Conheça a mesquita que oferece um lar para gatos abandonados

Uma das coisas que mais chama a atenção dos turistas que visitam a Turquia, além de suas mesquitas, suas pontes e seus monumentos históricos, é a enorme qualidade de felinos caminhando pelas ruas. Neste artigo, contaremos sobre o grande problema dos felinos turcos. Também comentaremos sobre a história de uma mesquita que dá um lar aos gatos abandonados.

Milhões de gatos vivem na Turquia

Ainda não foi realizado um censo oficial, mas sem medo de estarmos errados, poderíamos dizer que só em Istambul (a cidade mais importante da Turquia)… vivem milhões de gatos! A maioria deles são de rua e buscam qualquer canto para dormir e se esconder. Sempre procuram comida ou afeto dos moradores locais e turistas. Muitos deles escolhem lugares antigos para se refugiar ou buscar abrigo do frio ou da chuva.

Os vizinhos estão acostumados a ver gatos abandonados pelas ruas e prédios. Esse animal é um dos favoritos dos turcos e um símbolo na cultura otomana. Segundo os historiadores, os sultões os adoravam e os tinham como príncipes nos jardins de seus palácios.

Por sua vez, o Islamismo (religião majoritária do país) é uma crença que manifesta estima pelos gatos. Considera-os um animal puro. Mas nem por isso eles deixam de ser um problema para os residentes. São eles que os alimentam e cuidam de forma anônima, na medida do possível.

Deixam comida e água fresca para eles nas portas das casas, bem como caixas, almofadas e cobertores para que eles possam dormir cômodos e aquecidos. Até mesmo o governo de Istambul entrou na iniciativa dos residentes e mandou colocar casinhas de madeira em vários pontos da cidade.

Os comerciantes e hoteleiros alimentam os gatos abandonados ou de rua. É muito frequente que adotem um ou dois. No entanto, a grande maioria deles segue vivendo ao ar livre e não renunciam a essa “liberdade” tão característica.

Onde está a mesquita que oferece lar para os gatos abandonados?

Como não podia ser diferente, está em… Istambul! O imã da mesquita, Mustafá Efe, decidiu dar-lhes abrigo durante os meses de inverno (que costumam ser bem frios e com neve). Esse homem, encarregado de conduzir as orações coletivas no templo, abriu as portas para os gatos abandonados para que eles durmam nos tapetes macios e em outras instalações.

Segundo os jornais locais, Efe é conhecido por sua diligência, seu bom humor e, sobretudo, por seu amor pelos gatos. Por essa razão, já desde o inverno passado permitiu que os felinos de rua se sentissem “como em casa” na Mesquita Aziz Mahmud Hudayi, localizada na cidade de Istambul.

Os animais se sentem tão à vontade e seguros ali que uma gata levou até mesmo seus filhotes, um por um, até um canto muito importante do templo. Colocou-os perto do púlpito usado pelo imã para dar seus sermões e conduzir as cinco orações diárias. De acordo com suas palavras, “o gato encontrou o coração da compaixão e da misericórdia”.

O grande trabalho de Mustafá Efe foi publicando nas redes sociais. Sua iniciativa foi respeitada e celebrada pelos fiéis que vão todos os dias para a mesquita. Eles também levam comida, carinho e os brindam com milhares de mimos e brincadeiras. A cada passo, o Imã para para cumprimentar ou acariciar seus amigos de quatro patas que agradecem à sua maneira o bonito gesto que tem com eles.

Fonte das imagens: blogs.hogarmania.com

Recomendados para você