Castração em gatos: tudo que você precisa saber

setembro 18, 2019
A castração dos gatos é um dilema que a maioria dos donos desses animais costuma enfrentar em algum momento. A decisão cabe apenas a você.

Manter um animal de estimação em casa costuma ser muito benéfico, mas no caso dos gatos que vão para a rua com frequência, seus instintos sexuais podem ser incômodos tanto para o gato quanto para o dono. A castração em gatos pode ser a melhor solução para relaxar o animal e tornar sua vida em casa mais suportável.

Além de ajudar a evitar gestações indesejadas, permite ter um comportamento mais calmo e reduz a agressividade do animal. Isso pode ser muito benéfico tanto para fêmeas quanto para machos. Além disso, existem muitas doenças que podem ser evitadas com esta intervenção.

A operação a ser realizada em fêmeas e machos é muito diferente. Portanto, vamos vê-las separadamente e analisaremos as possíveis repercussões de cada uma delas.

Castração em gatos machos

A castração em gatos machos é muito aconselhável porque, ao não ter relações sexuais periodicamente, é possível evitar o temido câncer de testículo, uma doença mais comum do que podemos imaginar.

A testosterona produzida por um gato macho não castrado é muito alta e pode causar outras doenças, como adenomas, prostatites ou hiperplasia prostática benigna, entre outras.

Cirurgia de castração em gatos

Para esterilizar um gato, é realizada uma orquiectomia. Em outras palavras, os testículos são removidos. Com isso, elimina-se a principal fonte de hormônios nos gatos e evita-se a conhecida frustração sexual que o animal sente ao não ter contato com as fêmeas.

Para fazer o procedimento, é necessária anestesia geral, embora seja uma intervenção bastante simples e de baixo risco. Além disso, para que tudo corra bem e seja possível evitar complicações, o gato deve ficar com o estômago vazio a partir da noite anterior.

Como regra geral, os animais não costumam passar a noite na clínica, uma vez que a incisão que precisa ser feita é muito pequena. Geralmente, o gato nem precisa levar pontos.

A operação é muito semelhante à realizada em cães, mas ainda mais simples porque a incisão costuma ser menor.

Castração em fêmeas

Em relação às doenças evitadas pela castração das fêmeas, as mais significativas são as relacionadas ao útero e aos ovários, como a síndrome dos ovários policísticos, câncer, piometra, entre outras…

A operação é mais complexa do que nos machos, basicamente porque os órgãos reprodutores femininos são internos. Nesse procedimento, os ovários e o útero inferior devem ser removidos, e isso também requer o uso da anestesia geral.

Pós-operatório da castração em gatos

Nesse caso, a gata vai precisar tomar pontos porque o tamanho da incisão os exige. No entanto, se tudo correr bem, ela poderá voltar para casa no mesmo dia da operação.

Cerca de 8 ou 10 dias após a intervenção, você deve voltar ao veterinário para remover os pontos. Em alguns casos eles são feitos por via intradérmica, para que o próprio corpo os absorva e não seja necessário ir novamente à clínica.

O dono da gata certamente vai apreciar o cessar dos miados contínuos em épocas de calor. Pode ser muito incômodo ter uma gata não castrada dentro de casa, e embora a castração não garanta que esses miados desapareçam 100%, eles costumam diminuir consideravelmente.

Existem muitas posições sobre se é aconselhável castrar um gato que vive dentro de casa ou não, embora a maioria dos profissionais aconselhe o procedimento para evitar as doenças mencionadas acima. Ainda assim, toda decisão tem seus prós e contras.

Se você decidir castrar, deve tomar cuidado com a alimentação do animal, já que os gatos costumam engordar ao passar a ter uma vida mais relaxada e sedentária. Nada que não possa ser regulado com facilidade…

Nutro expertos. 14 noviembre 2016. Castrar a un gato: todo lo que necesitas saber.

  • nutroexpertos.com/castrar-gato-lo-que-necesitas-saber/?cn-reloaded=1

Purina PRO Plan. La castración del gato.

  • purina.es/gato/pro-plan/consejos/cuidados-para-la-salud/la-castracion-del-gato-cuando-hacerlo-y-las-ventajas-de-esterilizar

Plataforma gatera. Fuente Gemfe. Esterilización del gato.

  • http://plataformagatera.org/post-6-esterilizacion-del-gato