Causas da icterícia em cães

As causas da icterícia em cães podem ser muito variadas e devemos ir ao veterinário para observar os sintomas.
Causas da icterícia em cães

Última atualização: 13 Dezembro, 2020

Existem muitas doenças que temos em comum com os animais, portanto, quando um órgão não funciona bem, podemos encontrar causas e sintomas comuns. A icterícia em cães é um exemplo: ocorre devido a problemas no fígado.

O que é a icterícia?

A icterícia é um amarelamento da pele, das gengivas e dos olhos devido ao excesso de bilirrubina, uma substância química amarela que contém hemoglobina, substância que transporta o oxigênio nos glóbulos vermelhos.

Conforme os glóbulos vermelhos envelhecem, eles se decompõem no fígado e novas células são geradas para substituí-los. A bilirrubina é encontrada na bile, um fluido secretado pelo fígado que ajuda a digerir os alimentos.

Quando o fígado não consegue processar as células sanguíneas conforme elas se decompõem, a bilirrubina se acumula no corpo e causa a icterícia.

Os cães com icterícia apresentam uma descoloração amarela dos tecidos corporais, que é mais perceptível nas gengivas, olhos e pavilhão auricular.

O que é a icterícia?

Causas da icterícia em cães

A icterícia é um sintoma e pode indicar diferentes problemas:

  • Infecções virais ou bacterianas. O adenovírus canino tipo 1 causa hepatite viral canina que afeta raposas e cães em toda a Europa. A principal fonte de infecção é a ingestão de urina, fezes ou saliva de cães infectados. É altamente contagiosa e pode ser prevenida com vacinação. A bactéria Escherichia coli paralisa os dutos biliares e aumenta a bilirrubina.
  • Ingestão de produtos químicos tóxicos que causam inflamação no fígado. Um exemplo é o fósforo, os inseticidas ou pesticidas, mas também os cogumelos venenosos ou as drogas.
  • Certos medicamentos, como o paracetamol ou o carprofeno, um anti-inflamatório.
  • Doenças hepáticas, como hepatite ou cirrose.
  • Obstrução dos ductos biliares, que afeta o funcionamento do fígado devido ao acúmulo de ácidos biliares hepatotóxicos.
  • Câncer ou doenças autoimunes.
  • Anomalias congênitas, ou seja, genéticas.

Outros sintomas que acompanham a icterícia

Se você observar sintomas de icterícia em seu cão, é importante levá-lo ao veterinário o mais rápido possível para saber a causa porque, como você pode ver, pode ser uma doença grave e é essencial saber sua causa para aplicar um tratamento. Outros sintomas que ocorrem na icterícia em cães podem ser:

  • Anemia.
  • Apatia e perda de apetite.
  • Dor abdominal.
  • Diarreia.
  • Letargia e fraqueza geral.
  • Poliúria e polidipsia, ou seja, o animal urina e bebe muito.
  • Vômito.
  • Fezes amareladas.
Além de analisar os sintomas, um exame de urina e de sangue e um estudo do fígado por meio de ultrassom ou radiografias auxiliam o diagnóstico na clínica veterinária. No caso de suspeita de tumor no fígado, uma biópsia de tecido pode ser realizada.
Outros sintomas que acompanham a icterícia

Tratamentos para a icterícia em cães

O tratamento visa a causa da icterícia. Em alguns casos, a solução é mais fácil do que em outros: por exemplo, dietas especializadas para cães com problemas hepáticos que contêm níveis mais baixos de proteína para reduzir o trabalho do fígado. É importante, nesses casos, seguir rigorosamente a dieta indicada pelo veterinário.

Em outros casos, é mais complicado e pode exigir cirurgia, como na obstrução das vias biliares. Porém, existem casos graves em que uma intervenção pode ser arriscada para a vida do animal, como no caso dos tumores hepáticos.

Existem também tratamentos medicamentosos que aliviam os sintomas da doença, mas, sem dúvida, a melhor ferramenta para evitar uma doença como a hepatite viral canina é a prevenção.

As primeiras vacinas para o filhote oferecem proteção contra o vírus causador da hepatite e, a partir dessa primeira dose, é necessária uma revacinação anual para evitar a doença.

Pode interessar a você...
O que são as trombofilias em cães?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
O que são as trombofilias em cães?

As trombofilias são definidas como tendências, congênitas ou adquiridas, para desenvolver tromboembolismo. Vamos falar mais sobre o assunto.



  • Zoetis. Hepatitis vírica canina.
  • Ictericia en perros. Clasificación según su origen. Vets & Clinics, Advance.