Conheça o adorável porco-espinho da cauda preênsil

· abril 3, 2019
O seu nariz curioso, bulboso e com bigodes, consegue uma perfeita harmonia com o seu corpo na forma de uma bola macia, porém com espinhos

O porco-espinho da cauda preênsil, como é chamado na Espanha, é uma das 12 espécies de porcos-espinhos do chamado Novo Mundo.

São endêmicas das florestas sul-americanas da Venezuela, Guiana, Brasil, Bolívia, Paraguai e algumas seções do extremo norte da Argentina.

Esses animais são excelentes alpinistas e passam a maior parte do tempo nas árvores. Como muitos animais noturnos, o porco-espinho tem pouca visão, mas tem sentidos muito aguçados de tato, audição e olfato.

Certos mamíferos e aves de rapina podem tentar atacar um porco-espinho, mas geralmente não termina bem para o predador.

Essa espécie se defende com grande sucesso, sendo capaz de rosnar, inclinar-se e agitar seus espinhos para intimidar o predador.

Morfologia do porco-espinho da cauda preênsil

Indivíduos adultos podem atingir cerca de 60 centímetros de comprimento e pesar até cinco quilos.

A cauda é quase tão longa quanto o seu corpo, e isso adiciona entre 33 e 48 centímetros a mais no seu tamanho total. As caudas preênseis são usadas para estabilizar e segurar durante a escalada, bem como para se pendurar.

Essa espécie de porco-espinho tem espinhos curtos e grossos, que lhe dão uma aparência de cores salteadas. Os espinhos geralmente ficam planos e rentes à pele, mas se levantam quando o animal se sente ameaçado. Estes variam de coloração; do creme para o amarelo, para marrom e quase preto.

Morfologia do porco-espinho da cauda preênsil

A cor da pele é semelhante às das farpas, com um tom amarelo-alaranjado. Essa tonalidade é alcançada devida a uma substância cerosa e condimentada que emana das glândulas sebáceas de machos e fêmeas.

Os espinhos semi ocos de 60 a 100 milímetros de comprimento são eficazes para penetrar na carne de predadores e são muito difíceis de eliminar.

Hábitos de reprodução

Há pouca documentação sobre o sistema reprodutivo dessa espécie. Em cativeiro, foi possível observar casos de machos urinando em fêmeas e seus filhotes para marcá-los. Eles fazem isso uma vez durante o período de acasalamento e uma vez quando o bebê nasce.

As fêmeas atingem a maturidade sexual por volta dos 19 meses de idade e podem continuar reprodutivas até os 12 anos de idade.

O período de gestação dura aproximadamente 203 dias. O filhote geralmente pesa cerca de 400 gramas, nasce com os olhos abertos e é capaz de escalar.

O desmame ocorre por volta das 10 semanas de vida, mas o animal não atingirá seu tamanho máximo até cerca de 48 semanas.

Os órgãos sexuais do porco-espinho são internos, de modo que os cientistas costumavam passar até seis meses antes de serem capazes de identificá-los.

Por isso, decidiram usar uma técnica inovadora de análise de DNA extraída de um espinho para determinar o sexo.

Alimentação e comportamento do porco-espinho

O porco-espinho é herbívoro. Aprecia as folhas, os brotos, as flores, as raízes e a camada de câmbio cortical, encontradas sob a casca de algumas árvores. Eles costumam se alimentar sozinhos ou em pares, nunca em grupos.

Alimentação e comportamento

É notívago, então costuma dormir durante o dia e, ao cair da noite, sai em busca de comida. Eles se movem devagar, porém, com facilidade entre as árvores.

Normalmente, eles descem para o chão somente quando não conseguem cobrir um espaço entre as árvores ou para acasalar e defecar.

O porco-espinho é socialmente tolerante, principalmente entre casais e quando tem comida em abundância.

No entanto, eles preferem pequenos grupos ou estilos de vida totalmente solitários. Ramos altos e troncos ocos são os locais preferidos para os covis e para dormir.

Essa espécie se comunica de diferentes maneiras, incluindo formas acústicas, químicas e visuais.

Longos gemidos, gritos, grunhidos, assobios e guinchos são as principais comunicações auditivas. O ranger dos dentes, a postura e o chacoalhar dos espinhos são usados ​​contra possíveis ameaças.

Quando estão relaxados e confortáveis, os espinhos repousam sobre a pele. Caso um indivíduo desconhecido tente ameaçar, irritar ou confrontar um deles, seus espinhos permanecerão eretos.

Para parecer ainda maior e mais perigoso diante de uma ameaça, esses animais exibirão os espinhos. A velocidade de piloereção pode indicar a intensidade da ameaça ou desconforto percebido.

Esperança de vida

A expectativa de vida do porco-espinho da cauda preênsil sob cuidados humanos varia entre 12 e 17 anos. Esta espécie não está listada como ameaçada ou em perigo de extinção.

No entanto, eles são freqüentemente deslocados pela perda de habitat e, em algumas regiões, são mortos por caçadores.