Como repreender um filhote de cachorro?

Repreender um filhote por fazer algo impróprio é a primeira coisa que vem à mente. No entanto, aqui estão algumas alternativas muito mais saudáveis.
Como repreender um filhote de cachorro?

Última atualização: 17 Agosto, 2021

O processo de criação é complicado e, ao mesmo tempo, uma responsabilidade muito importante se você vive com qualquer espécie animal. Os erros cometidos nesse processo têm consequências na vida adulta dos seres vivos, por isso é comum se perguntar se repreender um filhote é benéfico ou qual é a melhor forma de fazer isso.

Um cachorrinho que chega a uma casa humana não será capaz de receber a educação que sua mãe biológica lhe daria, então ele deve aprender a viver em harmonia com humanos e outros animais sob a tutela de alguém que não é da sua espécies. Aqui estão algumas dicas para uma comunicação eficaz e saudável entre você e um filhote.

É ruim repreender um filhote?

As mães caninas repreendem seus filhotes, isso é certo. É a maneira que elas têm para ensinar limites aos seus descendentes antes que eles enfrentem a vida adulta. No entanto, o castigo tem outras nuances para os humanos, então não é uma técnica 100% aplicável para um filhote de cachorro.

A repreensão, no sentido de punir com violência física ou verbal, não deve ser feita em nenhum caso. É um ato que o cão não entenderá como um aprendizado, e sim como uma agressão cuja origem ele não compreende.

Por que os filhotes se comportam mal?

Na infância, os cães são muito dependentes da mãe, tanto para a sobrevivência quanto para o aspecto emocional. Por isso, muitos comportamentos têm como objetivo atrair a atenção do seu tutor, humano ou não, seja em busca de afeto e brincadeiras ou simplesmente para ser observado.

Quando esses comportamentos são realizados em casa, eles podem se traduzir em quebrar pertences, latir, urinar em locais não adequados e um longo etc. Antes de tomar qualquer medida, você precisa se perguntar por que o filhote fez isso e agir em conformidade, não impulsivamente.

A cistite em cães é um evento comum.

Como repreender um filhote?

Não se trata apenas de recompensar, ignorar ou dar broncas. Cada situação e comportamento exigirá uma ação específica e, além disso, até que você descubra a causa do conflito, podem ocorrer alguns outros episódios. Como esse tema é complexo e faz parte de um processo, aqui estão algumas dicas para você começar.

Corrigir, mas sem usar violência

A disciplina é essencial na educação dos filhotes. No entanto, o estabelecimento de um conjunto de regras de comportamento para manter a ordem não é alcançado por meio de punição positiva ou violência.

Além disso, o cão foi domesticado há milhares de anos. Esses animais sabem reconhecer o humor de seu tutor por meio de sua expressão facial, sua linguagem corporal e seu tom de voz. Em outras palavras, nenhuma agressão é necessária para que eles entendam sua raiva.

Repreender um filhote na hora certa

Um erro que os humanos cometem com muita facilidade é atribuir ao cachorrinho a capacidade de se lembrar de ter feito algo errado. Para garantir que eles entendam qual comportamento você está apontando como impróprio, é necessário avisá-los na hora.

Por exemplo, se o filhote pegar algo do chão e você lhe disser para largar e ele larga, repreendê-lo depois só criará confusão em sua cabeça: ele pensará que você o está repreendendo por obedecer, não por ter pego algo.

Recompense seu bom comportamento

O reforço positivo é essencial na educação de um filhote. Assim como o cachorrinho aprende com disciplina o que não deve fazer, o prêmio vai ensinar a ele quais atividades pode fazer para criar uma situação positiva.

O que fazer se meu filhote responder agressivamente a uma repreensão?

O motivo pelo qual seu filhote se torna agressivo quando você o repreende é que ele se sente ameaçado ou com medo. É normal sentir medo, raiva ou tristeza quando isso acontece, mas não jogue a toalha: é um comportamento que pode ser corrigido.

Por ser uma situação complicada, as agressões devem ser tratadas com a ajuda de um especialista. Além disso, quanto mais cedo você começar a intervir, melhor, pois a violência pode aumentar ou se estabelecer como algo normal no comportamento do filhote se não for tratada prontamente.

Alternativas para corrigir um filhote

Mesmo sem demonstrar raiva, o cachorrinho entenderá o que você quer dele mais cedo ou mais tarde. Existem muitas maneiras de corrigir sem repreender, como as seguintes:

  • Ignorar: quando claramente o comportamento é uma forma de chamar a atenção, dar essa atenção desejada vai reforçar os comportamentos que você deseja evitar.
  • Comportamento incompatível: às vezes, pedir ao animal para fazer algo incompatível com o mau comportamento acaba se tornando um automatismo para o filhote. Por exemplo, se ele está prestes a agredir outro cão, você pode chamá-lo para se dirigir à direção oposta.
  • Oferecer alternativas: certos comportamentos naturais do cão, como mastigar, não precisam ser inibidos. Se o seu cachorro mastiga suas almofadas, mostre que ele pode mastigar, mas apenas seus brinquedos mordedores.

Essas três técnicas são apenas as mais básicas para começar. Existem muitas outras, mas é importante saber escolher bem quando e como devem ser aplicadas para que sejam eficazes. Claro, quem melhor poderá ensinar como usá-las será um etologista canino.

Educação física e mental

Filhotes em crescimento precisam de estimulação mental, física e social. Por se encontrarem em um período crítico de aprendizagem, sua vida deve ser o mais enriquecedora possível: longas caminhadas, jogos e brinquedos, amigos de sua espécie e muito amor são essenciais para que problemas de comportamento não se manifestem no futuro.

Além disso, quanto mais estimulado o filhote for e quanto mais energia usar, mais vontade terá de aprender e menos fará em casa.

Evitar os comportamentos negativos

Os comportamentos inadequados não acontecem ao acaso. Outro método para evitar seu aparecimento é corrigindo as causas em vez do comportamento em si. Por exemplo, se o filhote urinar dentro de casa, talvez ele precise sair com mais frequência.

Alguns cachorros.

Os filhotes são sempre uma fonte de alegria e de grandes momentos, não só para os humanos, mas para o próprio cão. Está em nossas mãos a possibilidade de tornar a vida de alguém plena, feliz e saudável, o que mais poderíamos pedir?

Pode interessar a você...
Riscos de deixar os cães comerem caracóis
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Riscos de deixar os cães comerem caracóis

Você sabia que deixar os cães comerem caracóis pode trazer alguns riscos para estes animais? Descubra todos os detalhes neste artigo.