Aves nacionais de países europeus

· fevereiro 15, 2019

Essas aves nacionais representam países do velho continente pois, normalmente, são animais que vivem na natureza em todo o território do país.

A maioria dos países escolhe uma espécie animal como símbolo, que o representa devido à sua história ou ao seu habitat.

No entanto, além disso, podemos encontrar aves nacionais europeias – e de outros continentes – que são baseadas nas espécies que habitam seu território livremente. Saiba mais a seguir!

Quais são as aves nacionais europeias?

Alguns países ‘compartilham’ o animal escolhido, pois a espécie não conhece as fronteiras humanas. Por outro lado, outros são exclusivos de determinada nação. No entanto, a verdade é que as aves nacionais europeias são as mais representativas a nível continental. Alguns exemplos:

1. Cegonha-branca

Essa grande ave tem a honra de ter sido escolhida em pelo menos quatro países europeus: Alemanha, Bielorrússia, República Tcheca e Lituânia.

No entanto, não são os únicos lugares onde podemos encontrá-la. Por ser migratória, passa os invernos na África, especificamente na Península Arábica e na região subsaariana.

aves nacionais europeias

A cegonha branca tem penas claras no meio do corpo e pretas no resto. Além disso, destacam-se o bico e as longas pernas em laranja.

Alimenta-se de peixes, répteis, insetos, pássaros e pequenos mamíferos. Sua fonte de obtenção de alimento é o solo ou fontes de água.

2. Galo

Embora seja originário do sudeste da Ásia, ele foi escolhido como a ave nacional da França e em Portugal.

Dessa forma, ficou famoso por estar presente em vários escudos esportivos de times europeus. Ainda existem alguns espécimes selvagens, embora a maioria viva domesticada para obtenção dos ovos e da carne.

aves nacionais de países europeus

Há um grande dimorfismo sexual entre galos machos e fêmeas. Os machos possuem uma pronunciada crista vermelha, uma cauda mais longa e um tamanho maior.

Além disso, a cor da plumagem é diversa, embora seja mais marcante nos espécimes masculinos.

3. Águia imperial ibérica

Seu nome científico é Aquila adalberti – em homenagem ao príncipe Adalberto de Baviera – e essa é a ave nacional da Espanha. Isto se dá pelo fato de que a maior população da ave vive no sul da península ibérica.

Ela prefere florestas de pinheiros, pântanos costeiros, dunas e montanhas, onde vive o coelho, seu principal alimento.

aves nacionais da Europa

A águia-imperial-ibérica tem uma plumagem marrom muito escura (exceto nos ombros e asas), seu bico é de cor clara e ela pode medir cerca de 85 centímetros.

É uma espécie monogâmica cuja época de reprodução é entre Março e Julho, após o recondicionamento dos ninhos da época passada, para que a fêmea possa depositar até cinco ovos.

4. Pisco-de-peito-ruivo

É outra das aves nacionais da Europa que vive em um grande número de países de acordo com a época do ano, mas que foi escolhida pela Inglaterra como representante oficial.

É uma ave muito sociável, curiosa e ousada -acostumada com a presença humana- que sai da floresta para ‘ver’ quem entra em seu território e cujo canto é muito melódico, semelhante ao do Rouxinol.

aves nacionais da Europa

O pisco de peito vermelho europeu é nomeado pois as penas em seu peito e cara são avermelhadas ou alaranjadas. Por outro lado, o resto do corpo é cinza e os olhos e o bico são pretos.

Com hábitos diurnos, essa ave se alimenta de invertebrados e, às vezes, de bagas. Escolhe fendas ou depressões para aninhar e em cada estação a fêmea põe dois ovos que incubam por duas semanas.

5. Cisne branco

Um animal tão majestoso e belo não poderia estar ausente desta lista de aves nacionais da Europa, especialmente porque foi selecionado pela Dinamarca como sua espécie símbolo.

No entanto, não está presente apenas lá, uma vez que, de acordo com a época do ano, migra para o leste da América do Norte, Europa Oriental e Ásia Central.

aves nacionais da Europa

O cisne branco tem penas quase completamente claras, e um pouco “fora de sintonia”, o bico laranja e uma mancha preta sob os olhos.

Os machos são maiores que as fêmeas e essa é praticamente a única diferença entre os sexos. Além disso, quando são jovens, sua plumagem é acinzentada.