Como reconhecer um bom alimento para animais de estimação

· novembro 19, 2018
Ainda que os ingredientes estejam indicados no rótulo, em caso de dúvida, é melhor perguntar a um especialista em nutrição animal ou a um veterinário de confiança. A alimentação afetará o humor, a energia e a pelagem de seu pet.

Quando temos um animal de estimação, é lógico que nos preocupamos em proporcionar uma boa qualidade de vida para ele. E há muitos fatores que devemos levar em conta para alcançar isso. Entre eles, sem dúvida, está a comida que fornecemos. Portanto, hoje nós lhes diremos como reconhecer um bom alimento para animais de estimação.

Seu animal de estimação é também o que ele come

Além do tipo de alimento, caseiro ou comercial, que você escolher para o seu amigo, é importante obter aconselhamento para garantir uma dieta equilibrada em todas as fases de sua existência.

O alimento também deve estar de acordo com suas características particulares: o tamanho, a energia que gasta, se tem alguma doença, etc.

Em todo caso, será o seu cão ou o seu gato que lhe dirá, à sua maneira, se o que ele come está lhe proporcionando todos os nutrientes de que precisa.

A alimentação de um animal, quando adequada, é percebida através de sua expressão de saúde e felicidade.

Assim, um animal de estimação que recebe uma dieta de qualidade e de acordo com suas necessidades, a menos que haja um problema de saúde, destaca-se por:

  • Um olhar animado e alegre
  • Energia traduzível em querer brincar, passear, etc
  • Pelagem macia e brilhante
  • Fezes firmes, pequenas e sem mau cheiro intenso

Para que seu parceiro viva saudável e feliz, você deve fornecer a ele alimentos de qualidade, entre muitas outras coisas. Neste artigo, saiba como reconhecer um bom alimento para animais de estimação. 

Labrador comendo ração

Preste atenção aos ingredientes

É claro que o seu animal de estimação é o mais indicado para detectar se a comida é boa. Mas se você decidiu dar comida comercial ou quiser mudar de marca, deixaremos alguns conselhos para a compra de ração ou de comida enlatada.

Sabemos que a indústria de produtos para animais é um grande negócio. E que, além disso, nem sempre a qualidade do alimento vem antes do desejo de lucro por algumas empresas.

Portanto, é importante que você aprenda a decodificar a lista de ingredientes e a tirar todas as suas dúvidas com um veterinário de confiança ou um especialista em nutrição animal.

As informações na embalagem devem ser verdade, porque isso é verificado por órgãos de controle oficiais. Mas quando se trata da saúde do seu amigo, nunca é demais ter cautela.

Como deve ser um bom alimento para animais de estimação

Então, qual é a composição mais adequada para uma boa ração? Vamos começar pelo essencial: gatos e cães são, principalmente, carnívoros (mais o primeiro do que o último). Por esta razão, sua dieta deve ser, acima de tudo, baseada em proteína animal.

Assim, você deve escolher alimentos secos ou enlatados que, de acordo com seus rótulos, priorizam ingredientes como carne, frango, porco ou cordeiro.

É importante especificar que tipo de carne foi usada e como é apresentada: concentrada, desidratada, etc.

Gato comendo ração seca

Tenha em mente que não é ideal que proteínas animais sejam incorporadas, de forma majoritária, como farinhas de frango, carne, etc. E muito menos como subprodutos.

Carboidratos, por outro lado, não são essenciais para nossos animais de estimação. Portanto, não devem ser os principais ingredientes de uma ração ou de um enlatado de qualidade.

Nesta seção estão cereais, tanto em forma de grãos como de farinhas. E, ainda que eles forneçam proteína, não são as mais necessárias para cães e gatos.

Em qualquer caso, o arroz parece ser o ingrediente mais recomendado nesse contexto.

O que mais você deve observar no rótulo

Além de proteínas, um bom alimento para animais de estimação deve conter lipídios na forma de gorduras animais e óleos vegetais ou marinhos.

E, claro, as quantidades necessárias de vitaminas e minerais. Em qualquer caso, você pode consultar um especialista sobre as necessidades específicas de seus animais de estimação.

Fibras, entretanto, são importantes para o bom funcionamento do trato intestinal dos nossos pets. As melhores fontes desse elemento são encontradas na polpa de beterraba, tomate ou maçã.

Se você tem gatos, preste atenção se a comida que você compra contém taurina, um aminoácido essencial que os felinos não são capazes de sintetizar sozinhos, na quantidade que necessitam. Sua falta pode causar cegueira ou problemas cardíacos.