Confirmado! Os gatos gostam da companhia dos seus donos

· junho 15, 2017

Muitos afirmam que os felinos são independentes demais, ariscos e pouco carinhosos…. No entanto, um estudo recente confirmou que os gatos gostam da companhia dos seus donos. Acabou a difamação contra esses lindos animais de estimação!

Os gatos gostam da companhia de seus donos

Eles foram tachados de indiferentes, frios, calculistas… até agora. Ao que parece, faz tudo parte de uma estratégia que os gatos têm para se diferenciar dos cães ou não expor demais os seus sentimentos. As pesquisas confirmaram que os gatos não só gostam de nossa companhia… mas também nos amam e precisam de nós!

Poderíamos dizer que, no mundo, existem dois tipos de pessoas: as que preferem os cães e as que adoram os gatos. Os primeiros dizem que os cães são muito mais afetuosos e companheiros. Ainda que isso seja verdade, pelo que parece a má fama dos felinos está a ponto de desaparecer. Eles são apenas mais independentes e autossuficientes… mas isso não significa que não se comportem de maneira maravilhosa ao nosso lado.

Os gatos gostam de nós?

Os donos de gatos com certeza já se perguntaram mais de uma vez se seus animais de estimação sentem afeto por eles. Agora terão uma reposta para isso. E será graças a um estudo realizado na Universidade Estatal do Oregon (Estados Unidos) publicado na revista Behavioral Processes.

Os encarregados de conduzir essa pesquisa garantem que os bichanos preferem mais a companhia e o contato humano ao alimento, os demais animais ou as brincadeiras. Para isso, analisaram o comportamento de 55 espécimes. 23 deles viviam em um lar e o restante provinha de um abrigo. Eles foram isolados durante duas horas em um ambiente com comida (guloseimas, atum, etc) e brinquedos.

Passado esse tempo, aqueles gatos caseiros se viram em um lugar com esses mesmos artigos e seu dono. Para a surpresa dos presentes, o animal escolheu ir em direção à pessoa para receber carinho e mimos.

A interação social com os seres humanos foi a principal decisão da maioria dos gatos (com ou sem lar). Em segundo lugar ficou a comida. Os animais foram analisados seguindo um conceito chamado “avaliação de preferências operantes livres”. Isso consiste em colocá-los com vários objetos ao seu redor para ver qual grau de interesse mostram em relação a cada um. Esse experimento nunca tinha sido feito com gatos antes.

Podemos educar um gato para que ele seja carinhoso?

Entretanto, muitos deles não se sentem à vontade na companhia de crianças ou dos donos. Embora que, claro, tudo dependa do temperamento do animal, da criação e da interação que tenham tido desde filhote.

Você sabia que existem raças de gatos mais mimadas que outras? Se o que você busca é um animal de estimação que faça companhia deitado no seu colo ou ao seu lado no sofá, deve escolher um gato Maine coon, um Ragdoll, um siamês, um norueguês da floresta, um angorá, gato azul russo, um gato persa ou um gato-somali. Eles adoram o contato humano!

Se você já tiver um gato que não pertença à nenhuma dessas raças, não se preocupe, já que existem alguns métodos para torná-lo um pouco mais carinhoso. Você pode, por exemplo, brincar mais com ele, dar-lhe de presente brinquedos, fazer carinho nele quando estiver calmo e ser muito amoroso com ele. Não se esqueça de que tudo o que vai, volta. Assim, se formos amáveis com nossos animais de estimação, eles também serão conosco.

Autor da imagem principal: Cássia Afini