Como as girafas dormem?

Todos os animais têm diferentes ciclos de sono. Como eles descansam depende de seu ambiente, suas adaptações físicas e seu papel na cadeia alimentar. Como as girafas dormem?
Como as girafas dormem?

Última atualização: 09 Outubro, 2021

A duração do sono dos animais varia amplamente, dependendo das condições em que vivem. Alguns mamíferos podem dormir apenas 2 horas por dia, enquanto outros descansam por até 18 horas ou mais no mesmo intervalo. Quanto maior o ser vivo, mais visível e vulnerável ele ficará quando estiver no mundo dos sonhos. Então levantamos a seguinte questão: como as girafas dormem?

Conhecer o mecanismo do sono desses gigantescos mamíferos é muito interessante, porque os especialistas chegaram a acreditar que elas não dormiam. Devido ao seu tamanho e status de presa, as girafas têm a menor necessidade de sono dentro do reino animal, e sua posição de repouso costuma ser incomum para os humanos. Descubra aqui como elas dormem.

Quanto tempo as girafas dormem?

As girafas (Giraffa camelopardalis), uma espécie de mamífero típico da África, são os animais terrestres mais altos do mundo. Elas podem atingir uma altura de 5,8 metros e um peso que varia entre 750 e 1600 quilos. Sua adaptação única lhes permite alcançar plantas que nenhum outro herbívoro consegue acessar.

Esses mamíferos dormem tão pouco que alguns especialistas chegaram a acreditar que eles não descansavam. Com apenas 2 horas de sono por dia em pequenos períodos de 5 minutos, as girafas podem continuar seu dia a dia perfeitamente. Agora compare esse caso com o de um humano, que precisa de cerca de 8 horas de descanso consecutivas para poder funcionar.

Como ruminantes, as girafas passam longos períodos mastigando e às vezes podem dormir um pouco em curtos períodos. Embora tenham uma aparência esguia, elas comem muito. Passam, em média, de 16 a 20 horas por dia em busca de matéria vegetal, durante as quais podem consumir até 140 quilos de matéria orgânica. Essa é uma das razões pelas quais elas dormem tão pouco.

O tempo que as girafas dormem depende se vivem em cativeiro ou em zoológicos, já que nestes últimos elas se sentem mais seguras e menos vulneráveis, sendo seus períodos de sono mais longos.

Quanto as girafas dormem?

Como as girafas dormem?

As girafas podem ser os dorminhocos mais estranhos da natureza. Normalmente, os adultos descansam em pé para ficarem alertas à presença de qualquer predador. Seus olhos permanecem semicerrados, suas orelhas se movem o tempo todo e seu corpo permanece ereto. Tudo isso indica que seu sono não é profundo.

No entanto, quando são jovens ou se sentem protegidas, as girafas podem dormir deitadas sobre as pernas e dobrar o pescoço sobre as costas, um travesseiro que não parece muito confortável. Acredita-se que nessa posição eles consigam dormir por até 4 horas seguidas. Os adultos às vezes também dormem assim, mas quase nunca por mais de 5 minutos de cada vez.

Por que elas dormem tão pouco?

Se um dia você passou a noite toda sem dormir, no dia seguinte certamente se deu conta de quanto tempo nós, humanos, precisamos dormir para funcionar adequadamente. Na selva, a história é outra, já que não há teto e uma porta trancada para proteger os animais de suas ameaças.

Os ciclos de sono dos seres vivos evoluíram ao longo dos séculos, e dormir pode ter um preço mais alto para alguns, já que não é muito conveniente ficar vulnerável enquanto outra espécie pode estar planejando seu ataque. Os profissionais comentam que mesmo os predadores mais temidos e bem-sucedidos não dormem bem como os humanos, pois não podem se dar ao luxo de confiar no ambiente.

No caso dos leões, os principais predadores terrestres da África, eles descansam durante até 20 horas por dia. O grande porém é que eles fazem isso por meio de sonos curtos e de fácil interrupção, chamados “sestas do gato.” Ao contrário das girafas, os felinos ficam prontos para entrar em ação muito mais rápido ao acordar.

As girafas são tão vulneráveis assim para dormir tão pouco?

Imagine o animal terrestre mais alto do mundo deitado no meio de uma planície. Um banquete tentador para qualquer predador, não é? As girafas são gigantescas, geralmente correm até 35 milhas por hora e um chute delas pode matar qualquer predador. Portanto, quando estão alertas, não são um alvo fácil.

Se as girafas quisessem dormir deitadas no chão e por longos períodos de tempo, isso traria consequências desastrosas. Ficar em pé é um procedimento longo e desconfortável para elas, impedindo-lhes de se defender como deveriam. Além disso, não têm uma pele grossa, armadura embutida ou dentes afiados. Elas só contam com sua altura e sua força, aspectos que são anulados durante o sono.

Uma girafa dormindo.

Você sabia que esses mamíferos de sono curto estão em perigo de extinção?

As estratégias que administram em seu ciclo de sono podem proteger as girafas de outros animais, mas não do predador mais selvagem e implacável. A caça ilegal e a perda de habitats devido ao crescimento da população humana, a expansão da agricultura e da mineração as colocaram em verdadeiro risco, segundo a Fundação Aquae.

Essa espécie, que habita a África Meridional e Oriental, com subpopulações na África Central e Ocidental, diminuiu entre 36% e 40% em algumas décadas. Em 1985 havia aproximadamente 160 mil indivíduos, mas em 2015 seu núcleo populacional foi reduzido para 97 562 indivíduos.

As girafas foram tão pouco estudadas que se acreditava que elas não dormiam. Além disso, não é um fato conhecido que atualmente na África existem menos girafas do que elefantes. Portanto, conhecê-las e se informar sobre sua vida e sua importância no ecossistema é necessário para sua conservação. Elas não descansam para evitar se tornarem vítimas de algum predador, mas nem isso as salva da ação humana.

Pode interessar a você...
Girafa-reticulada: habitat e características
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Girafa-reticulada: habitat e características

A girafa-reticulada é um dos maiores mamíferos terrestres que existem, com um peculiar pescoço alongado e uma aparência carismática.