É realmente possível treinar um gato?

· outubro 4, 2018

Os gatos são animais muito independentes. Sua personalidade curiosa e volúvel pode colocar à prova a paciência de donos de primeira viagem, que podem pensar que treinar um gato é uma tarefa impossível. Nós esclareceremos quaisquer dúvidas que possam surgir a esse respeito.

Aprenda a reconhecer o humor do seu gato

Gatos se comunicam de uma maneira muito diferente de nós. Os cães, por exemplo, não terão nenhum problema quando se trata de comunicar o que querem e como querem, enquanto os gatos, criaturas muito mais reservadas e orgulhosas, esperam de você uma série de atenções que você precisa aprender a reconhecer.

Certos comportamentos podem nos dar a entender que algo não está indo bem. Antes de tentar ensinar alguma coisa ao seu gato, o principal é garantir que ele esteja saudável e feliz. Entre os comportamentos mais alarmantes, podemos encontrar os seguintes:

  • Os gatos não são criaturas particularmente afetivas, mas podem se sentir especialmente desconfortáveis ou irritados por algum tipo de problema médico a ser diagnosticado. Se o seu animal de estimação ficar de mau humor por muito tempo, evitar contato humano ou apresentar comportamento especialmente agressivo, você deverá levá-lo ao veterinário.
  • O ambiente do gato pode afetá-lo muito mais do que pensamos. Gatos são criaturas que amam o controle e a ordementão uma mudança muito drástica, como uma mudança de casa ou reforma, pode causar estresse. Você notará que seu animal de estimação tenderá a exibir comportamentos autodestrutivos ou que arranhará uma grande parte da mobília.
gato feliz

Um gato feliz também é facilmente reconhecível. Se ele se esfregar contra as suas pernasabanar o rabo e levantá-lo, e ronronar na sua presença, isso é um sinal de que o vínculo que vocês compartilham é estreito e saudável.

Por causa de sua personalidade única, os felinos não se submetem facilmente às ordens de seus mestres. No entanto, apesar de sua natureza independente, eles podem ser educados se souberem interpretar seu estado mental através dos sinais que comunicam através de seu comportamento.

Recomendações ao treinar um gato

As diferentes táticas para treinar um gato são especialmente projetadas para canalizar a energia e o potencial de nosso animal de estimação.

Essas táticas baseiam-se em estímulos e reforços positivos destinados a fazer com que o animal se sinta o mais motivado possível.

Gatinho na caixa de areia

Para que seu felino consiga associar uma certa ação a uma ordem ou reação por parte de seu dono, podemos recorrer a certos truques para treinar um gato, a saber:

  • O reforço positivo. Prêmios e brindes podem ser úteis para ensinar seu gato a se comportar de uma certa maneira. Recompense-o toda vez que ele decidir usar a caixa de areia, cada vez que ele se comporta bem com as crianças ou, ainda, quando usar o arranhador para lixar suas unhas, em vez do sofá.
  • Tente sempre usar a mesma ordem ou o mesmo estímulo, para facilitar o processo de aprendizagem e evitar confundir o animal. É importante ser consistente, caso contrário seu gato nunca associará uma ação a um estímulo positivo e, portanto, não o ouvirá.
  • Um treinamento precoce facilitará a impressão das ordens em seu animal, já que ele as gravará mais facilmente e ficará mais acostumado a conviver com seres humanos. Os gatos que recebem um treinamento tardio costumam ter certos hábitos e manias difíceis de alterar.
  • O reforço negativo pode ser útil com gatos teimosos ou que arranham sistematicamente nossos móveis, e até mesmo pessoas. Lembre-se de que o objetivo é educar, não assustar ou ferir, então evite punições físicas. Certas elevações no tom ou sons altos podem ser suficientes para chamar sua atenção.

Por outro lado, podemos recorrer ao treinamento com o clicker, um pequeno dispositivo que emite um “clique” toda vez que seu gato obedece ao que é dito.