Como prevenir e tratar a sarna em cães

· fevereiro 7, 2018

A sarna em cães é uma doença que está relacionada com a pele dos animais. Ela é contagiosa para os humanos. Existem várias dicas e receitas caseiras para evitá-la.

A sarna em cães é produzida por algumas espécies de ácaros e fica visível na pele. É uma doença canina que pode ser transmitida às pessoas. A boa notícia é que a sarna pode ser prevenida e tratada em cães com resultados muito bons. O importante é realizar o tratamento de forma adequada.

O que é a sarna?

É uma doença da pele causada por ácaros parasitas que se alimentam de sebo, queratina e detritos das células da pele. Ela ocorre tanto em cães como em gatos e seres humanos.

O contágio mais comum ocorre através do contato direto com um animal infectado, bem como com os objetos que ele usou. Entre eles, cobertores ou escovas.

O tipo de sarna que afetou o animal corresponde às espécies de ácaro que vivem em sua pele. Esta patologia é muito comum em cães de rua ou naqueles que vivem em condições de higiene precárias.

Sarna Demodécica (Sarna negra)

Os ácaros que causam esse tipo de sarna são do gênero demodex, que vivem naturalmente na pele e nos folículos capilares. A doença aparece quando, por algum motivo (câncer, hipotireoidismo ou desequilíbrios no sistema imunológico), a população desses microrganismos aumenta.

Deve-se notar que a sarna demodécica não é contagiosa entre animais ou para pessoas. Por isso, ela afeta cães de raça pura com pelos curtos, incluindo o doberman e sharpei.
Cachorro se coçando

Sarna Sarcóptica

O ácaro “responsável” por esse tipo de sarna é o sarcoptes scabei var canis, que tem a capacidade de cavar túneis na pele do cachorro. Vale ressaltar que ele é transmissível para humanos e afeta outras espécies de mamíferos, incluindo o gato e a raposa.

Sarna por Cheyletiella (caspa ambulante)

Também conhecida como “caspa ambulante”, o agente etiológico é o ácaro cheyletiella. Pode afetar não só as pessoas – nas quais causa erupções avermelhadas – e cães, mas também gatos e coelhos.

Diagnóstico e sintomas da sarna

Para identificar a sarna em um cachorro, devemos prestar atenção a certos sintomas e comportamentos no animal. A coisa “boa” é que essa infecção causada por ácaros é fácil de reconhecer.

Dependendo do tipo de sarna, da extensão e da localização, as lesões serão diferentes. No entanto, uma das características comuns em todas é o comichão ou prurido. Isso significa que você verá o seu cachorro se coçando continuamente na mesma área. Ele também pode se lamber e até mesmo se machucar em uma área específica.

Além disso, ele perderá o pelo onde tiver sarna. Isso pode acontecer em forma de “manchas” ou em uma extensão maior, dependendo da gravidade da doença. Também é possível ocorrer caspa, descamação na pele, crostas e pústulas.

Cão com sarna extrema

A vermelhidão e inflamação da pele, feridas e chagas ou pele em “carne viva” são sinais mais do que precisos de que o animal sofre de sarna. Em alguns casos, o cão não quer até mesmo comer, fica com mau cheiro na pele e perde muito peso.

Prevenir e tratar a sarna em cães com remédios caseiros

O tratamento da sarna deve ser focado em dois pontos: a aplicação de remédios no animal e a higiene do ambiente. Para o primeiro, podemos usar drogas prescritas pelo veterinário  – que são administradas oralmente – e também aumentar a eficácia usando receitas caseiras de aplicação externa. Algumas opções são:

1. Alho

Esse ingrediente antibacteriano e cicatrizante pode ajudar na recuperação da pele do animal e na eliminação de ácaros. O tratamento consiste em moer dois dentes de alho e fazer uma mistura com azeite. Depois, espalhe na área afetada e deixe agir durante a noite. No dia seguinte, você deve enxaguar com um pano úmido.

2. Sabão neutro

Os cães com sarna devem ser banhados com um sabão branco ou neutro para evitar que os perfumes irritem ainda mais a pele. Há sabões medicinais com propriedades antibacterianas e antissépticas muito eficazes, que são aplicados sobre a pele molhada e enxaguados após dois minutos.

3. Camomila

Esta planta tem muitos benefícios para a pele e, portanto, serve para prevenir e tratar a sarna em cães. As flores de camomila são refrescantes, anti-inflamatórias e servem para limpeza. Você pode fazer uma infusão com uma colher da planta para cada meio litro de água. Quando esfriar, use o líquido filtrado para molhar o pelo do animal.