Cuidados com as cobras como animais de estimação

· dezembro 11, 2018
Este réptil é um animal de sangue frio e requer uma série de requisitos em termos de segurança. O período de troca de pele é especialmente delicado devido ao enorme gasto de energia envolvido. Por conta disso, o animal pode se tornar mais irritável e violento.
Se você planeja ter um réptil como animal de estimação, precisa lembrar de algumas coisas. Esses animais necessitam de certos cuidados bem diferentes dos de animais domésticos mais convencionais, como cães e gatos. Nesse artigo, vamos falar sobre os principais cuidados com as cobras como animais de estimação em casa.

Cuidados com as cobras em cativeiro

O primeiro passo é escolher aquelas espécies que são mais fáceis de manejar e menos perigosas. Por isso, recomendamos que você consulte um veterinário ou um especialista em répteis.

A cobra é um animal selvagem e que pode agir inesperadamente quando se sente ameaçado. Ou seja, pode ser um animal perigoso quando não recebe o tratamento adequado.

Cuidados com cobras

É muito importante que o animal de estimação seja acompanhado por um profissional veterinário.

Assim, é possível evitar problemas de saúde comuns que ocorrem quando ele vive fora do seu habitat natural.

Entre esses problemas estão as infecções por parasitas, falta de vitaminas, estresse, desidratação ou queimaduras.

Dicas para os cuidados com as cobras em casa

A acomodação e a alimentação são dois pontos que não devemos deixar de lado para que a cobra viva em boas condições.

Um dos principais problemas sofridos pelas cobras em cativeiro é que elas não recebem alimentação suficiente.

Além disso, sua jaula pode não ter tudo o que esses animais precisam. Por isso, vamos te dar algumas dicas para os cuidados com as cobras em casa.

1. Terrário

Este é o nome dado à “casa” das cobras. Deve ser um local espaçoso e horizontal.

Além disso, é preciso que tenha uma boa ventilação ou grade bem fixada para evitar que o réptil escape. Afinal, uma fuga é bem indesejável, devido à agressividade dessa espécie.

No fundo do terrário, espalhe um substrato especial composto de cascalho, feno ou musgo. Esse substrato pode ser comprado em lojas de animais. É necessário trocá-lo periodicamente para estar sempre limpo e seco.

Conheça as cobras mais venenosas do mundo

No topo desse substrato, um tronco, um ramo ou uma pedra são colocados de modo que a cobra possa se exercitar. Assim, o animal pode se enrolar ou se mover como faria em seu ambiente natural.

Além disso, você também pode colocar um abrigo ou caverna para que o animal tenha alguma privacidade. Assim, ele poderá se esconder caso queira.

Como as cobras têm sangue frio, não controlam a temperatura por seus próprios meios. Sendo assim, os répteis – entre eles as cobras – precisam de algo externo para se aquecerem.

Além do sol, o terrário pode ser aquecido através de uma luz ou aquecedor especial. Lembre-se que é preciso manter a temperatura no viveiro do animal entre 25ºC e 40ºC.

Um termômetro deve ser usado para verificar a temperatura do ambiente. Afinal,a temperatura deve ser menor à noite para a cobra dormir, simulando seu habitat natural.

2. Muda

Tenha em mente que, durante a época de muda, as cobras não comem nada. Evite deixar comida para elas e, acima de tudo, não as incomode ou se aproxime delas. 

Toda a energia do animal é usada nesse processo e ela pode se tornar um pouco agressiva se for interrompida.

Pele de cobra

Recomendamos que você coloque pedras ou galhos com superfícies ásperas para ajudar a remover a pele morta. Depois de ter mudado completamente, é provável que a cobra coma a pele.

3. Alimentação

Entre os principais cuidados com as cobras, devemos considerar não apenas o que elas comem, mas também de que maneira recebem a comida.

Recomenda-se, por exemplo, que o terrário tenha um espaço especial onde você coloque a comida. Dessa maneira, o animal diferenciará o “quarto” da “cozinha”.

Alimentação das cobras

Alguns donos de cobras oferecem ratos, camundongos, peixes, vermes ou pássaros vivos para elas se alimentarem. No entanto, isso pode ser algo desagradável de se ver.

Por isso, lojas especializadas vendem alimentos já “preparados” para répteis. Assim, é possível evitar ter de passar por uma situação certamente traumática.

Como regra geral, as cobras comem uma vez por semana ou a cada 15 dias, pois têm um metabolismo lento.

Sendo assim, elas permanecem “satisfeitas” por vários dias sem ter que comer nada. Não se esqueça de deixar para elas um recipiente com água limpa e fresca.