Cães obesos: semelhanças com a obesidade humana

abril 9, 2019
As causas desse problema geralmente dependem mais dos donos dos animais de estimação. Afinal, eles podem alimentar o cão incorretamente ou não deixar que se exercitem o suficiente. Além disso, também é verdade que existem algumas raças mais propensas ao excesso de peso do que outras.

A obesidade afeta o mundo inteiro como uma epidemia. Mais e mais países percebem que este é um problema que preocupa a todos a curto e longo prazo. Para melhor ou para pior, cabe a nós, como sociedade, tentar encontrar uma solução. Quando a obesidade afeta nossos animais de estimação, devemos ter em mente algo importante: o fato de que existem cães obesos depende mais dos proprietários do que muitos imaginam.

O que você deve saber sobre os cães obesos

A obesidade é um distúrbio nutricional caracterizado pelo excesso de gordura corporal. Sendo assim, em primeiro lugar, os cães tendem a sofrer desse problema quando não fazem exercícios regularmente. Além disso, seguir uma dieta desequilibrada ou pertencer a uma raça com tendência a acumular gordura também são fatores relevantes.

Tal como acontece com as pessoas, os cães obesos estão propensos a problemas de mobilidade e doenças coronárias. De fato, esses problemas podem reduzir significativamente a expectativa de vida do animal, mesmo se o excesso de peso for moderado.

Cão obeso passeando.

Os cães obesos sofrem principalmente de problemas ligados às seguintes áreas:

  • Ossos e articulações
  • Órgãos Digestivos
  • Pulmões
  • Artérias
  • Coração

Os sintomas mais perceptíveis nos cães obesos são um aumento incomum de peso e o excesso de gordura corporal. Além disso, há um comprometimento tanto da mobilidade quanto da capacidade de respirar do animal. Por fim, as causas, como já mencionamos, estão relacionadas a um desequilíbrio na dieta e à falta de atividade física.

Certas raças, no entanto, têm uma tendência natural para ganhar peso. Portanto, proprietários de labradores, beagles ou cocker spaniels, por exemplo, devem ter um cuidado especial com o que seus cães comem para evitar um ganho excessivo de peso.

A obesidade em cães é um problema sério

Como a personalidade do animal afeta seu peso

Uma equipe de cientistas liderada por Eötvos Loránd, da Universidade de Budapeste, publicou um estudo bastante revelador na revista Royal Society Open Science. A equipe explicou que, na realidade, a personalidade dos animais influencia mais do que se pensava no ganho de peso.

Para testar essa teoria, eles começaram estudando se os alimentos altamente calóricos atraíam os cães de forma especial. Ou seja, uma tigela foi oferecida aos animais com alimentos com baixo teor energético e outra contendo alimentos com alto teor energético. Enquanto isso, os cientistas estimulavam o cão a comer o conteúdo da primeira tigela com palavras e sinais.

A partir disso, verificou-se que os animais que já estavam acima do peso tendiam a ignorar a alimentação “saudável” para devorar a comida mais calórica. Na verdade, esse comportamento é muito parecido com o das pessoas que já estão acima do peso. Então, isso levou à conclusão de que os cães e as pessoas têm uma reação semelhante à comida. Por conta disso, os médicos podem realizar estudos com cães que ofereçam resultados aplicáveis ​​às pessoas.

No entanto, os cientistas enfatizam que, muitas vezes, os donos são responsáveis ​​pelo sobrepeso de seus animais de estimação. Em outras palavras, a primeira atitude do proprietário deve ser mudar a rotina dos animais antes que seja tarde demais.