Corrigir um mau comportamento de seu gato

· julho 21, 2018
Antes de proceder a um processo de reeducação, é necessário descartar doenças e estimular o felino e praticar exercícios.

Muitas vezes, vemos donos reclamando sobre comportamento inadequado de seus gatos, como subir em qualquer lugar, rasgar cortinas ou tentar fugir de casa. Educar um felino requer paciência e dedicação, mas é perfeitamente possível corrigir um mau comportamento que eles apresentem. Para ajudá-los, resumimos algumas dicas importantes para melhorar a educação do seu gatinho.

Como corrigir um mau comportamento de seu gato e possíveis causas

Um mau comportamento de seu gato pode ser expresso de maneiras diferentes e ter múltiplas causas. Portanto, é importante estar ciente de qualquer mudança em seu comportamento para tentar descobrir rapidamente o que está acontecendo.

A seguir, veremos as causas mais frequentes de comportamentos inadequados em gatos domésticos.

  • Causas patológicas

Algumas patologias podem causar dor intensa ou prejudicar as funções sensoriais do seu gatinho. Quando o bichano se sente vulnerável ou fraco, pode desenvolver comportamentos defensivos ou adotar novos hábitos. Isso costuma ser mais frequente em gatos mais velhos, mas pode afetar qualquer gatinho.

Se o seu gato começa a se esconder com muita frequência, está mais agressivo ou apresenta algum comportamento incomum, é importante levá-lo rapidamente ao veterinário. Na clínica, o profissional poderá verificar seu estado de saúde e descartar possíveis causas patológicas do mau comportamento.

Além disso, cada bichano deve contar com cuidados preventivos adequados para manter uma boa saúde e um comportamento equilibrado. Portanto, devemos nos lembrar de visitar o veterinário a cada seis meses, respeitar a vacinação e a desparasitação periódica e, também, oferecer uma dieta de alta qualidade.

  • Má educação e socialização

Assim como nósos gatos aprendem muito de seus hábitos durante a infância. Além disso, a personalidade deles é mais flexível durante seus primeiros meses de vida, o que facilita o aprendizado. Se quisermos ter um gato bem-comportado e obediente, devemos investir em sua educação e socialização precoces.

Filhote de gato

O primeiro passo para evitar comportamentos inadequados em um gato adulto é não os reforçar em um filhote. Por exemplo: se não queremos que o nosso bichano suba na cama ou no sofá, não devemos permitir que o faça desde filhote. Se, para proteger ou agradar a um filhotinho, nós permitimos certos comportamentos, eles se tornarão um hábito.

Quando o gato assimila um comportamento como permitido, ele não entenderá o porquê de se tornar proibido de um dia para o outro. Para evitar isso, o melhor conselho é começar a educação do seu gato desde a chegada dele em sua nova casa.

  • Estimulação sedentária e insuficiente

A domesticação trouxe muitos benefícios para os gatos, como a exposição reduzida a predadores e a disponibilidade abundante de alimentos. Mas a vida doméstica também representa uma redução considerável em sua atividade física diária. Por não ter que procurar presas e caçar, seu nível de exercícios é mínimo.

Essa falta de necessidade de gastar energia e exercitar sua mente faz com que muitos gatos desenvolvam inúmeros sintomas de estresse e tédio. E isso se reflete negativamente em seu comportamento, o que pode até causar um aumento de sua agressividade.

Se a nossa intenção é evitar um mau comportamento de nosso animal de estimação, devemos prestar especial atenção ao enriquecimento ambiental, adaptando o local em que ele vive.

Para enriquecer a casa do seu gatinho, será essencial obter brinquedos, arranhadores e acessórios que estimulem seu corpo e mente. Atualmente, existem também labirintos e centros de entretenimento para gatos que oferecem de exercícios a massagens relaxantes.

Catnip, erva do gato

Podemos adicionar estímulos sensoriais para incentivar a mente do gato. A catnip (erva do gato) é uma excelente opção para estimular seu olfato. Há vídeos e jogos interativos que foram especialmente projetados para a audição e a visão felina. Combinando estes estímulos, teremos animais ativos, saudáveis ​​e tranquilos.

  • Use o reforço positivo

O método educacional “tradicional” não é eficaz no treinamento de gatos. Na verdade, não deve ser usado em nenhum animal, pois é baseado em provocar emoções negativas, como medo e insegurança. Gatos não apresentam submissão a uma pessoa através de um comportamento irracional, assim como também não aprendem com métodos violentos.

O reforço positivo é a maneira mais segura e eficaz de ensinar e corrigir um mau comportamento de seu gato. Ao ensinar seu gatinho, lembre-se de oferecer um prêmio para reconhecer cada bom comportamento e estimular seu aprendizado. Além de guloseimas, podemos oferecer brinquedos, acessórios, carícias ou uma deliciosa comida caseira.

  • Evite incomodar

Quando o seu gatinho está envolvido em algum comportamento inadequado, não é aconselhável repreendê-lo. Quando o repreendemos, simplesmente aumentamos o nível de estresse da situação e geramos sentimentos negativos.

Para deter um mau comportamento, basta dizer “não” com um tom de voz firme e calmo. E identificando o bom comportamento, podemos usar um prêmio para reforçá-lo. Como vimos, corrigir um mau comportamento em seu gato é perfeitamente possível, desde que tenhamos paciência e amor.