Por que sua cadelinha lambe a vulva?

Muita gente considera normal quando uma cadelinha lamba a própria vulva. Mas esse não é um sinal de boa higiene. Pelo contrário, é um mau comportamento. É importante ficar atento para atos como esse, pelo bem-estar de seu bicho de estimação.

As fêmeas são animais fascinantes. Em primeiro lugar por seu instinto protetor e pela imensa capacidade de dar carinho. Por outro lado, as fêmeas necessitam de atenção especial em relação às suas necessidades. Principalmente quando se trata de seus genitais.

Você já se perguntou o que leva sua cachorrinha a lamber a vulva?

Se não sabe a resposta, saiba que quando uma fêmea lambe a própria vulva com muita frequência e intensidade, isso pode ser um sinal de algum problema em seu organismo. Por isso, recomendamos consultar um veterinário antes de optar por qualquer tratamento.

As fêmeas lambem os genitais por higiene e também quando consideram estar com alguma doença. Muitas irritam a vulva de tanto lambê-la e a irritação aumenta, podendo gerar mais complicações.

O que é a vulva e qual a sua função?

A vulva é o órgão onde termina o sistema urinário e reprodutivo das fêmeas. Assim, sua função inclui permitir a eliminação de toxinas do organismo e a manutenção da espécie.

cão na cama

Como a vulva se encontra exposta, pode entrar em contato com diversos microrganismos e substâncias químicas do ambiente. Isso pode provocar alergias, infecções e complicações no sistemas urinário e reprodutor do animal.

Por isso, é muito importante estar atento, caso sua cadelinha lamba a vulva com frequência. Assim, é possível evitar possíveis problemas mais graves que venham a afetar o seu organismo.

Se a sua cachorrinha lambe a vulva, não há porque castigá-la ou ignorar este comportamento. –

Por que sua cadelinha lambe a vulva?

São muitas as prováveis causas desse tipo de comportamento. Algumas são naturais e não representam nenhum distúrbio. Mas dependendo de algumas variáveis, esse hábito pode virar um sintoma.

Motivos pelos quais a sua cadelinha lambe a vulva

1. Estresse

Atualmente, os cães sofrem muito com o estresse. Podem, inclusive, adquirirem um temperamento mais inquieto e ansioso, por causa dos donos ou do ambiente onde vivem. Por isso, é mais comum que os cães se estressem nas grandes cidades. O estresse é basicamente uma acumulação excessiva de tensão. A fêmea passa a se lamber compulsivamente quando está inquieta ou nervosa.

2. Distúrbios hormonais

Alguns cães desenvolvem distúrbios hormonais e doenças autoimunes. Estas condições podem ocasionar hiperatividade, estresse e ansiedade. Como consequência, sua fêmea pode começar a lamber a vulva.

3. Infecções ou inflamações

Se a fêmea se lambe frequentemente e a vulva apresenta pus, corrimento, vermelhidão ou inchaço, fique atento! É possível que ela esteja passando por um processo inflamatório ou infeccioso. Em ambos os casos, isso pode ocasionar danos graves à saúde do animal.

Caso a cachorrinha apresente inchaço e urine mais que o normal ou em lugares onde não estava acostumada, isso pode ser um sinal de infecção urinária.

Se a vulva está inchada e avermelhada fora da época do cio, isso pode ser sinal de uma inflamação ou alergia localizada. Ambientes poluídos ou pouco higienizados podem provocar esse tipo de reação.

É importante ir ao veterinário o mais rápido possível. Os microrganismos se reproduzem com facilidade e podem comprometer grande parte do organismo de sua cadelinha. Principalmente, se alcançarem a corrente sanguínea do animal. O atendimento veterinário é essencial se a fêmea apresentar esses sintomas. Assim evita-se que a infecção alcance o útero e os ovários, prejudicando o sistema reprodutor.

4. Masturbação

Sim, cães também se masturbam. Tanto machos como fêmeas necessitam desse ato. Não se trata de maldade ou perversão. É um hábito natural no desenvolvimento sexualAssim como um bebê humano começa a se tocar para explorar e descobrir o próprio corpo, os cãezinhos também se lambem.

Pouco a pouco, os filhotes começam a se reconhecer como indivíduos próprios, diferentes da mãe. Mas não são capazes de distinguir os gêneros. Machos e fêmeas se comportam da mesma maneira e não apresentam instinto reprodutivo ativo.

cão com dono no sol
Fonte: Facebook de AcousticTrench

Quando a fêmea entra no primeiro cio, isso é sinal de que ela está sexualmente ativa e de que se encontra preparada para cruzar. O cio é o momento mais importante do começo de uma vida reprodutiva. O desenvolvimento sexual do animal permite a sobrevivência da espécie.

Por isso, é comum que, entre os 6 e 7 meses de vida, sua cadelinha comece a sentir prazer ao estimular a vulva. Esse é um sinal de que ela está descobrindo o próprio corpo e se preparando para uma vida adulta sexualmente ativa.

Recomendados para você