Como trocar a ração de seu cão

março 21, 2018
Para passar de uma ração para outra, a chave é fazer isso gradualmente e, assim, o animal de estimação aceitará essa troca; caso contrário, trocar a ração de seu cão poderá causar problemas comportamentais e de saúde, e isso poderá até fazê-lo parar de comer.

Trocar a ração de nossos cães é algo que, por diferentes motivos, devemos fazer periodicamente. Seja por razões de saúde, orçamento ou apenas para variar, mas para isso você deverá seguir um procedimento bastante simples.

As variedades de rações

A ração é o alimento especificamente feitos para os animais de estimação, que vem em diferentes apresentações e sabores e é adequado a todas as personalidades de animais. A ração também se aplica a diferentes fases da vida do animal, para uma melhor ingestão nutricional.

De vez em quando, ela deve ser alterada para evitar que o pet enjoe do sabor e para adequar a ingestão dos nutrientes necessários para sua idade, seja de um filhote, cão adulto ou idoso.

O processo pode ser bastante simples ou tedioso, uma questão que depende muito da personalidade do nosso animal de estimação. Nosso parceiro pode ou não gostar de uma determinada marca de rações, e se ele não gosta, como protesto, nem sequer irá comer.

É por isso que muitos treinadores inexperientes têm problemas para trocar a ração. Mas não se desespere, porque ofereceremos os melhores conselhos para você fazer isso de forma adequada e evitar problemas.

Cachorro com pote de ração

A maneira correta de trocar a ração

O processo é muito simples e pode durar, se necessário, entre uma a duas semanas. A técnica consiste em misturar pouco a pouco a ração atual com a nova, para ele se acostumar com o sabor incorporado.

  • Nos dois primeiros dias, devemos fazer uma mistura de 25% dos novos alimentos com a atual.
  • No terceiro e quarto dia você deverá oferecer uma porcentagem de 50% dos dois alimentos.
  • No quinto e no quarto dia deve ser oferecida uma porcentagem de 75% dos novos alimentos e apenas 25% da alimentação anterior.
  • A partir do sétimo dia já se deve oferecer um alimento 100% novo em seu prato.

Dependendo do caso, o processo pode se prolongar por até três semanas, se este for o caso, você continuará o processo para uma entrada menos abrupta da nova ração:

  • Os primeiros dois dias devem ser uma mistura de 10% da nova alimentação juntamente com 90% da alimentação atual.
  • No terceiro e quarto dias, a dose da nova ração irá aumentar até 20% e a atual irá diminuir para 80%.
  • Durante o quinto e o sexto dia você tem que colocar no prato de seu cão 30% da ração nova e 70% da antiga.
  • Durante o sétimo e o oitavo dia, a mistura deverá ser de 40% da nova alimentação e 60% da anterior.
  • Entre o nono e décimo dia, uma mistura de 50% de ambos os alimentos.

Continuamos este processo até que o cão aceite o nova ração no vigésimo dia, enquanto aumentamos a porcentagem pouco a pouco, para a mudança de dieta não ser tão abrupta.

Por que isso deve ser feito assim?

O metabolismo de cada cão é diferente, para evitar que ele reaja de maneira errada ou que um ingrediente não o prejudique, o processo é feito pouco a pouco. Isso também é feito para que o cão possa conhecer o novo sabor e não se queixar ou, pelo menos, não tantas vezes, ao lhe oferecermos a nova ração.

Cachorro recusando ração

No caso de se tratar de uma prescrição médica, a ideia a ser seguida é a mesma; acostumar o animal de estimação ao sabor, sem que ele perceba que um ingrediente extra está sendo adicionado aos seus alimentos diários.

Se o seu cão tiver qualquer reação adversa, como irritação ou diarreiavocê deverá consultar o veterinário imediatamente. É muito provável que algum ingrediente da nova alimentação esteja prejudicando-o.

Da mesma forma, não é aconselhável reduzir a qualidade da alimentaçãoa ração mais barata geralmente é processada em conjunto com proteínas vegetais, que geralmente são prejudiciais ao trato digestivo dos cães. Além disso, a qualidade e o sabor podem ser muito diferentes do da ração atual, algo que seu cão não vai gostar.

Também tenha em mente que…

A ração é um alimento que geralmente é seco em sua apresentação, por isso o seu companheiro poderá ter sede enquanto come. Lembre-se de deixar o seu recipiente de água perto da sua comida, para que ele não engasgue.

Se você está fazendo uma transição de alimentos orgânicos para a ração, o processo é quase o mesmo. O ideal é molhar a ração um pouco antes de dar, uma vez que parecerá um pouco com a textura dos alimentos orgânicos.