Como diferenciar um gato macho de uma fêmea?

Ao contrário de outros animais, os gatos têm uma anatomia sexual pouco evidente. Devido à falta de dimorfismo, estabelecer o sexo de um gato adulto à primeira vista pode ser complexo.
Como diferenciar um gato macho de uma fêmea?

Última atualização: 23 Maio, 2021

Você pode pensar que, como acontece com outras espécies, é muito fácil identificar o sexo dos gatos. A realidade é que não é tão simples quanto parece e, se você não prestar a atenção necessária, pode estar chamando seu animal de estimação com um nome errado há muito tempo.

A biologia dos gatos é muito diversa, cheia de aspectos e curiosidades peculiares que, sem dúvida, os tornam muito especiais. Convidamos você a continuar lendo para saber mais sobre as características reprodutivas dos felinos e se tornar um mestre na identificação do sexo dos gatos.

Quais são as principais características do gato macho?

Em primeiro lugar, é importante notar que, tanto nos machos quanto nas fêmeas, é ainda mais complicado identificar o sexo quando se trata de filhotes ou felinos castrados. A genitália em ambos os sexos é muito semelhante no nascimento: somente no 21º dia, aproximadamente, que algumas diferenças mais marcantes começam a ser observadas.

No caso de gatos machos, você encontrará 3 estruturas principais, que são as seguintes:

  • Pênis: coberto por uma grande quantidade de pelos – o que dificulta sua apreciação –, o pênis está localizado sobre os testículos e entre as coxas. Geralmente é muito pequeno, semelhante ao tamanho dos testículos.
  • Escroto: mais fácil de observar em gatos adultos, é uma bolsa coberta de pelos onde se localizam os dois testículos, que geralmente são do tamanho de um caroço de cereja. Durante a palpação de gatos castrados, essa pequena bolsa vazia ainda pode ser sentida.
  • Ânus: está separado do pênis por pelo menos 3 centímetros em gatos adultos e 1 centímetro em recém-nascidos. A distância entre o ânus e a genitália é uma característica importante e facilmente observada para identificar o sexo dos gatos.

Como se caracterizam as fêmeas?

À primeira vista, pode parecer um pouco mais fácil identificar as gatas, já que externamente elas têm menos estruturas do que os machos. Nelas, apenas o ânus e a vulva se destacam.

Como nos machos, o ânus feminino da gata está localizado acima dos genitais. A diferença está na distância entre eles: no sexo feminino, está separado da vulva apenas por 1 centímetro. Comparando esse valor com o do sexo masculino – adultos e jovens –, sempre será menor.

Muito perto do ânus existe uma pequena ranhura vertical, que dá lugar à vulva. Em algumas ocasiões, os pelos chegam a obstruí-la, o que pode causar certa confusão na hora de identificar o sexo dos gatos.

 

Um gato birmanês sentado.

Conselhos para o manejo do seu gato na exploração

Quando você decidir fazer um exame dos órgãos genitais do seu gato para descobrir seu sexo, seja macho ou fêmea, recomendamos fazer o seguinte:

  • Comece deixando seu animal de estimação confortável. Use reforços positivos, como carinhos e palavras de afeto.
  • Com delicadeza, levante a cauda do gato e observe seus genitais. Esse movimento pode incomodá-lo e fazê-lo sentir necessidade de fugir, por isso fique atento a possíveis arranhões e mordidas. Alguns espécimes, quando são acariciados no dorso, tendem a levantar a cauda sozinhos. Aproveite essa situação e observe rapidamente a área genital.
  • No caso dos filhotes, procure ser breve e não afaste muito o bebê do ninho ou de onde está sua mãe. Uma longa exploração ou um procedimento mal executado podem estressar tanto a mãe quanto o gatinho.

É possível identificar o sexo dos gatos com base no tamanho e na cor do pelo?

A resposta a essa pergunta é sim. Normalmente, os gatos machos tendem a ter um maior tamanho e constituição quando comparados às fêmeas. Embora essa característica geralmente ocorra em muitas espécies, sempre pode haver algumas exceções por diversos fatores.

Contudo, com certeza você achará muito interessante saber que, de fato, a cor do pelo pode ajudar o tutor a identificar o sexo dos gatos. Mas como isso é possível?

Atualmente, existe uma grande variedade nas cores presentes no pelo dos felinos, tudo em decorrência dos cruzamentos ocorridos entre diferentes raças. As características fenotípicas dos gatos – características físicas externas – são regidas por seus genes e pela combinação de alelos, herdados do pai e da mãe.

Os machos e as fêmeas podem ter uma pelagem de uma única cor ou uma mistura de duas, mas apenas as gatas apresentam uma combinação de três cores. Essa característica é transmitida por herança ligada ao cromossomo ‘x’ dominante.

Os alelos que dominam as cores vermelho e preto – nos gatos tricolores – estão localizados nesse cromossomo. As fêmeas têm dois cromossomos ‘x’, os machos têm um ‘x’ e um ‘y’. Portanto, a presença de 3 cores em machos não aparecerá, a menos que haja alguma alteração genética incomum.

Curiosidades entre o sexo dos gatos

Cada um dos animais da Terra possui certas características que o tornam particularmente especial comparado com os demais. Os gatos não são exceção: eles têm uma anatomia reprodutiva muito interessante, que desempenha certas funções durante a cópula.

Por exemplo, deve-se notar que o pênis masculino é um tanto atípico. Dentro dele encontra-se um osso conhecido como ‘peniano’ que os ajuda a realizar a penetração mesmo na ausência de ereção. Além disso, sua glande está cheia de pequenas espículas ou espinhos que aparecem quando atinge a maturidade sexual.

Quando já se sabe identificar o sexo dos gatos e diferenciar um macho de uma fêmea, é possível observar essa característica peculiar. A razão pela qual o gato apresenta essa anatomia tem suas razões. Aqui estão as principais:

  • Os espinhos do pênis do gato ajudam a remover o sêmen deixado no canal vaginal por outros gatos. Durante a fase reprodutiva, a gata costuma ser muito ativa sexualmente, portanto, é mais provável que ela já tenha sido montada por outros machos que estão por perto.
  • Durante o acasalamento, essas espículas de queratina tocam nas paredes vaginais da fêmea, estimulando a liberação de hormônios e a maturação dos óvulos. É um fato que as gatas podem sentir dor durante o ato sexual, no entanto, elas podem atingir o orgasmo rapidamente e encurtar a duração da cópula.
  • As espículas permitem ao macho ter uma maior fixação na fêmea, fazendo com que a reprodução ocorra com sucesso.

 

Uma ninhada de gatos.

Interessante, não é? Agora que você é um especialista em identificar o sexo dos gatos, compartilhe essas informações para que todos tenham acesso a essas ferramentas e possam descobrir se têm um macho ou uma fêmea em casa. Não duvide que a resposta pode causar surpresas.

Pode interessar a você...
4 mitos sobre os bigodes dos gatos
Meus Animais
Leia em Meus Animais
4 mitos sobre os bigodes dos gatos

Os bigodes dos gatos são um sentido adicional para eles. Graças a isso, eles são capazes de perceber o mundo de uma forma diferente da nossa.