Caminhadas com seu animal de estimação: questões a considerar

· janeiro 27, 2019
Ainda que os benefícios do exercício ao ar livre sejam considerados benéficos, também é verdade que você deve levar em conta a raça ou idade do animal para tomar as devidas precauções. Um excesso de atividade pode prejudicar as articulações de cães de grande porte, por exemplo.

Estamos no verão, o que nos convida a desfrutar de atividades ao ar livre e a praticar esportes. Uma boa ideia para quem busca compartilhar esses momentos e exercícios com seu pet é fazer caminhadas.

A seguir, resumimos as questões a serem consideradas e algumas dicas para praticar essa atividade com segurança.

Benefícios das caminhadas com seu animal de estimação

Caminhar é uma atividade física e recreativa que nos ajuda a melhorar nosso condicionamento físico e a nos manter em forma. Felizmente, há muitos parques espalhados por toda a cidade.

Essas rotas ao ar livre também são excelentes para nos ajudar a relaxar e espairecer a mente.

Quando nos desligamos do ritmo acelerado de nossa rotina de trabalho, conseguimos reduzir os níveis de estresse e evitar vários sintomas negativos. A atividade física traz muitos benefícios para a saúde e bem-estar de nosso melhor amigo peludo.

Os exercícios ajudam a manter  um peso saudável, prevenir a obesidade, regular o ritmo cardíaco e respiratório. Também são eficazes na redução dos níveis de glicose e colesterol na corrente sanguínea.

Além disso, as caminhadas também melhoram sua força e resistência física; fortalecendo os músculos, ossos e articulações.

Desta forma, muitas doenças podem ser prevenidas, como diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e problemas articulares.

Subir a montanha com cães

Por outro lado, o contato com a natureza e a sensação de paz são altamente benéficos para nossos amigos peludos. A mente deles também sofre com o estresse e o tédio de uma rotina sem inspiração.

Portanto, caminhadas ao ar livre com seu animal de estimação são altamente recomendadas; para manter sua personalidade equilibrada e evitar problemas comportamentais.

Todos os cães podem fazer caminhadas com seus donos?

A princípio, todos os cães, independentemente de raça, sexo ou idade, podem fazer caminhadas.

A exigência é que seus responsáveis ​​tomem as medidas preventivas necessárias e respeitem os limites do corpo e da mente de cada cão.

Portanto, é sempre recomendável consultar um veterinário de confiança antes de começar a praticar alguma atividade com seu melhor amigo.

Cães filhotes e idosos não podem realizar exercícios intensos, e devem receber atenção adicional de seus tutores.

Os animais mais velhos sofrem com o desgaste das articulações e perdem massa muscular, o que diminui sua resistência física. Suas atividades devem ser de baixo impacto, sempre realizadas de forma moderada.

Por outro lado, os filhotes ainda estão desenvolvendo seu corpo e mente; então eles também precisam de exercícios leves e moderados.

Além disso, os filhotes só podem fazer atividades ao ar livre depois de completarem seu primeiro ciclo de vacinas e tratamento antiparasitário.

Se o seu cão é um adulto, é importante considerar sua estrutura física, seu estado de saúde e suas necessidades específicas.

Por exemplo: raças de cães braquicefálicos não podem realizar exercícios intensos ou de longo prazo. Cães muito grandes precisam de exercícios moderados para evitar o desgaste acelerado de suas articulações.

Viajar com cachorro

Dicas para se aventurar nas caminhadas com seu animal de estimação

  • Verifique o estado de saúde do seu cão: antes de começar qualquer atividade física com seu pet, é importante verificar o estado de saúde e preparação física dele. Para isso, é essencial levar seu cão ao veterinário para realizar um check-up e fazer os exames apropriados.
  • Verifique o seu estado de saúde: os tutores também devem consultar o seu médico para avaliar a aptidão física antes de se aventurar em caminhadas.
  • Estabelecer uma rotina de treinamento: você precisa se preparar para fazer uma rota ao ar livre com seu animal de estimação; e a melhor maneira de obter o condicionamento físico ideal é estabelecer uma rotina de treinamento. O tutor e seu cão precisam se adaptar a caminhar juntos e a respeitar os ritmos e necessidades um do outro.
  • Respeite os tempos de adaptação do seu animal de estimação: cada indivíduo tem seu próprio tempo para se adaptar a uma nova atividade. Lembre-se sempre de começar com um ritmo mais lento e aumentar gradualmente a dificuldade dos exercícios.
  • Seu cão precisará ter sua paciência e encorajamento para seguir seu ritmo e aproveitar esta nova proposta.
  • Considere o clima antes de treinar ou caminhar: nossos cães são mais sensíveis ao calor do que nós e superfícies muito quentes podem queimar suas almofadinhas.