Dicas para ter um furão como animal de estimação

· janeiro 15, 2019
Este animal exótico, apesar de ter sido domesticado nos últimos tempos, ainda mantém hábitos silvestres típicos de uma espécie selvagem. 

Você gostaria de ter um furão como animal de estimação? Então você deve ter em mente algumas questões muito importantes antes de levá-lo para casa. Embora haja mais e mais pessoas que adotem um, eles precisam de cuidados especiais, diferentes dos de cães e gatos.

Dicas para ter um furão como animal de estimação

Dizem que o furão é semelhante aos cães em termos de saúde; por exemplo, devemos vaciná-lo contra a raiva.

É o terceiro animal de estimação mais comum hoje em dia e é essencial saber como cuidar dele e oferecer tudo o que precisa. Para isso, preste atenção nas seguintes dicas:

  1. Perigos

Os furões gostam de entrar em lugares perigosos porque são bastante curiosos: armários, atrás de móveis, sob o forno, cadeiras dobráveis, dentro do sofá, etc.

Se você tiver um como animal de estimação, recomendamos que preste muita atenção ao local onde ele se esconde e brinca, para evitar um acidente grave.

  1. Gaiola

Será o lugar onde o animal passará boa parte do dia, portanto deve atender as suas necessidades. Enquanto você pode deixá-lo andar livremente por toda a casa, recomendamos ter também uma gaiola. Assim, ele poderá brincar, descansar e gastar sua energia.

Furão mordendo sua gaiola

  1. Veterinário

Ter um furão como animal de estimação é uma responsabilidade. E isso inclui levá-lo periodicamente ao veterinário para fazer um exame de saúde.

Naturalmente, é essencial manter atualizada sua caderneta de vacinação após dois meses de vida.

  1. Passeios

Tal como acontece com um cão, o furão também precisa sair de casa, andar pelo parque e até se socializar com outros animais de estimação, mesmo que sejam de outra espécie.

Você pode comprar uma correia especial com um feixe no peito e levá-lo para passear. Primeiramente, opte por lugares calmos e tranquilos, até que ele se acostume a sair.

  1. Crianças

Ter um furão como animal de estimação pode ser maravilhoso para os pequenos em casa, pois esse animal se dá muito bem com elas.

No entanto, você deve prestar atenção para ele não ser tratado como se fosse um brinquedo. Embora tenha sido domesticado, ainda mantém muitos hábitos e reflexos de um animal selvagem.

Se ele se sentir ameaçado, poderá morder ou atacar as crianças para se defender.

  1. Comida

Os furões são carnívoros por natureza; no entanto, algumas pessoas optam por alimentá-los com ração para gatos ou cães. 

Consulte seu veterinário ou analise o rótulo do produto: ele deve conter derivados abundantes de carne e não cereais, pois eles podem não digeri-los bem.

alimentação do furão

Evite alimentar o seu animal de estimação com peixe, leite, açúcar e frutos secos… eles são tóxicos para a espécie!

  1. Higiene

Um dos principais problemas de se ter um furão como animal de estimação é que ele é um animal um tanto ‘fedorento‘, especialmente se não for castrado.

Esse aroma em particular é muito intenso e insuportável se ele dorme perto de nós ou passa o dia todo dentro de casa. Tente banhá-lo de vez em quando, principalmente no verão ou se ficar muito sujo.

  1. Brincadeiras

Ainda que os furões passem cerca de 14 horas por dia dormindo, quando estão acordados, podem ser muito ativos e precisam de atenção.

Isso acontece principalmente no nascer e no pôr do sol. Se ele dormir em uma jaula, você terá que deixá-lo sair para brincar um pouco.

Uma das atividades que mais lhe agrada é se esconder, desde que tenhamos cuidado para que não haja perigos ao seu redor. Outra opção é simular a ‘caça’, onde o dono tenta capturá-lo.

Ele pode tentar morder “de brincadeira”, como um gato faz, como um sinal de que está se divertindo.