4 curiosidades sobre o gavião-da-europa

Se há algo que define o gavião-da-europa, além de suas habilidades e sua destreza durante o voo, é a fidelidade ao mesmo parceiro ao longo de sua vida.

Última atualização: 06 Fevereiro, 2021

O gavião-da-europa (Accipiter nisus) é uma espécie de gavião de tamanho médio semelhante ao açor em sua pigmentação. Esse animal é comum na falcoaria graças ao seu voo rápido, mas não consegue caçar presas grandes.

Essa espécie é totalmente especializada na caça de aves pequenas (Passeriformes) que voam se escondendo na floresta. A grande agilidade do gavião para se mover nesse terreno faz dele um predador infalível. Você quer saber mais sobre essa ave de rapina diurna? Então continue lendo!

1. Uma ave muito monogâmica apenas quando consegue se reproduzir

O gavião-da-europa pode não ser uma ave 100% monogâmica. Às vezes, na vida do gavião, pode haver situações em que um membro do casal desaparece, por diferentes motivos.

De acordo com estudos, a cada ano, os casais de gaviões estabelecidos permanecem imóveis, desde que a riqueza do território se mantenha. Se houver escassez de presas, o casal procura um novo território próximo para se estabelecer e construir o seu ninho.

A principal razão para a separação de um casal de gaviões é a falta de descendênciaEm primeiro lugar, quando um casal não consegue ter filhotes, eles mudam de território.

Se no ano seguinte o casal de gaviões ainda não conseguir conceber, geralmente é a fêmea que sai em busca de um novo território e um novo parceiro. O macho tende a ficar no antigo território e procurar uma nova fêmea para se reproduzir.

2. Velocidade de voo do gavião-da-europa

O gavião-da-europa não é uma das aves de rapina mais rápidas, já que é vencido por aves como o falcão-peregrino (Falco peregrinus), que pode se deslocar a 386 quilômetros por hora. No entanto, os 120 quilômetros por hora que os gaviões podem alcançar estão longe de serem pífios.

Assim como todas as aves semelhantes aos falcões da família Falconidae, esses animais são extremamente rápidos e ágeis durante o voo. Sua perícia faz com que se tornem predadores habilidosos de presas pequenas e rápidas.

3. Selecionam presas doentes

Sabe-se que animais mais fracos e doentes são presas mais fáceis na natureza. Se um mamífero estiver mancando, se uma ave estiver com dificuldade para voar ou se houver mudanças no comportamento do animal que o deixam mais exposto à predação, é muito provável que ele seja caçado antes de um animal forte e saudável. No entanto, esse nem sempre é o caso, pois animais saudáveis ​​também são predados em muitas ocasiões.

Os gaviões se alimentam principalmente de aves passeriformes ou canoras. Além disso, há uma diferença marcante entre a dieta do gavião macho e a da fêmea. Eles caçam aves que pesam entre 40 e 50 gramas. No máximo, podem chegar a caçar aves de até 120 gramas. Suas presas favoritas são tentilhões, pardais e chapins.

Por outro lado, as fêmeas têm predileção por presas maiores. Em geral, o peso médio das aves caçadas por uma fêmea de gavião gira em torno de 50 a 70 gramas, mas elas podem capturar animais de até meio quilo.

O mais interessante de tudo isso é que, de acordo com um estudo, essas aves são capazes de selecionar presas infectadas com parasitas sanguíneos, tais como Leucocytozoon ou malária. Aves infectadas têm de 16 a 25% mais probabilidade de serem capturadas do que as aves não infectadas.

4. O dimorfismo sexual do gavião-da-europa

Os indivíduos machos e fêmeas de gavião-da-europa podem ser facilmente diferenciados, pois apresentam um dimorfismo sexual muito acentuado. Os machos têm uma coloração geral mais acinzentada, enquanto as fêmeas são mais marrons.

No entanto, o mais impressionante sobre a espécie é a diferença de tamanho. As fêmeas não comem mais porque são gulosas, e sim porque têm o dobro do tamanho do macho e também pesam o dobro.

Isso tem uma explicação simples. Geralmente, as fêmeas de qualquer espécie de ave de rapina passam mais tempo protegendo o ninho e os filhotes, embora os cuidados frequentemente sejam compartilhados. Portanto, as fêmeas precisam ser maiores e mais fortes para que possam defender todo o seu território ativamente, bem como a sua prole.

Assim, como você pode ver, o gavião-da-europa é uma ave de rapina leal ao seu parceiro, desde que consiga se reproduzir com ele. Além desse fato curioso, trata-se de uma ave rápida, com capacidade para reduzir indiretamente o parasitismo entre as suas presas e, dessa forma, melhorar as suas populações.

Pode interessar a você...
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
O gavião: características e comportamento

O nome científico desta ave, o gavião comum, é "Accipiter nisus", e ele pertence à ordem das aves falconiformes. Conheça-o melhor neste artigo.



  • BirdLife International. 2016. Accipiter nisus. The IUCN Red List of Threatened Species 2016: e.T22695624A93519953.
  • Newton, I., & Marquiss, M. (1982). Fidelity to breeding area and mate in sparrowhawks Accipiter nisus. The Journal of Animal Ecology, 327-341.
  • Trowbridge, C. C. (1895). Hawk flights in Connecticut. The Auk, 12(3), 259-270.