Como saber quais bactérias estão deixando seu cão ou gato doente?

Apenas 1% das bactérias causam doenças em diferentes grupos de animais. Cães e gatos podem desenvolver diferentes tipos de doenças bacterianas
Como saber quais bactérias estão deixando seu cão ou gato doente?

Última atualização: 01 Dezembro, 2020

As bactérias são micro-organismos que podem causar diferentes doenças em distintos grupos de animais. Um exemplo são os animais domésticos, como cães e gatos, que são os animais de estimação mais comuns nas residências.

Sintomatologia geral

Cada uma das doenças tem seus próprios sintomas específicos. O conjunto de sintomas permite ao veterinário determinar se a doença é causada por bactérias, fungos, vírus ou outros e, assim, estabelecer um diagnóstico específico.

No entanto, é preciso levar em consideração que podem ocorrer sintomas generalizados que permitem determinar se uma infecção é bacteriana ou não. Entre eles podemos encontrar:

  • Mudanças de comportamento.
  • Febre.
  • Perda de apetite.
  • Espirros ou corrimento nasal.
  • Problemas urinários.
  • Tensão muscular.
  • Problemas oculares.
  • Perda de equilíbrio.

Consulte um profissional se observar algum desses sintomas, uma combinação deles ou outros, por um período de tempo razoável. O veterinário dirá como agir e levará os sintomas em consideração ao fazer o diagnóstico.

As bactérias e as doenças que elas podem causar

Dos diferentes tipos de doenças que as bactérias podem causar, são mencionadas as seguintes:

  • Pneumonia. Pode ser causada pela Haemophilus influenzae, Bordatella bronchiseptica ou Streptococcus pyogenes. 
  • Trato intestinal. Escherichia coli se destaca principalmente, mas também podem intervir a Salmonella sp. ou Campylobacter sp.
  • Trato urinário. Os problemas renais, às vezes, podem ser causados por uma infecção bacteriana. Dentre as diferentes bactérias, destacam-se a E. coli ou Staphylococcus aureus. 
  • Infecções de pele. O pioderma é uma infecção bacteriana da pele causada principalmente por Staphylococcus pseudintermedius.

Tanto os cães quanto os gatos podem ser portadores de diferentes tipos de micro-organismos ou parasitas. E, por isso, podem atuar como intermediários na transmissão de doenças.

Doenças bacterianas em gatos

Os gatos podem desenvolver diferentes tipos de doenças bacterianas. Isso inclui o seguinte:

Conjuntivite

A conjuntivite é uma doença que pode ser causada por agentes infecciosos, seja devido a bactérias como Chlamydia sp. ou Mycoplasma sp. ou o vírus da herpes canina. Também pode ser um sintoma de outras patologias.

Essa doença é mais comum em gatos com menos de seis meses que não receberam os devidos cuidados. No entanto, também pode aparecer em felinos adultos, quando o sistema imunológico está enfraquecido.

Doenças bacterianas em gatos

Para diferenciar se o agente causador é uma bactéria ou um vírus, existem pistas que podem ajudar. Foi constatado que as infecções bacterianas geralmente são unilaterais e o exsudato é espesso e esbranquiçado.

Por outro lado, o vírus da herpes causa uma infecção muito contagiosa, que pode ser bilateral e ocorre em mais camadas. O vírus da herpes permanecerá dormente e pode causar surtos em espécimes adultos estressados.

Doenças bacterianas em cães

Os cães também desenvolvem doenças causadas por diferentes tipos de bactérias. Um exemplo de doença que elas podem causar é:

Infecção intestinal por Campylobacter sp.

Duas espécies de bactérias, Campylobacter jejuni e  Campylobacter ypsaliensis, são a causa dessa infecção intestinal em cães. Elas também podem causar infecções em humanos e gatos ou outros animais.

Os principais sintomas são diarreia, dor abdominal ou cólicas, letargia e febre. Para diagnosticar corretamente o agente causador, é realizada em laboratório uma análise de sangue e fezes.

Essas bactérias são resistentes a um grande número de antibióticos. Por essa razão, a eritromicina é frequentemente usada, embora dependa da condição do cão. Os antibióticos reduzem o número de bactérias, o que diminui o risco de infecção.

Infecções bacterianas em cães e gatos

Cães e gatos podem sofrer de doenças causadas pelo mesmo patógeno. Um exemplo disso é a Escherichia coli, a bactéria que causa a maioria das infecções do trato urinário. 

Infecção do trato urinário

Na clínica, existem diferentes sintomas. Entretanto, os sinais mais comuns de infecção do trato urinário são hematúria, polaquiúria, estrangúria e disúria.

Outra característica notável é a micção em locais inadequados ou incontinência. Por outro lado, a urina pode apresentar cor e odor incomuns.

Os sintomas, juntamente com um exame de sangue e de urina, permitem um diagnóstico correto. Em alguns casos, outros exames complementares são necessários, como ultrassom ou endoscopia.

Dicas para se ter em mente

É importante mencionar que uma grande porcentagem das bactérias existentes não causam danos. Apenas 1% do total é responsável pelas diferentes doenças cujo agente infeccioso são as bactérias.

De qualquer forma, no caso de surgirem sintomas que indiquem que o cão ou o gato pode estar doente, é aconselhável levar o animal o mais rapidamente possível a um veterinário. Somente o profissional poderá decidir quais exames são necessários para fazer um diagnóstico correto.

Assim, ele prescreverá os antibióticos ou medicamentos que julgar adequados e poderá sugerir uma série de medidas preventivas a serem levadas em consideração. Você sempre deve confiar no especialista nesses casos.

Pode interessar a você...
Precauções ao levar um cachorro para uma visita ao veterinário
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Precauções ao levar um cachorro para uma visita ao veterinário

Ninguém diz que é fácil levar um cachorro para uma visita ao veterinário, mas existem certos truques ou técnicas que podem melhorar essa experiência.



  • Bruce D, Zochowski W, Fleming GA. Campylobacter infections in cats and dogs. Veterinary Record. 1980;107(9):200-1.
  • Suárez, M.; Bertolani, C.; Avellaneda, A.; & Tabar, Ma. D. Las vías urinarias, «tan sencillas como complejas». 2013;Urinario. Disponible en: https://avepa.org/pdf/proceedings/URINARIO_PROCEEDING2013.pdf