 a 20 minutos.

Uma ave fiel

Esse animal costuma escolher um par e continuar com ele por toda a vida. Com ele vai ter filhotes, seja em âmbito doméstico ou na natureza.

Se morrer o seu/sua companheiro(a), geralmente busca outro de sua espécie a quem escolhe para viver consigo para sempre. Por isso, para que seja feliz, é recomendável sempre ter um casal.

Levar em consideração

Se você não deseja filhotes, o ideal é escolher dois periquitos machos, já que não costumam brigar entre si. Nesse caso, pode ser que cantem menos, pois o canto é para atrair o sexo oposto.

Agarponis

É uma variedade de periquito e compartilha com ele características de tamanho e expectativa de vida. Costuma alcançar 20 cm e viver doze anos, recebendo bons cuidados.

Os mais fiéis

Muito especialmente nessa espécie se cumpre a fidelidade conjugal, pois são fieis por toda a vida um ao outro, e, por isso são conhecidos popularmente como “pássaro-do-amor”.

Além disso, são chamados de “inseparáveis”, pois o agaporni papillero vai nos reconhecer como sua família, se desde pequenos lhes alimentarmos nós mesmos com papinha, razão pela qual se mostram carinhosos e brincalhões com as pessoas.

É importante que vivam em casal, em gaiolas suficientemente amplas, porque, do contrário, não sobreviveriam por muito tempo. São aves delicadas às mudanças de temperatura e, por esse motivo, é importante borrifar suas penas com água diariamente.

Diamante-mandarim

A espécie diamante-mandarim é menos conhecida dentre as aves compradas para serem bichos de estimação, mas ganhou espaço nos lares. Os cuidados são semelhantes aos dedicados aos periquitos. Precisa de uma gaiola grande, principalmente porque recomenda-se que vivam pelo menos em par.

Alimentam-se à base de cereais ou com rações de sementes e tomam banho frequentemente. Por último, é bom colocar um recipiente com água para que se refresquem.

Em casal

Essa ave de pequenas dimensões, bico e patas de cor vermelha, vive em par. Recomenda-se adquirir um casal para que sintam que têm companhia e sintam-se melhor.

Papagaio

papagaios azuis

É o bicho de estimação perfeito entre as aves, se você quiser alguma sonoridade em sua casa. É capaz de aprender frases e, dessa maneira, se tornar o entretenimento e diversão da casa.

É sociável, gosta de interagir e, se for bem adestrado, pode permanecer fora da jaula. Não só curte a companhia de sua espécie, mas também da presença humana da casa.

Conclusão

Essas aves se caracterizam pelo fato de precisar de poucos cuidados para viver, assim como por sua fidelidade e sociabilidade. Por isso, é importante tê-las sempre em par. Devemos adquiri-los em locais autorizados, entre outras coisas porque algumas aves são exóticas.

Fonte da imagem principal: Ferran Pestaña