Bengal, ou gato-de-bengala, uma raça peculiar de gatos

· março 13, 2017

Surgiu como o cruzamento entre um gato doméstico e um filhote de leopardo (ou de bengala, como é conhecido nos países hispânicos), nos Estados Unidos. Essa raça realmente particular é considerada com um “híbrido” e nos chama a atenção com sua linda pelagem. Neste artigo, contaremos tudo sobre o Bengal, também chamado de gato-de-bengala, um gato diferente.

História do Gato-de-Bengala

À primeira vista, nos faz pensar em um felino selvagem. E isso se deve ao fato que foi originado em 1963, através do cruzamento (com intervenção humana) de um gato doméstico macho e uma fêmea de leopardo. O nome é derivado da denominação científica materna: Prionailurus Bengalensis.

Ainda que possuam o mesmo nome, não provém do Tigre-de-Bengala (embora seja um parente mais distante), mas seu ancestral selvagem deriva do leopardo. Os antepassados vivem no sudeste asiático e redondezas: Camboja, China, Tailândia, Malásia, Filipinas e Indonésia.

O objetivo de misturar gatos selvagens com domésticos foi conseguir um animal de aparência exótica, mas que ao mesmo tempo tivesse um caráter dócil, para que pudesse viver nas casas. A primeira vez que essa raça foi exibida foi em 1985. Certamente causou uma grande impressão, devido ao seu aspecto.

Ainda que pareça estranho, o gato bengal é um grande nadador. Trata-se de uma qualidade incomum para um felino doméstico, mas se deve a sua herança genética e seu antepassado selvagem.

Características do Gato-de-bengala

Quanto ao seu físico, devemos saber que o gato-de-bengala é musculoso, robusto e de ossos pesados. Tem um grande tamanho e os machos podem chegar a pesar 9 kg (as fêmeas, metade do peso). A cauda é grossa, a cabeça larga e arredondada, as mandíbulas muito fortes. Apresenta extremidades largas que lhe conferem um aspecto atlético e esbelto.

As orelhas são pequenas, os olhos de cor amarelo esverdeado e de formato oval. O revestimento e a pelagem desse gato são outras de suas característica distintivas: pelo curto e espesso, com “desenho” de tigre pardo com manchas. A base pode ser alaranjada, bege, dourada ou amarela, e as manchas, chocolate, pretas ou canela.

Comportamento do Gato-de-bengala

Embora possa parecer que estamos diante de um leopardo em miniatura devido a sua grande hiperatividade, curiosidade e vontade de brincar a todo instante, também nos encontramos com um animal de estimação perfeito, carinhoso, inteligente e até mesmo mais próximo a seus donos do que outros gatos.

A raça bengal atual está a várias gerações de distância do primeiro cruzamento, portanto, tem muitos aspectos de um gato doméstico e acostumado ao contato com os humanos.

As mães já estão socializadas ao momento do parto e os filhotes nascem e crescem em uma casa. Não apresentam “alterações” de caráter selvagem, ainda que, como todo felino, a fase do cio pode ser problemática (isso pode ser solucionado com a castração).

O Gato-de-bengala é muito sociável, faz amizade com outros animais de estimação (gatos ou cães), inspeciona tudo no lar e sempre deseja ter tudo sob seu controle. A astúcia, inteligência e curiosidade são as principais características do seu caráter. Não há nada que possa ser escondido dele.

Pode ser muito apegado ao seu dono: procurá-lo entre os cômodos da casa, esperá-lo na janela ou porta até que retorne, querer dormir muito próximo dele, tanto na cama como no sofá, enrolar-se ao seu lado e ronronar em uma tarde de inverno.

Entretanto, além disso, podemos mencionar que o gato bengal combina perfeitamente o selvagem com o doméstico. Assusta-se facilmente, corre daqui para ali, sobe nos móveis, possui uma pelagem de tigre, é muito brincalhão, extremamente carinhoso e, acima de tudo, hiperativo. No caso de ter outro gato em casa, serão companheiros de aventuras (e de problemas) inseparáveis.