6 dicas para alimentar um buldogue francês

Você acha que todos os cães deveriam comer a mesma coisa? Aqui, vamos apresentar as necessidades nutricionais do buldogue francês.
6 dicas para alimentar um buldogue francês

Última atualização: 29 Dezembro, 2020

Para qualquer ser vivo, a alimentação é a base da saúde. Se oferecermos ao nosso animal de estimação uma dieta inadequada ou deficiente, é muito provável que ele acabe sofrendo de doenças que poderiam ter sido evitadas. Isso se acentua ainda mais se estivermos lidando com cães de raças específicas, como o buldogue francês.

Não podemos diferenciar a dieta de um cachorro simplesmente classificando-o como miniatura, pequeno, médio ou grande. É preciso levar em consideração muitos outros fatores específicos da raça ou de seus cruzamentos.

Neste artigo, vamos falar sobre a dieta específica para o buldogue francês e fornecer dicas para a alimentação de cachorros dessa raça.

Necessidades nutricionais do buldogue francês

As raças de cães de porte pequeno e miniatura têm necessidades energéticas por unidade de peso corporal diferentes dos cães de raças de outros tamanhos.

Essas raças têm necessidades energéticas maiores. Isso ocorre porque, uma vez que o seu peso é baixo, elas perdem a temperatura corporal muito mais rapidamente e, por isso, precisam de um esforço maior para mantê-la estável.

Os buldogues franceses são cães musculosos e os músculos requerem um maior aporte de energia para a sua manutenção do que a gordura.

Raça pequena, estômago pequeno

O estômago do buldogue, assim como o seu corpo, é de tamanho reduzido. Por isso, a quantidade de alimento que ele consegue ingerir em uma única dose é pequena.

As dietas formuladas para esses cães devem ter um maior conteúdo energético por grama de alimento e uma matriz nutricional densa. Dessa forma, as porções não terão um grande volume.

Alimentos com baixo teor de fibras fermentáveis

O buldogue francês – assim como o boxer – tem uma atividade fermentativa no intestino que é excepcionalmente alta. Se a ração usada para alimentá-lo tiver alto teor de fibras fermentáveis (FOS), pode causar um aumento das fezes moles.

Para evitar que isso aconteça, o melhor é optar por uma ração com fibras à base de polpa de beterraba, que leva mais tempo para se decompor e endurece as fezes.

Buldogue francês e prognatismo

Os buldogues possuem o que é conhecido como prognatismo mandibular, ou seja, a mandíbula inferior se projeta sobre a superior. Isso gradualmente faz com que o seu terceiro e quarto pré-molares girem e se reposicionem, impedindo a oclusão adequada e, portanto, a mastigação.

dicas para alimentar um buldogue francês

Se um cão não mastigar corretamente, é mais provável que ele sofra de problemas dentários, como a doença periodontal. Para evitar que isso ocorra, é recomendável o uso de ossos recreativos, mordedores naturais, escovação diária e exames dentários anuais.

Além disso, o tamanho dos grãos que constituem a ração deve ser pequeno o suficiente para caber na boca, mas grande o suficiente para promover a mastigação.

A pele e o pelo do buldogue francês

Uma pelagem brilhante e forte é um indicativo da boa saúde de um animal. O pelo é composto por 95% de proteína que, de fato, é proveniente da dieta. A renovação do pelo e da pele pode requerer 35% de toda a proteína que um cachorro ingere ao longo do dia.

Qualquer deficiência que apareça na dieta será refletida na pelagem do animalAlém disso, as gorduras ingeridas também influenciam, uma vez que a pele expele gordura para se proteger. Os suplementos de óleo de salmão são uma boa fonte de gorduras ricas para manter o pelo saudável, além de proporcionar muitos outros benefícios à saúde do cachorro.

Por outro lado, essa raça tem tendência ao aparecimento de alergias e outros problemas que afetam a pele. Portanto, o ideal é buscar uma ração menos processada e mais natural. Cada caso deve ser estudado individualmente, mas geralmente são necessários xampus especiais.

dicas para alimentar um buldogue francês

Doença inflamatória intestinal

Por fim, os buldogues são uma das raças que mais sofrem de colite. A origem não é exatamente conhecida, mas sabe-se que ela está relacionada a uma dieta inadequada à base de rações de baixa qualidade, pobres em proteínas e ricas em farinhas vegetais.

Pode interessar a você...
Diferenças entre o buldogue francês e o buldogue inglês
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Diferenças entre o buldogue francês e o buldogue inglês

Dentro desta família de molossos com muita força podemos encontrar diferenças entre o buldogue francês e o buldogue inglês.



  • Gaviria Arango, J. (2016). Alimentación general y especializada para mascotas en una empresa productora de alimentos balanceados para animales (Doctoral dissertation, Corporación Universitaria Lasallista).
  • German, A., & Zentek, J. (2006). Enfermedades digestivas más frecuentes: el papel de la nutrición. Enciclopedia de la Nutrición Clínica Canina (Pibot y col.). Royal Canin, Paris, Francia, 120-131.
  • Pibot, P. (2007). Raza: un parámetro clave en la nutrición canina. Conocimiento y Respeto… Perros de raza pura a nivel mundial p. 02, 40.