Ciclos estrais em cães

Os especialistas recomendam a esterilização antes do primeiro ciclo reprodutivo.
Ciclos estrais em cães

Última atualização: 10 Fevereiro, 2021

Os ciclos estrais em cães, também conhecidos como ciclos reprodutivos, são caracterizados por quatro estágios. Conhecer cada um deles é muito útil para que os tutores possam entender as mudanças físicas ou comportamentais que o animal vai vivenciar.

Os cães têm seu primeiro ciclo estral quando atingem a maturidade sexual ou puberdade, por volta dos seis meses de idade. No entanto, essa média pode sofrer um atraso dependendo do tamanho do animal, estendendo-se até o prazo de dois anos em raças grandes.

Os ciclos estrais em cães geralmente ocorrem duas vezes por ano, independentemente da sazonalidade. Na verdade, no mastim tibetano e no basenji parece haver apenas uma fase definitiva de reprodução, associada à primavera.

As quatro fases dos ciclos estrais em cães

Embora a duração de cada fase e os sintomas associados a cada uma delas possam oscilar dependendo da raça e do animal, o processo mais frequente é composto por:

  • Proestro. Tem duração média de nove dias, podendo chegar a 27. Nesse momento, é comum ouvir dizer que os cães estão ‘no cio’, visto que os machos se sentem mais atraídos pelas fêmeas, apesar da baixa receptividade delas. É uma fase em que o nível de estrogênio atinge seu valor máximo, com o desenvolvimento dos folículos. À primeira vista, observa-se o inchaço da barriga da fêmea, com o correspondente sangramento.
  • EstroÉ o período fértil, e nele a fêmea mostra uma maior resposta ao chamado masculino. Também dura cerca de nove dias, embora possa durar até 24. Nessa fase, a vulva adquire um tamanho maior e uma consistência mais macia. Diminui a frequência do sangramento. Hormonalmente, os níveis de progesterona aumentam em detrimento dos estrogênios.
As quatro fases

  • Metaestro. Dura cerca de dois meses e é a fase em que ocorre a implantação do embrião caso a fêmea tenha sido fecundada. A fêmea perde a receptividade ao macho novamente e seus níveis de progesterona chegam ao pico e caem, independentemente de a cadela estar grávida ou não. Esse período é quando a cadela está mais suscetível a possíveis infecções uterinas.
  • Anestro. Intervalo compreendido após o término do metaestro e o próximo proestro, com duração média de quatro meses. Não há inchaço nem corrimento vaginal.

Gravidez e esterilização canina

Se durante o período fértil a fêmea for fertilizada, a gravidez durará aproximadamente nove semanas, cerca de 63 dias. Embora o mais comum seja que ocorra um acasalamento tradicional em que o macho monta na fêmea, foi demonstrado que este tipo de ligação não é necessária para se conseguir a fecundação. Portanto, os tutores devem ter um cuidado especial durante o ciclo estral dos cães.

Para evitar que a cadela engravide, pode-se optar pela esterilização ou ovariohisterectomia, preferencialmente antes do primeiro ciclo estral, devido à sua dificuldade de previsão.

Gravidez e esterilização canina

Existem várias crenças populares sobre os supostos benefícios da esterilização após o primeiro ciclo estral. No entanto, a maioria dos veterinários concorda que a vida útil do animal aumentará se o processo for adiantado. Na verdade, é uma intervenção recomendada se estiver realmente claro que você não deseja ter mais cães porque, além deles desfrutarem de maior liberdade, as fêmeas não sofrerão tantas alterações hormonais.

Conhecer os ciclos estrais dos cães é essencial para compreender os possíveis comportamentos dos animais de estimação. Contudo, os tutores terão que esperar para ver a reação de cada cão e as necessidades fisiológicas ou afetivas que ele exige.

Pode interessar a você...
Qual dieta uma cadela deve seguir durante a gravidez?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Qual dieta uma cadela deve seguir durante a gravidez?

A alimentação de uma cadela durante a gravidez deve ser mais enérgica para que os filhotes se desenvolvam saudáveis ​​e fortes.