Conheça os gatinhos Munchkin, que são filhotes para sempre

· março 10, 2017

Era tão bonito quando era filhote! É possível que alguma vez já tenha pronunciado essa frase quando olhou para seu animal de estimação. Continua sendo bonito aos seus olhos. Mas, sejamos realistas, os filhotes são lindos e ficaríamos muito felizes se ficassem assim para sempre. E agora você pode, com os Munchkin.

Se você adora gatos, temos uma ótima notícia! Agora existe uma raça de gatinhos que nunca cresce. Ficam filhotes para sempre! Não acredita? Pois continue lendo porque apresentaremos para você.

Os gatinhos que nunca crescem

Sua raça é conhecida como Munchkin. São fruto de uma mutação genética natural que se manteve com o passar do tempo através de cruzamentos seletivos entre gatos com as mesmas características.

Esse gene, que alguns gatos desenvolveram de maneira natural, se assemelha ao dos cachorro salsicha. Estes, assim como os Munchkin, têm as patas muito mais curtas que o habitual. Essas patinhas curtas fazem com que seu tamanho seja extremamente pequeno e sempre mantenham o aspecto de um filhote.

Sua história

No século 20, os gatos com patas curtas estavam por toda parte, da Rússia à Grã-Bretanha, existindo uma população considerável deles na época. No entanto, diz-se que eles sumiram depois da Segunda Guerra Mundial.

Mais tarde, a raça foi redescoberta em Nova York por Ellen Kasten, que colocou nela o nome de Munchkin, que significa pequeno, em alusão a suas patinhas curtas. No entanto, esse tipo de gato não foi documentado até o ano de 1983, quando uma professora de Louisiana encontrou duas gatinhas com características semelhantes grávidas.

Ela ficou com um dos gatinhos e o chamou de Blackberry. Porém, mais de seus irmãos nasceram com patas mais curtas e foram apelidados de babylegs. De Blackberry e Toulouse, o gato de um amigo da professora, nasceram os que hoje conhecemos como Munchkin.

Essa raça foi apresentada aos meios de comunicação em um show norte-americano em 1991. No princípio, acreditava-se que essa raça, ou melhor dizendo, suas patas curtas, eram causadas por uma doença que afetaria sua coluna vertebral, como acontecia no caso dos Dachshund.

No entanto, o reconhecido Dr. Pflueger ficou deslumbrado com essa raça e se transformou em um famoso criador dela. Antes disso, pesquisou e percebeu que tinham a mesma habilidade para pular, correr e fazer piruetas que qualquer outro gato.

Características do Munchkin

A mais predominante são suas patas curtas, acompanhadas de um corpo moderado que, de maneira alguma, destoa delas. Não pesa mais que 3 ou 4 quilos, sendo 3 quilos o peso máximo no caso das fêmeas.

Suas patas podem ser inclinadas para frente, embora seja preciso ficar atento ao grau disso, já que uma inclinação excessiva pode apresentar ser sinal de uma anomalia que devemos tratar.

Seu pelo pode ser curto, longo, áspero ou sedoso, e pode se apresentar em diversas cores. Seu cuidado não é especial, há que tratá-lo como um gato normal. Sobretudo não os subestime por suas patas pequenas, já que é capaz de pular e fazer piruetas tão alto como qualquer outro felino.

Se você ama os gatos, principalmente os pequenos, não encontrará uma raça mais amigável e carinhosa, além de pequena, do que essa. O Munchkin é o companheiro ideal, seja você solteiro ou com família, já que ele é também ideal para estar com crianças.

Não precisa pensar mais, se está buscando um gato com o elixir da juventude, um que não pareça que os anos passam para ele, esse é o Munchkin. Um gatinho com um bonito corpo apoiado pelas patinhas mais felinas e curtas que você já viu.