A dança das abelhas

A dança das abelhas é a forma que esses insetos têm para localizar comida e comunicar essa informação a seus companheiros.
A dança das abelhas

Última atualização: 05 Novembro, 2020

A maneira como as abelhas localizam o alimento é uma questão que intriga os naturalistas há séculos, já que a comunicação entre muitos animais ainda permanece um segredo para os etologistas. Há relativamente pouco tempo, foi descoberta a dança das abelhas, um complexo sistema de comunicação através de movimentos corporais. Continue lendo para aprender mais sobre esse comportamento curioso e sofisticado.

A dança das abelhas: a linguagem secreta

As abelhas (Apis mellifera) são insetos com uma estrutura social complexa. Vivendo em colmeias, alimentam-se do néctar das flores encontradas na natureza, por isso desempenham um papel fundamental na polinização dos ecossistemas e na manutenção da flora.

Conhecemos como “dança das abelhas” um complexo sistema de comunicação que as abelhas operárias precisam transmitir ao resto da população sobre a direção e a distância das flores que encontraram em sua busca. Isso é feito através de uma série de movimentos e “requebrados” do corpo.

A dança em si é baseada em dois princípios: angulação e duração. A angulação indica a direção do alimento em relação ao sol, e a duração da dança indica a distância. Na próxima seção, vamos ver com mais detalhes esses conceitos.

A dança das abelhas: a linguagem secreta

Tipos de dança das abelhas

Em termos gerais, existem dois tipos de dança das abelhas: uma dança em círculo e a dança do requebrado. Quando uma fonte de alimento está a 50 metros da operária, ela executa uma dança em círculo. Sua duração indica a distância até a fonte do alimento, mas sem especificar a direção.

A dança do requebrado ocorre quando a abelha encontra a fonte de alimento a mais de 150 metros de distância. A operária que a realiza voa em linha reta, retorna em semicírculo ao ponto de partida e, a seguir, realiza um movimento oposto e simétrico.

Enquanto faz o movimento central, o corpo da abelha “requebra” de um lado para o outro. Ao mesmo tempo, emite um som de baixa frequência. A distância do momento do requebrado é o indicativo aproximado da distância das flores.

O ângulo marca a direção

Como vimos, a representação da distância a que as flores estão é bastante simples. No entanto, entender como as abelhas comunicam a direção do alimento é um pouco mais complexo.

As abelhas usam o favo de mel como mapa, para representar os arredores da colmeia. O ângulo que a abelha toma em relação à vertical do favo é a chave. Se a abelha quiser indicar que as flores estão na direção do sol, ela fará a parte do requebrado em direção ao teto do favo e vice-versa.

Se a direção for um ângulo específico, digamos 60 graus a oeste do Sol, a abelha fará esse ângulo em relação à vertical. Assim, esses insetos alados são informados sobre a direção de suas fontes de alimento com uma dança relativamente complexa.

Uma investigação paciente e interrompida

Esse sistema foi descoberto pelo etologista austríaco Karl Von Frisch, renomado pesquisador desses insetos que começou a trabalhar na década de 1930. No entanto, após a ascensão do partido nazista ao poder na Alemanha, ele foi removido de suas responsabilidades por ter ascendência judaica.

Contudo, devido a uma terrível praga nas colmeias na Baviera, ele foi chamado para tentar controlá-la, então pôde continuar suas investigações. No final, após um árduo esforço, ele conseguiu demonstrar esse mecanismo, que lhe rendeu o Prêmio Nobel de Fisiologia em 1973.

Podemos nos comunicar com as abelhas?

Agora que aprendemos como funciona a dança das abelhas, podemos explorar algumas possibilidades que se abrem. Uma delas é se comunicar com as abelhas, ou seja, imitar sua dança para ver se elas conseguem interpretá-la corretamente.

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Harvard começou a trabalhar com RoboBee, um pequeno robô em forma de inseto.

Esse dispositivo é muito útil para a coleta de dados ambientais devido ao seu pequeno tamanho e versatilidade, e nessa ocasião foi utilizado para analisar o comportamento animal. O RoboBee foi introduzido em uma colmeia e depois disso imitou a conhecida dança.

Como os pesquisadores esperavam, um grupo de abelhas apareceu exatamente onde a dança indicava. Em última análise, como podemos ver, a tecnologia nos permite aprender muito mais sobre os animais e até mesmo nos comunicar com eles.

Pode interessar a você...
Comunicação do hamster com as pessoas
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Comunicação do hamster com as pessoas

Confiança, linguagem corporal e os sons são os principais fatores quando se trata da comunicação do hamster com as pessoas. Saiba mais sobre o assunto.