Ter um cachorro melhora a saúde cardiovascular

setembro 12, 2019
Ainda que seja difícil de acreditar, ter um cachorro como animal de estimação traz inúmeros benefícios para a saúde, o que inclui um risco mais baixo de acidentes cardiovasculares. Por que isso acontece?

Um ataque cardíaco é um risco latente para muitas pessoas. Os amantes dos cachorros conhecem a calor e o conforto que os seus companheiros caninos acrescentam às suas vidas. No entanto, é possível que não saibam das evidências que indicam que ter um cachorro está associado a uma melhora da saúde cardiovascular.

Isso não quer dizer que exista uma clara relação de causa e efeito entre os dois. No entanto, significa que ser dono de animais de estimação pode reduzir o risco de ter uma doença cardíaca.

Quais são as evidências que indicam esta relação?

Segundo um estudo recente, o risco de sofrer um acidente cardiovascular é menor quando se tem um cachorro.

Um acidente cardiovascular pode ser um ataque cardíaco, com perigo de morte. Como o mero fato de ter um animal de estimação pode diminuir esse risco? Algumas das explicações sugeridas são simplesmente surpreendentes.

Nesta pesquisa, foram revistos os registros de saúde e óbito de mais de três milhões de pessoas na Suécia, com idades entre 40 e 80 anos, durante mais de uma década. Esses registros revelaram dados interessantes.

Benefícios de ter um cachorro na terceira idade

Em comparação com pessoas em lares com vários integrantes, mas sem animais de estimação, as pessoas que moravam com cachorros tinham um risco de morte 11% mais baixo e uma probabilidade 15% menor de morrer devido a uma causa cardiovascular.

Essas descobertas foram ainda mais significativas no caso de pessoas que moram sozinhas. O risco de morte foi 33% menor entre os donos de cachorros que moram sozinhos. Além disso, as mortes por problemas cardiovasculares foram 36% mais baixas, e o risco de um ataque cardíaco foi 11% menor.

O benefício foi maior para os donos de algumas raças específicas de cachorros, tais como perdigueiros e terriers.

Por que ter um cachorro pode beneficiar a saúde cardiovascular?

A explicação mais óbvia sobre por que os cachorros podem proporcionar aos seus donos certas vantagens na saúde é que os donos de cães tendem a ser mais ativos.

Mesmo que seja difícil acreditar, tirar o cachorro de casa ou apartamento várias vezes por dia para que faça as suas necessidades implica fazer exercício.

De fato, as pessoas que passeiam com os seus cachorros fazem mais atividade física do que os seus vizinhos sem cães.

Fazer exercícios com o cachorro

Isso poderia explicar por que as raças de cachorros mais ativas – como os perdigueiros – são associadas a um benefício maior. Além disso, poderia explicar por que as pessoas solteiras – que assumem toda a ‘carga’ de passear com o cachorro – são as mais beneficiadas.

Como ter um cachorro melhora a saúde cardiovascular

1. Melhora a função imunológica

Acredite ou não, ter um cachorro que faz sujeira e leva germes à casa poderia melhorar a forma como o sistema imunológico funciona e diminuir a inflamação prejudicial no corpo.

2. Altera o microbioma

A grande quantidade de bactérias em nosso aparelho digestivo sofre alterações não só com as mudanças na dieta, mas também quando temos animais de estimação.

É possível que adotar um cachorro altere os tipos de bactérias que o corpo humano abriga, o que, por sua vez, poderia afetar a inflamação no corpo e o consequente risco cardiovascular.

3. Tem impacto social

Os donos de cachorros devem, pelo menos até certo ponto, pôr o foco fora deles, o que pode promover a interação social.

Além disso, os donos de cachorros tendem a criar vínculos entre si, já que os seus cães brincam juntos e fazem amigos.

Pesquisas anteriores apontaram que o contato social está relacionado a um menor risco cardiovascular e a taxas de morte mais baixas.

4. Melhora o humor

Alguns pesquisadores têm defendido que o afeto incondicional e a companhia dos cachorros podem melhorar o humor, diminuir os níveis de estresse e, consequentemente, melhorar a saúde.

No futuro, certamente teremos uma melhor compreensão de como ter a companhia de um cachorro proporciona benefícios para a saúde.

Naturalmente, mais adiante surgirão perguntas em torno dos benefícios de ter gatos e outros animais de estimação. Até que se possa saber mais, os benefícios aparentes à saúde por adotar cachorros são encorajadores.

No entanto, os animais de estimação não devem ser adotados com o único propósito de reduzir o risco de doenças cardíacas. Definitivamente, ninguém deveria incluir um cachorro na sua vida se não estiver preparado ou não puder cuidar dele de maneira apropriada.

  • Mubanga, M., Byberg, L., Nowak, C., Egenvall, A., Magnusson, P. K., Ingelsson, E., & Fall, T. (2017). Dog ownership and the risk of cardiovascular disease and death–a nationwide cohort study. Scientific reports, 7(1), 15821.
  • Böbel, T. S., Hackl, S. B., Langgartner, D., Jarczok, M. N., Rohleder, N., Rook, G. A., … & Reber, S. O. (2018). Less immune activation following social stress in rural vs. urban participants raised with regular or no animal contact, respectively. Proceedings of the National Academy of Sciences, 115(20), 5259-5264.
  • Batty, G. D., Zaninotto, P., Watt, R. G., & Bell, S. (2017). Associations of pet ownership with biomarkers of ageing: population based cohort study. Bmj, 359, j5558.
  • Sørensen, I. K., Bidstrup, P. E., Rod, N. H., Rühling, T., & Johansen, C. (2018). Is dog ownership associated with mortality? A nationwide registry study. European journal of public health, 28(6), 1169-1171